17 de mai de 2012

PR: “SIM, SENHOR!”, A PM FICOU SEM DIPLOMADOS

Quem ingressa como soldado da Polícia Militar é obrigado a passar por um processo de formação na Academia Militar da Corporação. Nos primeiros 40 dias – que na caserna todos denominam de “quarentena” com certo misto de ironia na fala –, os recrutas desaprendem tudo que aprenderam na vida e aprendem uma só lição: dizer alto “sim, senhor!”.

A quarentena é, pois, o período em que rapazes de 18,19 ficam sabendo o que significa a tal disciplina militar com todos os seus horrores. Somente depois disso, quem conseguir sobreviver é que passa por um curso de alguns poucos meses no qual são ministradas noções de Direito, psicologia, contenção, armas, tiro, muito tiro… E, logicamente, a continuar dizendo o indispensável “sim, senhor!”

Um jovem de 22,23 anos, saído da universidade com um canudo de engenheiro ou bacharel em direito, certamente teria mais dificuldades de se submeter à absurda dureza da quarentena em comparação com outros rapazes que, sem estudos suficientes, precisam se agarrar à vida militar porque lhes são mais estreitas as opções de progredir na competitiva vida civil.

Teria sido a suposta dificuldade de “domar” recrutas universitários que teria levado o governador Beto Richa a se convencer de que a Polícia Militar e a população estariam melhor servidas com soldados que, no máximo, concluíram o ensino médio? E que basta a tal quarentena e umas poucas e precárias noções jurídicas e psicológicas para assumir as ruas e enfrentar a violência e os conflitos sociais, agindo, perante tais situações, como seus primeiros “juízes”?

Esta pode ser uma das razões que levaram Richa a convencer obedientes deputados a votar pela derrubada da norma constitucional – que eles mesmos aprovaram há dois anos – de exigir curso superior para ingresso na PM. Mas outra razão teria sido mais urgente: o governo queria incorporar logo os 2 mil concursados de 2010 que ainda não haviam sido chamados. O concurso, além de já ter “caducado”, é questionado na Justiça também por já não atender à exigência do curso superior. Há um mandado de segurança proposto pela Amai (associação que congrega os milicianos) em trâmite no Judiciário, ainda não julgado.

Sob o risco de a Justiça reconhecer a irregularidade do aproveitamento desses concursados remanescentes e não tendo aberto até agora um novo concurso, Beto preferiu o caminho mais curto e do fato consumado: revogar a exigência constitucional do curso superior. Com isso, a PM acolhe imediatamente 2 mil novos recrutas que ainda passarão pelo teste do “sim, senhor!”. Aumentou seu efetivo? Não, senhor! – nem um pouco, pois nesses dois anos que o governo levou para chamar os aprovados, deu baixa da corporação quase o mesmo efetivo, por aposentadoria, vontade própria ou morte.

Portanto, mera reposição que sequer serve para melhorar o padrão educacional e civilizatório da Polícia Militar. Enquanto isso, numa aparente tentativa de compensação, o governo decretou no último dia 9 a criação na Academia do Guatupê de um curso de graduação de quatro anos em segurança pública – pelo qual receberão canudos como tecnólogos apenas os que, bem antes, aprenderam a dizer “sim, senhor!”.

fonte: celso nascimento

2 comentários:

  1. PARABÉNS POR SUAS PALAVRAS. ELAS RESUMIRAM EM POUCAS LETRAS O QUE ACONTECE HÁ VÁRIOS SÉCULOS ATRÁS DAS LINHAS DAS PMS DO BRASIL. MILITAR ESTUDADO É INSUBORDINADO E DESVALORIZADO E MILITAR COM BAIXO ESTUDO É VALORIZADO, POIS É MAIS FÁCIL DIZER (SIM SENHOR) COMANDANTE.. NOSSO GOVERNADOR É RIDICULO....

    ResponderExcluir
  2. Um governador estúpido e Deputados vendidos,estamos mal representados.

    ResponderExcluir

As regras dos comentários são as seguintes:

- Serão rejeitados textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional;

- O comentário precisa ter relação com a postagem;

- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.


* Os comentários são liberados da moderação, com um prazo de 24 horas, os administradores do blogger exercem outros trabalhos e não possuem tempo integral de dedicação ao blogger, desculpem mas só assim é possível.

Aos chorões que acham que temos algo contra a Policia Civil ou determinada OPM, nós só publicamos o que está na mídia com fonte e tudo, não inventamos matérias e não é nossa intenção colocar uma instituição contra a outra, então antes de mandar comentários denegrindo os administradores do Blog, verefique a fonte no final da matéria.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...