8 de mai de 2012

PR: ASSALTANTE ACUSADO DE ASSASSINAR SD LELIS NO INTERIOR DO ESTADO MORRE EM CONFRONTO COM A PM EM FOZ


Clique nas imagens para ampliar




Um dos bandidos mais procurados nos últimos meses pela polícia, foi morto a tiros durante troca de tiros com a Polícia Militar, na tarde de domingo, na região de Foz do Iguaçu. Edinaldo Eringer, 28 anos, o “Dino”, fugitivo da Penitenciária de Foz, é suspeito de ter matado o soldado Daniel Lelis de Oliveira, 26 anos, no dia 11 de março passado, em Ubiratã. Por volta das 17 horas de anteontem, ele e mais dois homens estariam retornando de Foz, em um veículo Gol, sentido Ubiratã, quando receberam ordem para uma abordagem, na BR 272, em São Miguel do Iguaçu.

O motorista acelerou o carro e furou a blitze em alta velocidade. Houve perseguição e o veículo usado pelos criminosos acabou batendo em uma placa de trânsito.  Eles abandonaram o veículo e saíram atirando contra os policiais. Na troca de tiros foram mortos Dino e um outro comparsa, identificado por Adilson pedro Scheid, 28 anos. O terceiro bandido fugiu.

Um policial também acabou ferido no joelho e foi encaminhado ao hospital em um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal. De acordo com a PM, os três fazem parte de uma quadrilha de assaltantes que age nas regiões Noroeste e Oeste do Paraná. No carro usado por eles, foram encontradas cinco pistolas calibre 9 mm, 90 munições do mesmo calibre, quatro pares de algemas, um radiocomunicador na frequência da polícia, um distintivo da polícia e uma camiseta da Polícia Federal.

Entenda os passos de "Dino"

No dia 11 de março deste ano uma quadrilha liderada, segundo informações da Polícia Militar, por “Dino”, invadiu a casa de um empresário e roubou boa quantia em dinheiro na cidade de Ubiratã. Policiais militares saíram à caça dos elementos, mas foram encurralados em uma área rural. Dois soldados foram baleados. Um deles, Daniel Lelis, acabou morrendo em plena atividade policial. Morreu bravamente tentando defender sua comunidade. A partir daí militares de Cascavel e Campo Mourão rumaram a Ubiratã. Na segunda, dia 12, um dos suspeitos pelo assalto e pela morte do militar acabou sendo encontrado e morto. Gilson Vargas, segundo as investigações, fazia parte da quadrilha de “Dino”. O dinheiro levado do empresário de Ubiratã também foi encontrado.

De acordo com o delegado Roberto Camargo, num trabalho silencioso, a polícia descobriu quem eram os companheiros de Vargas. Calmamente, os passos de cada um deles foram seguidos. Na noite do dia 25 de março, um Corsa Branco tentou parar um ônibus de sacoleiros próximo a Araruna, sem êxito. Os dois elementos, também pertencentes a quadrilha de “Dino”, então voltaram a um posto de combustíveis na BR-369, em Ubiratã. Lá, passaram a escolher o próximo coletivo a ser assaltado.

Mas antes de iniciarem a ação, foram presos. Na mesma noite, os policiais começaram uma busca a uma camionete vermelha roubada horas antes em Cafelândia. Dentro dela, estavam outros três integrantes da gangue. Quadrilheiros e policiais acabaram se encontrando. O confronto, mais uma vez, foi inevitável. Na perseguição, em meio a um milharal, Marcelo Cordeiro foi morto com um tiro na cabeça. Seus outros dois companheiros, suspeitos na ação contra sacoleiros, foram baleados e estão presos. Desde então "Dino" continuava foragido. Ele mantinha passagens pela polícia desde os seus 15 anos e, mais recentemente, respondia por homicídio e assalto a mão armada.

O que o fazia tão violento era a coragem em enfrentar e revidar a polícia. Acabou morrendo por este mesmo motivo. A quadrilha passou a ser definitivamente desmantelada na noite de anteontem. Ao todo foram quatro elementos mortos, e quatro detidos.

fonte: itribuna, fotos gelson prestes

Um comentário:

  1. Parabens..... agora a população de nossa região pode ficar um pouco mais tranquila..

    ResponderExcluir

As regras dos comentários são as seguintes:

- Serão rejeitados textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional;

- O comentário precisa ter relação com a postagem;

- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.


* Os comentários são liberados da moderação, com um prazo de 24 horas, os administradores do blogger exercem outros trabalhos e não possuem tempo integral de dedicação ao blogger, desculpem mas só assim é possível.

Aos chorões que acham que temos algo contra a Policia Civil ou determinada OPM, nós só publicamos o que está na mídia com fonte e tudo, não inventamos matérias e não é nossa intenção colocar uma instituição contra a outra, então antes de mandar comentários denegrindo os administradores do Blog, verefique a fonte no final da matéria.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...