29 de jun de 2010

85 ARMAS DE FOGO APREENDIDA E 16.136 PESSOAS ABORDADAS PELA RONE

Nos 5 primeiros meses do ano, de Janeiro à Maio, foram apreendidas 85 armas de fogo, pelas equipes RONE.

BALANÇO OPERACIONAL

RONE APREENDE 2 ARMAS EM RODINHA DE TORCEDORES, APÓS O JOGO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

fonte: aen


“Quando retiramos armas de fogo das ruas evitamos diversos crimes e trazemos segurança à população”, explica o Tenente Rocha.

Policiais Militares da Ronda ostensiva de Natureza Especial (Rone) apreenderam na noite desta segunda-feira (28) duas armas de fogo que estavam em posse de um homem e um adolescente no Sito Cercado, em Curitiba. A ação se deu durante a realização da Operação Copa, desencadeada pelo Comando do Policiamento da Capital (CPC) em dias de jogos da Seleção Brasileira, em pontos específicos da cidade.

De acordo com o tenente Marcel Rocha, Comandante da equipe que realizou a ação, os policiais patrulhavam pela Rua Sezinando Teixeira Oliveira quando encontraram um grupo de torcedores em atitudes suspeitas. Durante abordagem, a PM encontrou um revólver calibre 38, com numeração raspada em posse de um adolescente de 16 anos e outro revólver, também de calibre 38 e com numeração suprimida em poder de Jefferson Gonçalves da Luz, de 25 anos.

O menor e uma arma de fogo foram encaminhados à Delegacia do Adolescente e Jefferson para o Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac/Sul), juntamente com a outra arma. De acordo com o tenente Marcel Rocha, Jefferson já tem passagem pela polícia.

BRIGA, CAPOTAMENTO, FUGA, TIROS E MORTES EM COLOMBO

fonte: parana on-line, programa 190



Discussão por causa de som alto, dentro de um posto de combustíveis, teve consequências trágicas na manhã de ontem, em Colombo. A confusão, envolvendo dois grupos de rapazes, resultou em acidente de trânsito, tiroteio com a polícia; dois mortos; um ferido e um preso; além de quatro fugitivos (dois deles escaparam por manilhas de esgoto). Daniel Bandeira dos Santos foi vítima fatal do acidente e Willian Carlos Florindo, 26, morreu em confronto com a Polícia Militar.


De acordo com o tenente Nakamto, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, a confusão começou no Posto América, na Estrada da Ribeira, próximo ao terminal de ônibus do Alto Maracanã. Depois da briga, os envolvidos saíram do local em dois automóveis, o Ka placa AIG-3657 (Campina Grande do Sul) e o Kadett placa JNC-3631 (Colombo).

Na Estrada da Ribeira, na altura do bairro Ana Terra, o condutor do Ka deu uma “fechada” no Kadett, cujo motorista perdeu o controle e o veículo capotou. Era Daniel quem estava ao volante do Kadett e como não usava cinto de segurança morreu na hora, com a cabeça prensada entre a porta e o meio-fio, onde o carro tombou.

Testemunha

Alessandro Peres, funcionário de uma empresa de segurança situada em frente de onde ocorreu o capotamento, testemunhou o fato, e pediu ajuda aos colegas, para socorrer as vítimas.

Quando se aproximaram, viram quatro rapazes que estavam no Kadett tentando, desesperados, tirar o veículo do local, mesmo com o condutor morto ao volante, mas o motor não funcionou e eles fugiram a pé.

Antes disso, outros dois rapazes que estavam no Ka saíram do automóvel para também fugir a pé. Mas um deles se arrependeu e voltou, momento em que foi baleado por um dos ocupantes do Kadett.

Os vigilantes chamaram o Siate, que levou o jovem, ferido com três tiros, ao Hospital Cajuru. O outro, que usava uma blusa marrom, tratou de desaparecer, tomando a direção do Jardim Ana Terra.

E ainda um terceiro rapaz foi encontrado dentro do Ka, fingindo que estava morto. Quando os vigilantes mexerem com ele, o garoto de 17 anos gemeu e saiu do automóvel por conta própria. Ele foi apreendido pela PM, para prestar esclarecimentos da confusão.

Confronto

Dos quatro ocupantes do Kadett, um fugiu sentido bairro Santa Terezinha e não foi localizado. Os outros contornaram uma igreja próxima e correram em sentido ao terminal do Guaraituba, atravessando um matagal, que já estava cercado pela Polícia Militar. Houve confronto com os PMs. Willian foi atingido e morreu dentro do Rio Palmital. Com ele a polícia encontrou um revólver calibre 38.

Os outros dois trataram de entrar nas manilhas de esgoto. Policiais da Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais (Rone), tentaram vigiar todas as saídas da galeria, soltando inclusive bombas de efeito moral, na tentativa de fazê-los sair. Chegaram a entrar nas galerias, mas as saídas eram muitas e os dois conseguiram escapar.

28 de jun de 2010

ATUALIZAÇÃO DE GPS, VERSÃO 2010.

Estamos atualizando todos os modelos de GPS para a versão IGO AMIGO 2010.

O mapa, radares, estabelecimentos comerciais e turistícos atualizados em Março/2010.

Contato pelo fone: (41) 8503-8429, Helton.

VÍDEO: NOVO ARMAMENTO AM-15



PRESO COM 126 PEDRAS DE CRACK E 5 BUCHAS DE COCAÍNA

fonte: parana on-line


Jonas Luiz de Goes, 19 anos, foi preso por policiais militares da Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais (Rone), às 3h30 de ontem, suspeito de tráfico de drogas.

Ele andava pela Rua Birigui, na Vila Nossa Senhora da Luz, CIC, quando foi abordado portando 126 pedras de crack e três porções maiores da droga, totalizando 400 gramas, além de cinco buchas de cocaína. Jonas foi levado ao Ciac-Sul.

27 de jun de 2010

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE MINAS GERAIS, ANALISA PROPOSTA DE PROTEÇÃO A POLICIAIS AMEAÇADOS DE MORTE

fonte: aspra/mg

A proposta de proteção e assistência aos policias e bombeiros militares que estão sob ameça de morte, em razão de sua atividade, elaborada e apresentada à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), pela Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais (Aspra - PM/BM), se transformou em projeto de lei. Apresentado pelo deputado Durval Ãngelo (PT), no dia nove junho, o PL 4655/2010, que dispõe sobre a proteção, auxílio e assistência aos policiais e bombeiros militares, policiais civis e agentes penitenciários do Estado, está aguardando o parecer das Comissões de Constituição e Justiça, de Segurança Pública e de Fiscalização Financeira e Orçamentária.


Como explica o presidente da Aspra, subtenente Gonzaga, o objetivo principal do PL 4655 é garantir a proteção aos policiais e às suas respectivas famílias, identificar e punir os responsáveis pelas ameaças e restabelecer a autoconfiança e qualidade de vida dos mesmos. “A Aspra espera e confia que o Comando da Policia Militar e do Corpo de Bombeiros também se comprometam com esta causa e contribuam para a aprovação do projeto no mais curto espaço de tempo possível.”

O policial ameaçado de morte em razão de suas atividades deve ser protegido pelo estado, informa subtenente Gonzaga. Com esta convicção, a Aspra defende, desde 2003, que o estado admita regulamentar em lei o direito à proteção do Estado aos policias, e seus familiares, ameaçados de morte em razão de suas atividades.

“É muito sofrido receber um companheiro desesperado por ser ameaçado de morte e, vezes até, ser expulso de sua residência por bandidos. Sofrido é perceber que, por falta de um direito previsto em lei, pouco pode ser feito e o policial ameaçado ser jogado a própria sorte”, destaca.

Acompanhe

Em 2003, ao iniciar o processo de reivindicação junto ao Governo do estado, continua subtenente Gonzaga, a Aspra defendeu a necessidade da implementação de um programa de financiamento habitacional e outro de proteção. “O risco não está vinculado, necessariamente, à ausência de casa própria e, sim, das atividades dos policiais”. Naquele ano, relembra, o governo liberou R$ 2 milhões para atender os policiais em situação de risco e, em 2004, o Lares Gerais Segurança Pública.

Como integrante do Grupo Coordenador, subtenente Gonzaga defendeu, de maneira intransigente, a adoção do programa de proteção. Para tanto, explica, uma proposta foi elaborada por um subgrupo de trabalho, encaminhada ao então Comandante da PMMG, coronel Junior. “O comandante não deu importância à proposta”, destaca.

Por decisão do Grupo Coordenador da Lares Gerais, foi destinado outros de R$ 4 milhões para a aquisição de imóveis funcionais, destinados ao abrigo de policiais ameaçados. “Foi um avanço, porém, ineficiente.”

Em março de 2010, subtenente Gonzaga participou de uma audiência pública na Comissão de Direitos Humanos para discutir a situação dos militares que estão sob ameaça de despejo por vencimento do prazo. Novamente defendeu a proposta e, naquela oportunidade, apresentou o texto para elaboração de um projeto de lei. O deputado Durval Ângelo se comprometeu em transformá-lo em projeto de lei, que foi apresentado no dia nove de junho.

CADÊ OS DIREITOS HUMANOS AGORA?

fonte: r7

Câmera flagra detentos espancando agente penitenciário, agressão aconteceu em Viana, no Espírito Santo, durante um princípio de rebelião.

Um agente penitenciário foi espancado em Viana, no Espírito Santo. As cenas de covardia foram registradas pelo sistema de monitoramento.

As imagens mostram cerca de 40 presos bastante agitados, tomando banho de sol. Em seguida, eles começam a agredir vários agentes prisionais da unidade.

Um deles não conseguiu escapar e foi espancado. O caso aconteceu no mês de maio no Complexo Prisional de Viana.

24 de jun de 2010

UMA PISTOLA 380, COLETE BALÍSTICO E DROGA APREENDIDA NO CAJURU



Nesta quarta-feira(09/06/2010), a viatura RONE 8101, comanadada pelo Tenente Alves, realizava patrulhamento no bairro Cajuru.


Quando ao passar na Rua , avistou vários indivíduos em frente a uma residência em atitute suspeita, realizararam a abordagem e um dos elementos evadiu-se para o interior da residência.

O elemento foi abordado quando tentava pular o muro dos fundos, realizada a busca pessoal foi localizado em sua cintura uma pistola 380 e em seu bolso uma pequena quantidade de droga.

Os policiais refizeram o trajeto que o elemento tentou utilizar para evardir-se e localizaram um colete balístico, que provavelmente deve ser de propriedade da guarda municipal.

O individuo assumiu a propriedade dos materiais encontrados e disse que os mesmos eram para sua segurança, pois ele estaria recebendo ameaças de morte.

NOVOS BATALHÔES DA PMPR E NOVO RISG, JÁ APROVADOS!

fonte: apra/pr

Associação de Praças do Estado do Paraná,

INFORMA

Aos onze dias do mês de junho do ano de dois mil e dez às 16h30, em reunião extraordinária com Entidades Representativas de Classes, Oficiais e Praças da Polícia Militar do Paraná junto ao Auditório do Salão Nobre do QCG, o Exmo. Sr. Comandante Geral da PMPR, repassou extra-oficialmente projeto de Reestruturação Orgânica da Corporação, projeto este já avalizado pelo Governo do Estado e que deverá ser encaminhado, tão logo os tramites legais sejam concluídos à Assembléia Legislativa do Paraná para os Senhores Deputados Estaduais aprovarem em sessão ordinária e encaminha-la para a sanção do Sr. Governador.

Aqui segue um resumo básico do que será esta Reestruturação:

1 – Criação do cargo-função de Subcomandante Geral da PMPR com plenos e iguais poderes, administrativamente e juridicamente para auxiliar o Comando Geral, função esta atualmente representada pelo Chefe de Estado Maior que passará a dedicação integral de suas responsabilidades fim da Corporação;

2 – Extinção do CPC – Comando do Policiamento da Capital e CPI – Comando do Policiamento do Interior, e, consecutivamente a divisão do Estado do Paraná em 6 (seis) regiões, criando assim os Comandos Regionais de Polícia Militar, que serão na seguinte proporção:

* 1º CRPM – Capital;
* 2º CRPM – Londrina;
* 3º CRPM – Maringá;
* 4º CRPM – Cascavel;
* 5º CRPM – Ponta Grossa;
* 6º CRPM – São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba).

3 – Criação da Corregedoria da Polícia Militar, a qual deverá funcionar fora e distante dos atuais Quartéis da PM;

4 – Criação de mais 4 (quatro) Batalhões de Policia Militar na seguinte proporção:

* 21º Batalhão de Polícia Militar – Colombo;
* 22º Batalhão de Polícia Militar – Francisco Beltrão;
* 23º Batalhão de Polícia Militar ou Batalhão de Eventos em Curitiba, que será responsável pelos Eventos em todo o Estado do Paraná, inclusive da Operação Verão;
* 24º Batalhão de Polícia Militar ou Batalhão de Operações Especiais – Curitiba.

5 – Criação de mais 3 (três) Companhias Independentes na seguinte proporção:

* 6ª Companhias Independentes – Irati;
* 7ª Companhias Independentes – Ivaiporã;
* 8ª Companhias Independentes – Arapongas.
Obs: A Companhia dos Portos retorna ao 9º Batalhão de Polícia Militar.

6 – Alguns Pelotões de Policia Militar do Interior serão transformados em Companhias como a 4ª Companhia do 19 BPM em Guairá e 4ª Companhia do 4º BPM em Sarandi;

7 – Também esta previsto nesta Reestruturação mudanças para o Corpo de Bombeiros na seguinte proporção:

* 7º Grupamento de Bombeiros Norte – Curitiba;
* 8º Grupamento de Bombeiros – Paranaguá;
* 9º Grupamento de Bombeiros – Foz do Iguaçu;
* 1º SGBI – Pato Branco e um Intermediário ao nível de Comando de Capitão em Francisco Beltrão.

Esta previsto também nesta Reestruturação a adequação dos QOs na Corporação com o reconhecimento oficial com Quadro especifico para as ROTAMs da PMPR e GOST do Bombeiro Militar;

A aquisição de mais 2 (duas) aeronaves para a PMPR e a criação do Grupamento Aéreo, provavelmente junto ao Aeroporto do Bacacheri.

Esta Reestruturação também estabelece um aumento considerável de Efetivo e alteração da LOB de 21.800 (vinte e um mil e oitocentos) homens para mais 4.500 (quatro mil e quinhentos) homens, elevando assim para mais de 26.000 (vinte e seis mil) o Efetivo da Policia Militar do Paraná.

Também foi informado nesta reunião que o novo RISG da PMPR já foi aprovado e entrará em vigor tão logo saia sua publicação e ainda a existências de Tratativas do Comando Geral com o Governo do Estado e Setores de Educação Estadual e Federal para a Criação junto à Academia Policial Militar do Guatupê um Instituto Superior de Ensino, ou seja, uma Faculdade própria da Policia Militar, voltada para o ensino do Efetivo da Corporação.

QUANTAS ARMAS UM SUSPEITO PODE PORTAR?

Em ocorrências policiais, não é raro se ver o descuido dos policiais após encontrarem, por exemplo, uma arma de fogo com o suspeito.

Acontece que muitos são os casos em que uma arma ou uma pequena quantidade de droga é apenas a ponta dum iceberg, que pode trazer apreensões maiores e outras pessoas envolvidas com o crime.

Vejam o vídeo e entendam que por mais que se encontre objetos ilícitos com um suspeito, ele pode estar escondendo mais coisas.

MEXEU NA ARMA DO MARIDO E TOMOU UM SUSTO

Sim, armas de fogo são objetos que não podem estar em locais acessíveis a pessoas não habilitadas e autorizadas para usá-las.

Qualquer descuido pode ser fatal, trazendo consequências para o curioso desavisado que tenta manuseá-la e para o proprietário da arma.

Feitas essas considerações, deixo um vídeo com uma boa lição pregrada por um homem à sua mulher, que ousou manusear a arma dele sem autorização. Muito engraçado, apesar do correto ser o não acesso dela à arma.

CARABINA CT .40, CONHEÇA UM POUCO DESSE ARMAMENTO

fonte: abordagem policial

Com a filosofia de guerra que sempre norteou as políticas de segurança pública no Brasil, os armamentos utilizados nunca fugiram muito desse princípio. Uma prova disso é a quantidade de fuzis utilizados na II Guerra Mundial ainda em posse das polícias militares brasileiras, todos eles herdados das Forças Armadas.


Surgida a necessidade dum armamento mais adequado para o uso urbano das forças policiais, aliado à exigência de razoáveis precisão e alcance, as Forjas Taurus lançaram no Brasil a Carabina CT-40, no consensual calibre .40, perfeito e preferido para o uso policial.

A CT 40 trabalha em regime exclusivamente semi-automático. Trata-se de uma arma leve e de fácil manejo, além de possuir um recuo mínimo – bem parecido com uma arma de pressão. Vejam as especificações técnicas da Carabina Taurus calibre .40:

Calibre: .40

Cano: 410mm
Coronha: fixa ou dobrável
Comprimento: 883 mm
Peso: sem carregador 3,230g com carregador completo (10 tiros) 3,490g
N° de raias: 06 à direita
Método de funcionamento: Blowback
Percursor: flutuante
Alimentação: carregador
Ejeção: Abertura lateral direita
Massa de mira: regulável em altura
Alça de mira: tambor regulável, aberto para 50m. Orificio para 100 e 150m
Capacidade dos carregadores: opção para 10, 15 ou 30 cartuchos
Ferrolho: aberto após o último disparo
Funcionamento: semi-automático
Opcionais: carregador 30 e 10 cartuchos, suporte luneta, luneta.



VACCAREZZA JOGA A VOTAÇÃO DA PEC 300 PARA JULHO

fonte: tv câmara


Durante entrevista da TV Câmara, o Líder do Governo, Cândido Vaccarezza, ao lado do Deputado Marcelo Itagiba, remarcou equivocadamente a votação da PEC 300 para os dias 4 e 5 de julho, respectivamente um domingo e uma segunda-feira.

Com essas declarações, podemos deduzir que a data correta, se de fato houver votação, será entre os dias 6 e 7 do próximo mês. Mais uma vez o Governo, através de seu líder, protela a votação dos destaques da proposta.

18 de jun de 2010

ASSALTANTES DE RESIDÊNCIAS SÃO PRESOS

fonte: parana on-line


Cinco integrantes de uma quadrilha de assaltantes de residências foram presos, na madrugada de ontem, em Pinhais, por policiais da Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial).

André Pires de Souza, 24 anos, Amauri Garcia Corcetti, 47, e Emerson dos Santos Leite Martins, 21, além de Mônica Regina da Silva, 32, e Washington de Freitas, 32, que são de São Paulo, foram pegos com objetos roubados, armas e pequena quantidade de cocaína. Todos foram encaminhados à delegacia e autuados por roubo qualificado e posse de entorpecente.

Segundo o superintendente Osmair José Pereira da Silva, entre 21h15 e 22h30 de quarta-feira, o bando fez dois assaltos no bairro Vargem Grande e no Jardim Weissópolis. De madrugada, uma equipe da Rone recebeu a informação que a quadrilha estaria numa Blazer preta e em um Celta e passaram a procurar os bandidos.

Armas

Quando passavam pela Rua Iraí, perto de um moinho de trigo, os policiais localizaram a Blazer, conduzida por André. No carro, que é do assaltante, havia uma pistola calibre 380.

Depois, os policiais descobriram que o comparsas dele estavam em uma casa no Boqueirão. Além de prender os demais integrantes do bando na residência, a polícia encontrou outras duas armas, vários objetos roubados, além de dois invólucros com cocaína.

Mônica, a dona da casa, disse onde estava o Celta. Dentro do veículo foram localizados vários pertences roubados. Conforme Osmair, dois integrantes da quadrilha conseguiram fugir, levando duas escopetas calibre 12. “Tudo leva a crer que se trata de uma quadrilha de paulistas que vieram praticar assaltos por aqui”, disse o superintendente.

Amarrados

Washington e Mônica foram identificados com autores dos dois assaltados. Além dele, outros dois marginais participaram dos roubos cometidos de noite. As vítimas relataram que foram amarradas pelos bandidos, que estavam de “cara limpa” e se comunicavam por radiocomunicadores.

Das duas residências, eles levaram televisões, home theaters, computadores, dinheiro e até lingerie. Os objetos levados nos dois assaltos foram avaliados em cerca de R$ 30 mil. Os bandidos também fugiram levando os veículos das famílias, que, segundo a polícia, não foram recuperados. O telefone da delegacia de Pinhais é 3667-1598.

PEC 300, AUMENTA A PRESSÃO NA CÂMARA

POLICIAIS MILITARES ENQUADRAM VACCAREZZA

16 de jun de 2010

ABORDAGEM A MOTO ACABA COM UM DETIDO E UM REVÓLVER APREENDIDO


Na data de 04/06/2010 por volta das 14h40min, a viatura 8112 comandada pelo Sargento Machado, realizava patrulhamento pelo bairro Guarituba em Piraquara.

Quando foi avistada uma moto na cor preta, aonde na tentativa de abordagem o indivíduo que pilotava a moto, iniciou manobra de fuga e evadiu-se da equipe, sendo solicitado apoio das demais viaturas RONE que estavam próximas.

Após algumas quadras de acompanhamento, o indivíduo foi abordado e realizada a busca pessoal, aonde em sua cintura foi localizado um revólver calibre 22 e mais 18 munições de mesmo calibre. Ainda em seu outro bolso foi localizado mais 7 munições de pistola 380.

O indivíduo que não foi identificado por nossa equipe, foi encaminhado a DP Piraquara juntamente com o armamento apreendido.

SATURAÇÃO NO PATRULHAMENTO RESULTA EM CARRO RECUPERADO

Na data de 02/06/2010, por volta das 11h10min, a viatura 8103 comandada pelo Tenente Souza, realizava patrulhamento preventivo no município de Pinhais.

Ao deslocar pela a estrada da graciosa a equipe avistou um veículo, Ford/Corcel II, placas AEA-3622, estacionado em frente a uma empresa, com os vidros abertos.

Puxada a placa do veículo, foi constatado um alerta de roubo, na noite anterior, por um indíviduo armado de revólver, a vítima do roubo não soube passar detalhes sobre o marginal.

O veículo foi entregue na DFRV, para providências.

STF ACATA MANDADO DE SEGURANÇA E ANALISA RETORNO DA PEC 300/446

fonte: século diário

O mandado de segurança impetrado na última semana pelo deputado federal Capitão Assumção (PSB-ES), pedindo o retorno da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n° 300 na Câmara dos Deputados, já tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). O mandado tem a relatoria do ministro Gilmar Mendes, que enviou instrução à Câmara pedindo informações ao presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP), sobre a matéria.

O ministro determinou também que fosse dada ciência do pedido à Advocacia Geral da União (AGU) para que o processo possa ser conduzido e, de posse das informações,possa apreciar o pedido de liminar.

A decisão de recorrer ao Supremo partiu de Assumção que, vendo a protelação da votação da matéria, resolveu recorrer a instâncias superiores do Judiciário na tenttativa de corrigir o erro de se interromper a votação da PEC dos policiais em primeiro turno. Segundo ele, não há notícias de outras votações que foram interrompidas da mesma maneira.

O deputado disse ainda que alguns parlamentares da Frente Parlamentar em Defesa dos Militares (Fremil) achavam que a ida ao Supremo poderia gerar desarmonia entre os deputados, mas Assumção acredita que tal desarmonia já foi criada pelo constante atraso no retorno da PEC à votação, por influência dos líderes partidários.

Antes de ser impetrado o mandado de segurança, o líder do governo na Câmara, deputado estadual Cândido Vacarezza (PT-SP), em reunião com os líderes de entidades representativas dos policiais civis e militares e dos bombeiros militares, havia dado previsão de volta da PEC à votação na última terça-feira (8), mas foi mais uma forma de procrastinar a votação, já que a previsão não foi confirmada, legitimando o pedido de liminar.

Piso

A PEC 446 estabelece piso salarial nacional de R$ 3,5 mil para soldados e R$ 7 mil para oficiais, extensivo a todos os policiais civis, policiais e bombeiros militares do País.

A aprovação da medida no primeiro turno depende da apreciação de quatro destaques, todos de autoria de deputados governistas. Os parlamentares da Frente pró-PEC questionam esses pontos. Acreditam que eles descaracterizam a proposta inicial. O primeiro pretende excluir da emenda o valor nominal do piso salarial. A redação desse trecho no texto foi pensado como maneira de assegurar uma implementação imediata do piso a todos os militares do País. No entanto, a estratégia do governo é justamente em sentido contrário. Os governistas querem apagar esse trecho e definir a fixação do piso a partir da criação de uma lei específica.

ASSÉDIO MORAL NOS BATALHÕES DA PM

fonte: bombeiros do brasil

É toda e qualquer expressão (atitude) de superior hierárquico, contra subordinado, que venha a ferir sua integridade moral. Assim, entendo que é uma atitude de depreciação ou humilhação que parte de um superior para um subordinado. (conceito nosso).


Como Acontece?

É bastante comum nos ambientes militares a ocorrência de atos emanados de superiores contra subordinados que desrespeitem e firam a integridade moral, pois o militarismo não só está em desacordo com as normas constitucionais, como está necessitando de novos horizontes, para que possamos mudar esse quadro. O que realmente ocorre é que por se acharem que são superiores aos demais servidores que lhes acompanham na dura carreira militar, alguns atos emanados desses “superiores” são desenvolvidos de forma exagerada, tais como: gritos de superiores contra subordinados, designações e atribuições que não condizem com seus atributos, bem como algumas taxações indignantes para com subordinados.

O que a Lei diz a Respeito?

Podemos citar a Lei Estadual nº 3921, de 23 de agosto de 2002 do Estado do Rio de Janeiro que veda o assédio moral no trabalho, no âmbito dos órgãos, repartições ou entidades da administração centralizada, autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista, do poder legislativo, executivo ou judiciário do Estado do Rio de Janeiro, inclusive concessionárias e permissionárias de serviços estaduais de utilidade ou interesse público, e dá outras providências. (ver lei na net).

A Constituição Federal de 1988, consagra em seu Art. 5º o seguinte:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

...

III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante;

...

X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

O Que Fazer Para Mudar o Quadro?

O Estado do Rio de Janeiro já deu o primeiro passo na caminhada por um estado mais digno de trabalho em sua esfera estadual de trabalho, cabe aos demais estados da nossa nação, seguir os passos do Rio e editar uma Lei que venha proporcionar melhor qualidade de trabalho para seus servidores, o que deve ser feito o mais rápido possível, e deve ser cobrado de forma veemente, principalmente dentro dos Batalhões e Companhias de Polícia Militar.

Autor: Francisco Alderi da Silva
Soldado PM/RN e Acadêmico de Direito do 10º Período

PEDÁGIO E SE VOCÊ NÃO TEM DINHEIRO NA HORA?

fonte: internauta via e-mail

Como você vai fazer se não tiver dinheiro para pagar o pedágio? A solução existe e é muito simples, pena que nós, o povo, os usuários, somos sempre os últimos a saber.


Na última sexta feira, 26.05.2010, voltando de viagem de Sao José do Rio PretoSP., para quem conhece a Rodovia Washington Luis, há um Posto chamado Catelo ou Castelinho.

Parei para abastecer e pegar dinheiro para pagar os pedágios faltantes até SP. De repente, meu cartao travou na boca do caixa eletrônico e fiquei apavorado por não contar com dinheiro vivo.

Quando sai do Caixa do Banco havia, nas proximidades, um Policial Rodoviário e perguntei para ele como deveria proceder.

AQUI VAI A, EXCELENTE, ORIENTAÇÃO QUE RECEBI E AGRADEÇO:

"SEGUE VIAGEM E QUANDO ESTIVER NO PEDÁGIO, DIZ QUE ESTÁ SEM DINHEIRO. SEM QUALQUER PROBLEMA OU CONSTRANGIMENTO, ELES EMITIRÃO UM BOLETO PARA VOCÊ PAGAR MAIS TARDE.

FOI EXATAMENTE O QUE ACONTECEU. FOI PERFEITO!

Voltei a SP com vários boletos (para os 4 Pedágios que faltavam para chegar à Capital), para esta semana ir ao Banco e pagá-los, normalmente.

Quantos de vocês sabiam ou sabem disto?

Porque o Poder Público não nos passa esta informação?

Espero que esta informação os ajude porque, realmente, é de UTILIDADE PÚBLICA.

Esta norma se aplica a qualquer Estrada ou Rodovia do País.

Portanto, na próxima viagem, se você ficar sem o dinheiro do Pedágio, não se apavore...

Passe no Pedágio e peça o BOLETO PARA PAGAMENTO POSTERIOR que eles emitem na hora.

Continuidade do Processo

Só um alerta de um advogado: se não pagares o boleto emitido, serás multado por "evasão de pedágio", mais a sanção de pontuação na carteira de habilitação.

EXCELENTES VIAGENS!!

15 de jun de 2010

RONE MATA UM ASSALTANTE E PRENDE OUTROS DOIS NA RMC

fonte: parana on-line



Assalto a uma residência, na noite de domingo, em Piraquara, terminou com um suspeito morto e dois presos. A quadrilha roubou o carro de um consultor financeiro, na porta de casa e tentou extorquir a vítima, pedindo R$ 1.500,00 pelo “resgate” do veículo. A polícia foi avisada e, no local marcado para efetuar a transação, frustrou a ação dos assaltantes.

Houve troca de tiros. Henrique Machado a Silva, 19, morreu. Luciano Castanheira, 34 anos, e Rafael da Luz de Camargo, o “Rafinha”, 25, que já tem passagem pela polícia por furto, foram detidos. A polícia procura pelo quarto comparsa, identificado como “Guerreiro”, que conseguiu fugir.

Crianças

O consultor contou que se preparava para jantar com a família, por volta de 23h30 de domingo, quando ouviu alguém bater palmas em frente à residência, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, Vila Araçatuba. O homem foi ao portão e foi rendido por três assaltantes.

“Eles me mandaram ajoelhar e disseram para eu fazer minha última reza”, contou. Quando o pai da vítima abriu a porta da casa e apareceu com os dois netos (filhos do consultor), de 3 e 7 anos, os assaltantes “baixaram a guarda” e falaram que apenas queriam levar o carro da vítima. Os bandidos fugiram com o Gol e o celular da vítima.

Antes de escapar, o trio ameaçou matar as crianças, caso a polícia fosse chamada. Porém, a vítima não deu ouvidos aos marginais e ligou para o celular roubado.

“Os ladrões me pediram o dinheiro se eu quisesse ver meu carro de volta”, relatou. A partir disso, a polícia montou o plano de “resgate”, que foi marcado para as 2h em frente a uma cancha de futebol, ao lado de um matagal na Vila Rosa.

Reação

Policiais do serviço reservado da PM (P2) com apoio da RONE (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) cercaram a região. A vítima acompanhou a ação carregando uma sacola com uma carteira de cigarro, fazendo a vez do dinheiro.

Os marginais, que agora estavam em quatro, perceberam a emboscada e atiraram contra os policiais, que revidaram. Henrique morreu no local. Dois foram presos e o quarto fugiu. Há informações que ele já teria sido baleado na semana passada. Com os bandidos, a polícia apreendeu duas pistolas de calibres 380 e 765.

12 de jun de 2010

PEC 300, VOTAÇÃO COM CERTEZA DIA 15

fonte: congresso em foco

Na reunião dos líderes da Comissão Especial da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300, ocorrida na tarde desta terça-feira, no Congresso Nacional, uma notícia foi comemorada pelas representações militares.

A referida matéria será, com certeza, votada no dia 15 de junho – terça-feira da próxima semana. A garantia foi dada pelo líder do governo na Câmara Federal, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).

O parlamentar, assim que chegou para a reunião, foi logo revelando a boa nova aos presentes. Ele afirmou que nesta semana as discussões em torno da proposta seguem a todo vapor e que já fechou acordo com a bancada governista para não atrapalhar a votação na próxima terça-feira.

De acordo com o presidente da Associação dos Cabos e Soldados (ACS) de Alagoas, Wagner Simas, que está em Brasília acompanhando as discussões, quando a audiência desta tarde foi encerrada, um deputado do PSB – da bancada de apoio aos governistas – também referendou que a PEC 300 está assegurada na pauta da próxima semana.

“O deputado garantiu que a proposta será apreciada com toda a certeza”, informou Simas.

A data foi fixada mediante negociações acaloradas entre o líder do governo, a bancada de oposição e as representações dos militares que fazem grande pressão em Brasília.

O texto da PEC 300 foi modificado, mediante consenso de todos, após a constatação de que a fixação do valor do piso remuneratório explícito no texto era inconstitucional.

Confira o texto modificado da PEC 300, alterando três artigos da Constituição Federal.

A proposta, caso seja aprovada, obriga o governo federal a encaminhar a Lei Complementar no prazo máximo de 180 dias, onde será fixado o valor do piso salarial nacional da categoria.

Artigo 1º – O artigo 144 da Constituição Federal passa a vigorar com a seguinte redação:

“art. 144… “parágrafo 9º – a remuneração dos policiais e bombeiros, integrantes dos órgãos relacionados no ‘caput’ deste artigo, observará piso remuneratório definido em lei federal, e a dos servidores policiais, integrantes dos órgãos relacionados no ‘caput’ deste artigo, será fixada na forma do parágrafo IV do artigo 39.

Parágrafo 10º – a lei que regulamentar o piso remuneratório, previsto no parágrafo 9º, deste artigo, disciplinará a composição e o funcionamento do fundo contábil, instituído para este fim, inclusive no tocante ao prazo de sua redação” (NR)

Artigo 2º – A lei de que trata o parágrafo 9º, deste artigo, será encaminhada em 180 dias.

Artigo 3º – Esta Emenda Constitucional entra em vigor da data de sua publicação.

SOLDADO DA PM DE GOIÁS PASSA A RECEBER R$ 2.989,85

fonte: cabo júlio/pmmg

A Polícia Militar de Goiás, após vários dias de reivindicação e conversação, conseguiu o tão esperado aumento salarial.

Com o reajuste, o soldado de 1ª classe passará a receber R$ 2.989,85, e o coronel, R$ 14.200,00.

O referido reajuste se dará em parcelas pagas ainda este ano, para os soldados. Já para os demais postos, o aumento será dividido em parcelas até 2012.

Além do aumento, os policiais conseguiram que o intertício mínimo para progressão seja de 2 anos entre níveis (quando houver), onde a promoção respeitará o quantitativo de vagas.

TIRO DE SNIPER, UM LADRÃO A MENOS PARA INCOMODAR!

11 de jun de 2010

PRESA QUADRILHA QUE ASSALTOU AGÊNCIA BANCÁRIA EM PINHAIS

fonte: aen



Operação das polícias Civil e Militar prendeu, na noite desta quinta-feira (10), em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), uma quadrilha acusada de assaltar um banco, em Pinhais, também na RMC, usando fardas da Polícia Militar. Foram detidos, Fabio Mota, 21 anos, Carlos André Mota, 30 (irmãos e ambos com passagem por furto e foragidos do sistema penal), Evelin da Silva Ferreira, 18, e Juliana Rios de Lima Camargo, 20 (sem passagem), e recuperados mais de R$ 57 mil, além de nove armas, motocicletas e veículos.

Outro integrante do grupo, Sidnei Gonçalves da Silva, 28 anos, entrou em confronto armado com os policiais da RONE e morreu. Segundo o comandante do Policiamento da Capital, coronel Jorge Costa Filho, a operação só obteve êxito devido à rapidez da ação. "O sucesso desta grande ação se deve ao trabalho minucioso dos policiais que realizaram investigações e levantamentos, além da agilidade com que realizaram a abordagem aos criminosos e a consequente prisão."

A Polícia Militar estava com parte das informações e a parte estava com a Polícia Civil. Com a junção das duas instituições, foi possível chegar até o grupo e deter os primeiros responsáveis pelo roubo. "Esse tipo de crime não pode continuar acontecendo no estado do Paraná e, por isso, as polícias estão trabalhando em conjunto", garante o delegado-adjunto do Centro de Operações Especiais (Cope), da Polícia Civil, Rodrigo Brown.

Armamento

Foram encontrados um fuzil Colt calibre 5.56, um revólver Taurus calibre 38, uma pistola Jericó 9 milímetros, uma pistola Taurus 24/7 calibre 40, uma pistola Taurus Milenium calibre 380, duas pistolas Taurus 9 milímetros, além de uma pistola Taurus calibre 7.65. Foram apreendidas também uma motocicleta modelo Biz verde, com placas de Foz do Iguaçu e uma Jog placa AAW 4821, de Curitiba.

Além das motocicletas foram recolhidos três veículos usados pela quadrilha, um GM/Astra, preto com placas de Pinhais, uma Ecosport branca, com placas do estado de São Paulo, e um Gol vermelho com placas sem identificação de local (provavelmente de outro estado). As apreensões foram realizadas em na casa dos acusados, em que a polícia encontrou ainda 109 munições calibre 5.56, 51 munições de pistola 9 milímetros, 67 de pistola ponto 40, 13 de calibre 380, 23 munições de calibre 38, além de carregadores de armas, sendo 5 da pistola Taurus 24/7, 2 carregadores para calibre 380, 6 para 9 milímetros e 1 carregador para fuzil.

Ação

A polícia chegou até o local por denúncia anônima ao 181 Narcodenúncia. As informações eram de que a quadrilha estaria em determinado endereço, no Jardim Ipê, em São José dos Pinhais. A Força Samurai da PM iniciou um trabalho de inteligência e com fotografias fornecidas pelo sistema da Polícia Civil conseguiu identificar um dos suspeitos.

Também havia a informação que o grupo estava fortemente armado e, por isso, foi pedido apoio à Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), da Companhia de Polícia de Choque da Polícia Militar, que seguiu até o local para efetuar, juntamente com a Samurai, as prisões. O Centro de Operações Especiais (Cope) da Polícia Civil fez o flagrante do grupo e continua as investigações para recuperar o restante do dinheiro, que segundo o banco, soma R$ 472 mil.

"O próximo passo é chegar até os outros quatro suspeitos de envolvimento no roubo. Além disso, é realizada investigação especial para verificar a procedência dos materiais utilizados no crime, bem como as fardas e os armamentos", disse o delegado Brow.

Confronto

Segundo as informações da Samurai, o que chamou a atenção no final da tarde, durante o trabalho antes da prisão, foi a intensa movimentação no local e, depois que o primeiro foi reconhecido, a PM entrou na residência e houve resistência do Sidnei, que atirou contra a polícia e morreu no revide. "O Cope também está responsável por investigar se a identidade de Sidnei é verdadeira", explica o delegado. Dentro da residência foram presas as outras pessoas e encontrados as armas, munições, dinheiro e veículos.

Para o coronel Costa, é fundamental que a população continue confiando na polícia e denunciando crimes pelo 181 Narcodenuncia, informações que auxiliam e muito todo o trabalho de combate ao crime.

BANDIDOS FARDADOS ASSALTAM BANCO EM PINHAIS

fonte: parana on-line

Assalto planejado foi cometido na manhã de ontem, na agência do HSBC, da Avenida Jacob Macanhan com a Rodovia João Leopoldo Jacomel, centro de Pinhais.

A quadrilha, fortemente armada e bem organizada, fez o gerente do banco e a família reféns, em casa, na noite de quarta-feira. Foram levados três malotes, que, segundo o banco, continham aproximadamente R$ 400 mil.

No entanto, foi cogitado que o valor seria em torno de R$ 3 milhões. O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) assumiu as investigações, e segundo o delegado Rodrigo Bronw, já há pistas dos assaltantes.

O gerente foi rendido por dois homens que trajavam farda da Polícia Militar, por volta de 18h de quarta-feira, quando saía do trabalho. Levado para a sua casa, encontrou a esposa e a filha também dominadas pelos bandidos. Ambas ficaram nas mãos dos criminosos até a manhã de ontem.

“O gerente contou que, pela manhã, cinco homens se juntaram à dupla. Dois ficaram com a esposa e a filha e os outros foram para a agência, levando o funcionário”, explicou. A quadrilha estava com o Peugeot do gerente do banco, e um Stilo prata, roubado na manhã de ontem, no Capão Raso.

Equipados

De acordo com o tenente Adirlei Wittkowski, do 17.º Batalhão, testemunhas disseram que um dos assaltantes estava bem vestido, assim como o gerente, e os outros dois estavam fardados. “Eles usaram radiotransmissores, renderam o segurança e seguiram com o gerente até o cofre.

Acreditamos que outros comparsas ficaram nos carros dando cobertura”, afirmou o policial. Com o dinheiro em mãos, os assaltantes fugiram. A mulher e a criança foram deixadas na Praça Santos Andrade, centro de Curitiba e o carro da família foi abandonado nas proximidades.

Conforme informações da PM, os marginais fugiram sentido Jardim Social, em Curitiba. Equipes da Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) saíram em busca dos bandidos, mas não os localizaram.

10 de jun de 2010

PROJETO QUE REGULAMENTA PROCESSOS DISCIPLINARES DA PM É APROVADO

 fonte: alep


O Projeto de Lei nº. 619/09, que regulamenta os processos disciplinares da Polícia Militar no Paraná, foi aprovado pelos deputados nesta terça-feira (1º) em caráter conclusivo. Agora, a proposta do governo estadual deve ser enviada à sanção do governador Orlando Pessuti (PMDB).

A proposta estabelece os procedimentos para o controle de possíveis desvio de conduta por parte dos policiais. De acordo com o texto, a perda do posto e da patente, assim como a perda da graduação, a exclusão e o licenciamento a bem da disciplina implicam, automaticamente, na perda de cargo público.

A norma ainda assegura que o militar estadual tenha o prazo de cinco dias para apresentar a defesa prévia e de mais oito dias para entregar a defesa final. No caso de mais de um militar estar submetido ao mesmo processo disciplinar, com defensores distintos, o prazo inicial será o mesmo, porém terá 12 dias para apresentar a defesa final.

Para a realização de processo disciplinar deverá ser formado uma Comissão com três membros. O projeto de lei também estipula que todos os integrantes da Comissão coloquem o nome e a assinatura no processo disciplinar. Ao final, o recurso será enviado ao governador do Estado no prazo de dez dias úteis.

9 de jun de 2010

ABORDAGEM POLICIAL MAL SUCEDIDA

Este vídeo demonstra claramente, de como a rotina, pode ser perigosa.

HERÓI NÃO TEM LUGAR, NEM HORA!!!

GAROTAS SÃO PRESAS COM ARMAS, DROGAS, JÓIAS E DINHEIRO NO CAJURU

fonte: parana on-line






Duas jovens foram presas por policiais militares da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), na tarde de ontem, no Cajuru. Na casa em que elas estavam, foram apreendidas armas, dinheiro, joias, relógios e mais de seis quilos de crack.

Cleonice Napoleão de Almeida e Josilaine dos Santos, ambas de 19 anos, que não tinham passagens pela polícia, foram levadas para o 6.º Distrito Policial e autuadas por tráfico de drogas e porte ilegal de munição e arma de fogo.

Por volta de 14h, uma equipe da Rone patrulhava a Rua Sebastião Marcos Luiz quando viu um rapaz em atitude suspeita. Ele correu para dentro de uma casa e, segundo o tenente Alves, recolheu bolsas e alguns objetos.

O jovem pulou o muro, mas, durante a fuga, as bolsas ficaram para trás. Em uma delas, havia 6,3 quilos de crack, boa parte separada para a venda e distribuídas em pacotes.

Na casa foram apreendidos dois revólveres calibre 38, uma escopeta calibre 12 com diversas munições e uma pistola calibre 635, além de cinco relógios rolex, supostamente falsificados, e duas correntes, uma de ouro e outra de prata, pesando 250 gramas cada uma. Havia também pouco mais de R$ 4 mil, em notas trocadas e moedas, balança de precisão e 300 gramas de maconha.

"Ficantes"

As moças disseram não saber que a casa era usada para tráfico de drogas. Cleonice contou que é namorada do rapaz que conseguiu fugir e confirmou que ele era o dono do material.

"Eu estava "ficando' com ele há pouco mais de dois meses. Moro na Vila Torres, mas nunca me envolvi com estas coisas (tráfico)", contou a moça. Josislaine disse que também mora na Vila Torres e que costumava ficar com a amiga na casa do namorado dela.

O superintendente Carlos Amaral afirmou que as duas tinham ciência do tráfico, das armas e das joias. "Por este motivo, elas serão autuadas por tráfico e por porte ilegal de arma." As armas serão confrontadas com exames feitos em vítimas de homicídios.

PEC 300, PODE SER VOTADA APÓS O JOGO DO BRASIL

fonte: congresso em foco
Pode parecer improvável, mas existe a possibilidade de a Câmara votar na próxima terça-feira (15) - dia em que o Brasil estreará na Copa do Mundo - a PEC 300. Pelo menos, o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), acredita que isso será possível numa eventual sessão extraordinária.

Até o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), acredita nisso. “Suponho que na semana que vem, ou na próxima semana, poderemos votar essa matéria”, afirmou o peemedebista.

Otimista, Vaccarezza também espera votar na próxima semana o projeto de lei que cria o fundo social com recursos do petróleo a ser extraído do pré-sal.

Contudo, a ideia de votar uma proposta de emenda à Constituição, cuja processo de votação é mais rigoroso do que um projeto de lei comum – são necessários 308 votos para aprovar uma PEC -, é criticada por deputados favoráveis à matéria. Para eles, é uma clara tática para tentar derrubar a PEC, colocando-a para votar em uma dia em que o quorum muito provavelmente será baixo.

“Isso é mais uma armadilha do Vaccarezza. Quem vai vir aqui depois de um jogo do Brasil?”, disparou o deputado Capitão Assumção (PSB-ES).

De acordo com o parlamentar capixaba, a intenção do governo é atrair os deputados com a PEC 300 (que conta com o apoio formal de 321 deputados) para votar apenas o projeto do pré-sal. A análise também é compartilhada pelo deputado Major Fábio (DEM-PB).

Questionado sobre o que achava de a PEC ser votada após a partida da seleção, o congressista paraibano foi conciso: “É complicado”.

GREVE SÓ É PROIBIDA PARA AS FORÇAS ARMADAS

fonte: cordel de fogo

8 de jun de 2010

PR: TRAFICANTE MIRIM É PRESO NA CIC



Na data de 01/06/2010, policiais militares da RONE, viatura 5751, comandada pelo Tenente Rocha, deslocou até o bairro da CIC, em atendimento a uma solicitação da Central de Operações da PM, dando conta que na praça 10, teria um individuo exibindo arma de fogo.

No local a equipe não constatou o fato e nenhum individuo com as caracteristicas repassadas, foi encontrado, mas as buscas continuarão nas proximidades.

Quando a equipe passava pela praça 11, foram avistados vários individuos, em frente a uma residência, sendo que um deles evadiu-se para o interior do imovel, os elementos foram abordados e o que tentou fugir, foi pego tentando pular o muro dos fundos da residência.

Durante as buscas pessoais foram localizados algumas buchas de maconhas embaladas e algum dinheiro trocado, supondo um possível tráfico.

Em ato contínuo foi realizada uma busca domiciliar, aonde foi encontrado um verdadeiro "Templo da Maconha". Vários tabletes de maconha já cortados e embalados, pedras de crack todas embaladas, prontos para venda.

Os individuos, menores de idade, foram encaminhados a Delegacia do Adolescente.

REVÓLVER CALIBRE 38 APREENDIDO NO ATUBA


Na data de 06/06/20010, a viatura RONE comandada pelo Cabo Araújo, realizava patrulhamento preventivo no bairro do Atuba.

Os policiais avistaram um grupo de pessoas reunidas em uma esquina, aonde ao avistar a viatura, os individuos empreenderam fuga.

Foi realizado um cerco policial e logrado êxito em localizar em um quintal, de uma residência, um individuo.

Aonde em sua cintura foi localizado e apreendido um revólver calibre 38, marca Taurus com a numeração lixada.

IRMÃOS SÃO PRESOS COM R$ 5 MIL E UM QUILO DE CRACK

fonte: gazeta on-line



Acusado estava em liberdade havia um mês. Irmã dele, que sábia da prática criminosa, também foi indiciada por tráfico.

Um homem de 23 anos foi preso, nesta quinta-feira (27), com um quilo de crack e R$ 5 mil em dinheiro, no bairro Uberaba, em Curitiba. Flávio Popilarz foi abordado por policiais militares das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) na Rua Nicodemos Zeglin, em frente a casa onde morava. Com ele, foi encontrada uma pequena quantidade de maconha, mas os policiais desconfiaram que a residência funcionava como um ponto de comércio e consumo de drogas.

O chefe da equipe, cabo Araújo, decidiu promover buscas na casa, onde os policiais encontraram o crack e o dinheiro. Segundo o oficial da Rone, tenente Luciano Martins de Souza, chamou a atenção o fato de a maior parte do dinheiro ser notas de R$ e de R$ 5. “Essa grande quantidade de notas de menor valor chamaram nossa atenção, pois caracteriza a venda de drogas a pequenos consumidores”, disse o policial.

Segundo a Polícia Militar (PM), Popilarz estava em liberdade havia um mês, depois de ter cumprido pena por tráfico. O acusado acabou envolvendo a irmã, Célia Popilarz, de 33 anos, que morava na casa e que também foi indiciada por tráfico. “Ela sabia da prática criminosa e permitia o comércio ilegal. Por isso, ela também é considerada cúmplice”, explicou o tenente da Rone. Os irmãos foram encaminhados ao 7º Distrito Policial (DP), onde permanecem à disposição da Justiça.

PM PRESO POR NÃO FAZER FAXINA, CONSEGUE LIBERDADE PROVISÓRIA

fonte: blog soldado glaúcia


O policial militar preso em Manaus por se recusar a realizar faxina no Quartel, foi posto em liberdade provisória graças a ação movida por seu advogado.

Gerard Maximiliano de Souza, 35 anos, foi preso na última segunda-feira(31) por se recusar a fazer uma faxina juntamente com mais dois soldados e um cabo no Quartel, alegando que havia uma empresa responsável por esse tipo de serviço.

Maximiliano possui onze anos de serviço prestado à Corporação e é detentor de uma ficha disciplinar impecável, com várias menções de elogios por parte do Departamento da Força Nacional de Segurança Pública, além de elogios por parte do Comandante Geral da Corporação pelo cumprimento da missão de restauração da ordem nos Estados do Mato Grosso do Sul e Espírito Santo.

Durante o período que esteve preso, o soldado da PMAM recebeu diversos apoios de seus companheiros, que o definem como um "policial padrão", bem como de alguns oficiais que repudiaram a atitude do Major Cláudio.

O caso torna-se mais um exemplo do autoritarismo militar e do abuso sofrido pelos policiais por parte de seus comandantes. Reflete, dessa forma, a arcaica legislação militar que insiste em preceituar artigos anteriores à Constituição Federal, como se ainda vivessem na ditadura. E ainda querem que os policiais sejam humanos, se não são tratados como tal.

DEPUTADOS RECORREM AO SUPREMO PARA VOTAR A PEC 300

fonte: congresso em foco

Parlamentares ligados aos policiais e bombeiros militares decidem entrar com mandado de segurança no STF para obrigar Câmara a retomar votação de piso salarial para categoria.


A conversa acabou. Cansados de aguardar a retomada da votação da PEC 300 por vias políticas, deputados favoráveis à proposta decidiram entrar com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para obrigar a Câmara a retomar a votação do piso salarial de policiais e bombeiros militares. A decisão será anunciada amanhã (8), logo após a reunião dos líderes partidários.

Aconselhados pela assessoria jurídica, eles apresentarão antes um requerimento (veja a íntegra) à Mesa da Câmara solicitando que a matéria seja incluída na pauta.

“Só nos resta saída na Suprema Corte”, disse o deputado Capitão Assumção (PSB-ES) ao Congresso em Foco. Para ele, o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), “não quer votar nada”. “Os representantes dos policiais estão sendo enganados”, protestou o deputado, um dos coordenadores da Frente Parlamentar em Defesa dos Policiais e Bombeiros Militares.

O deputado Major Fábio (DEM-PB) destaca que, além dos 321 parlamentares que apoiam formalmente a PEC, outros 100 pediram para assinar o requerimento de inclusão da proposta na pauta. “São mais de 400 deputados que querem votar a PEC 300. Mas ela não é votada porque Vaccarezza não quer”, reforçou o paraibano. Major Fábio adiantou que os deputados favoráveis à PEC 300 serão chamados a subscrever o mandado de segurança.

A proposta, cujo texto-base foi aprovado em março, cria o piso salarial provisório a policiais e bombeiros militares de R$ 3,5 mil e R$ 7 mil - para praças e oficiais, respectivamente.

Para que o primeiro turno de votação da PEC 300 seja concluído, deputados terão de analisar quatro destaques que, na prática, desfiguram a proposta. Após essa fase, a matéria terá de passar por outro turno de votação para, então, seguir ao Senado.

Lisonjeado

Vaccarezza diz que outros líderes partidários compartilham de sua opinião de que não é viável incluir o piso salarial na Constituição. “Fico muito lisonjeado com tamanho poder que me atribuem. Mas isso não é verdade. Todos os líderes concordaram em adiar a votação da PEC”, rebateu.

Por avaliar que policiais e bombeiros estão tendo os ânimos inflamados por parlamentares pró-PEC 300, o petista decidiu tratar da votação da matéria diretamente com representantes das categorias.

Na última terça-feira (1º), após reunião em seu gabinete com lideranças de policiais, Vaccarezza afirmou que a PEC seria objeto de nova discussão em uma reunião de líderes marcada para amanhã. “Não fiz nenhum acordo sobre data de votação”, resumiu o petista na ocasião.

Cautela

Mais cautelosos, os deputados Miro Teixeira (PDT-RJ) e Paes de Lira (PTC-SP) preferem aguardar um pouco mais. Miro ressalta que o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), chegou a assegurar a votação da matéria. “Nada me autoriza a desconfiar do Michel”, ponderou o parlamentar, notório defensor da PEC e autor do requerimento para que a Casa retome a votação da proposta.

O deputado paulista diz que o recurso ao Supremo se tornou uma necessidade por causa da falta de vontade política da Câmara. “Nós podemos fazer isso porque certamente, claramente, existe uma infração ao regimento interno. Uma matéria - seja ela qual for - mas no caso de uma proposta de emenda constitucional, em pleno processo de votação, não pode ser seccionada; não pode ser retirada arbitrariamente da ordem do dia", afirma Paes de Lira, coronel da Polícia Militar de São Paulo.

Segundo ele, impedir que a PEC 300 seja votada é "cassar o mandato parlamentar" dos que votaram a favor da matéria. "E é isso que levaremos ao Supremo se se esgotarem os caminhos políticos", afirmou.

5 de jun de 2010

PM'S IMPEDEM PC'S DE PRENDER UM POLICIAL MILITAR

fonte: agora sp

Cerca de trinta Policiais Militares ameaçaram duas equipes da Polícia Civil que tentavam levar, para uma delegacia, um PM suspeito de acabar de assassinar um cliente de um bar no Mandaqui (zona norte de SP), na madrugada de anteontem.

"Não houve ameaças"

A PM afirmou que não houve ameaça, mas que a Polícia Civil tentou assumir uma ocorrência que não competia a ela.

O assassinato ocorreu em um bar de classe média no número 4.843 da avenida Engenheiro Caetano Álvares. O PM Estevam Teline da Silva, 27 anos, pegou um copo de cerveja da mesa do supervisor Carlos Pardini, 39 anos.

O homem reclamou e foi atingido pelo policial com dois tiros, no peito e na cabeça, segundo documento da Polícia Civil obtido pelo Agora.

Silva fugiu e começou a ser perseguido por uma equipe do GOE (Grupo de Operações Especiais) e uma do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos).

Ele se refugiou em uma base móvel da PM e foi colocado pelos colegas em um carro de polícia.

4 de jun de 2010

SENADOR MÃO SANTA PEDE VOTAÇÃO RÁPIDA DA PEC QUE VALORIZA POLICIAIS

fonte: cidade verde

Senador pediu que não hajam manobras durante a votação de modo a prejudicar os policiais militares.

O senador Mão Santa defendeu que os deputados federais se engajem na aprovação da Proposta de Emenda Constitucional 446/09 de autoria do senador Renan Calheiros. A proposta prevê a criação do piso nacional no valor de R$ 3,5 mil para policiais civis e militares, além de bombeiros.

O senador pediu que o presidente da Câmara Federal lidere o movimento em prol dos policiais e dos brasileiros, que serão os maiores beneficiados com a valorização da carreira nos profissionais da segurança pública.

Mão Santa pediu que não hajam manobras durante a votação de modo a prejudicar os policiais militares. “Os policiais de Brasília até ganham bem. É preciso só os outros igualarem. Mas o que eles estão ganhando Brasil afora não dá! Quanto ganha um desembargador? Quanto ganha um ministro do Supremo Tribunal? Ele não tem cem estômagos, e o policial, um! Então, esse aumento é justo. Aqui, não pode continuar assim. Aí está a violência. Sem dinheiro, não dá”, defendeu o parlamentar.

De acordo com o senador, o governo gasta de forma excessiva com a mídia para tentar convencer a população de que vive um momento de segurança e que o Poder Público está fazendo sua parte. Entretanto, Mão Santa afirma que a sociedade está mergulhada numa barbárie, causada também pela corrupção de policiais que têm baixos salários.

“A verdade é esta: este Governo transformou nossa sociedade pacífica e cristã em uma sociedade de barbárie. Está todo mundo se matando. Está todo mundo roubando. Está todo mundo se drogando. Passou da maconha para a cocaína e, agora, para o crack. Mas está todo mundo enrolando o serviço de segurança”, assegurou.

PEC300: CAPITÃO ASSUNÇÃO DENÚNCIA ACORDO CARACU


fonte: capitão assunção

Durante assembléia geral dos policiais e bombeiros, diante da aceitação por parte de algumas representações associativas e sindicais de se retirar o piso e o fundo da Constituição Federal, Capitão Assumção se indignou diante dessa concessão absurda, haja vista que o líder do governo, Devaggarezza, irá dar uma "pernada" em todo o mundo.

Segue abaixo os termos dessa concessão sem proporções e as lideranças que assinaram, abrindo mão da batalha, para se render às armadilhas da quadrilha comandada por Devaggarezza.


 

ARMA E DROGA APREENDIDA NO BOQUEIRÃO

Nesta quinta-feira(03/06/2010) por volta das 19h30min, a viatura RONE 8116 comandada pelo Sargento Viana, realizava patrulhamento pelo bairro do Boqueirão.

Quando a equipe foi abordada por populares que relataram uma situação ocorrida na parte da manhã daquele dia, aonde um deficiente mental teria sido agredido por um rapaz de nome Eduardo, com várias coronhadas, aparentemente sem motivo algum e a vitíma encontrava-se internada em estado grave.

Porém ninguém soube informar a residência de Eduardo, apenas disseram que ele constumava ficar em um bar próximo.

Sabendo o endereço do referido bar a equipe deslocou com o apoio das demais viaturas, para um eventual cerco, em caso de fuga e realizou a abordagem ao establecimento, aonde cerca de 6 pessoas foram abordadas.

Perguntado o nome dos mesmos e logo apareceu o indivíduo de nome Eduardo, indagado sobre o ocorrido e a arma, o mesmo disse não ter conhecimento.

Mas a equipe contínuou uma busca no perímetro do bar, momento em que foi localizado, cerca de uns 4 metros de aonde Eduardo havia sido abordado, em baixo de uma árvore, um revólver calibre 38 e certa quantia de “crack”.

Os pais de Eduardo acompanharam toda a ação e viram o momento em que os objetos foram encontrados e quando Eduardo assumiu ser de sua posse, mas continuou negando a agressão ao deficiente físico, dizendo que apenas tentou separar a briga.

Eduardo e os objetos foram encaminhados ao CIAC Sul.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...