31 de jul de 2012

PR: PRESIDENTE DA APRA SGT FONTANA SOFRE COM PERSEGUIÇÃO, DEIXE SEU COMENTÁRIO DE APOIO!!!

Sgt Fontana Presidente Licenciado APRA é indiciado em Inquérito Policial Militar acusação (art 166 do CPM, 21 out 1969)

O Sgt. Orélio FONTANA Neto foi INDICIADO EM IPM como Presidente da APRA – Associação de Praças do Estado do Paraná. Tal evento ocorreu mesmo que o Sgt Fontana esteja concorrendo ao pleito eleitoral 2012, como candidato a vereador para a Câmara Municipal de Curitiba.

Entenda o caso: O procedimento investigatório apura os fatos relacionados no Despacho número 631/2012, do Cel. QOPM César Vinícius Kogut, Corregedor Geral da PMPR. Acusação: Refere-se à Ata Notorial expedida pelo Cartório Distrital do Cajuru, em data de 04 de abril de 2012, tendo como teor a matéria “Nota Sobre Regulamentação do Subsídio”, (clique no link e conheça na íntegra a nota que ensejou o IPM http://www.aprapr.org.br/2012/03/30/nota-sobre-regulamentacao-do-subsidio/) veiculada no site da APRA, que segundo o denunciante, que não sabemos quem é, afeta a imagem da Polícia Militar do Paraná.

 Crime imputado: Com base no Decreto Lei número 1.001 de 21 de Outubro de 1969.

 Art. 166. Publicar o militar ou assemelhado, sem licença, ato ou documento oficial, ou criticar publicamente ato de seu superior ou assunto atinente à disciplina militar, ou a qualquer resolução do Governo. Pena: Detenção, de dois meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave.

 Dados do IPM: Inquérito Policial Militar número 004/12 – SJD/BPTran conforme Portaria de IPM número 021/2012, de 15 de junho de 2012 do Comandante do BPTran, publicada no Boletim Interno número 111/2012, de 15 de junho de 2012.

 Cientificação do fato: o Indiciado, Sgto Fontana, foi cientificado do IPM por telefone dia 26 de julho de 2012, às 09:10 hs.

 O Interrogatório do Presidente Licenciado da Associação de Praças do Estado do Paraná, Sgto Fontana ocorrerá dia 30 de julho de 2012 (segunda-feira), às 10h00 min, na sala da SJD, do Batalhão de Polícia de Trânsito.

fonte: vanessa fontana

TESTE DE APTIDÃO FÍSICA (TAF) – 10 DICAS PARA SE PREPARAR


Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Civil etc – praticamente todos os concursos policiais exigem Testes de Aptidão Física (TAF) para que os candidatos aprovados assumam o cargo. Como boa parte dos concurseiros nunca realizaram testes deste tipo, muitas dúvidas existem sobre as necessidades de treinamento e a forma de proceder para garantir a aprovação, depois que o fardo das provas escritas foi deixado para trás.

Neste texto, trazemos dez dicas para os candidatos se orientarem acerca dos Testes de Aptidão Física dos concursos policiais, evitando erros bobos, que costumam deixar muita gente de fora. Se você tem outras sugestões, deixe sua opinião nos comentários:

1. Procure um profissional
Quando se fala em Teste de Aptidão Física, estamos falando de saúde. E, como sabemos, existe uma gama de profissionais que estudam e sabem exatamente o que é necessário para que cada indivíduo alcance determinado desempenho físico: médicos, nutricionistas, professores de educação física etc. Assim, é importante que você busque esses profissionais para diagnosticar necessidades e criar um plano de tarefas (de exercícios a dietas) para alcançar seus objetivos.

2. Conheça os testes
Tem gente que só descobre quais são os testes físicos que irá realizar no dia da prova. Desde quando o edital do seu concurso é publicado, é necessário saber especificamente quais são as metas que você precisa alcançar: tempo e deslocamento da corrida ou natação, número de repetições de flexões ou abdominais, modos de realização dos exercícios, proibições etc. Ignorar uma simples especificidade pode fazer com que você treine em vão, e corra o risco de ser reprovado.

3. Evite “excesso de treinamento” dias antes do TAF
Há casos de candidatos que se sobrecarregam de treinamento pouco tempo antes do Teste, pensando em conseguir desempenhos melhores. Este é um comportamento inadequado, principalmente porque o excesso costuma estar ligado à incidência de lesões, o que pode incapacitar o candidato a realizar um teste, por mais simples que ele seja.

4. O teste é físico. E psicológico…
As condições físicas, é claro, são essenciais para ser aprovado no TAF. Mas é preciso que, no momento do Teste, o candidato esteja suficientemente calmo e concentrado, ciente de sua capacidade de realizar os exercícios propostos. Imagine, por exemplo, realizar flexões de maneira inadequada e ter que repetir os movimentos, por pura falta de concentração. Ser aprovado torna-se muito mais difícil…

5. Não espere ser aprovado
Além de ter que tomar conhecimento das especificidades do Teste de Aptidão Física assim que ele for publicado em edital, os candidatos devem logo se preocupar em treinar para o teste assim que o concurso for aberto – ou mesmo antes, baseado em testes de concursos anteriores. Quanto mais tempo tiver para o treinamento, menos isso exigirá de você. Além do mais, é importante lembrar que exercício físico é saúde, algo que precisamos não só para um teste, principalmente se você quer ser policial.

6. Procure um parceiro
Treinar sozinho pode ser monótono e chato. Um parceiro que tenha os mesmos objetivos que você pode ser útil e incentivador, evitando prorrogações de treinamento. Há quem reúna grupos de candidatos em uma mesma cidade para realizar atividades físicas conjuntas, dividindo até mesmo os custos com professores de educação física.

7. Cuide da alimentação
Você corre, nada e malha durante a semana, mas não deixa de lado os exageros que fazem com que mantenha o sobrepeso: lembre-se que o que você come tem muito a ver com seu desempenho em atividades físicas. Pessoas com sobrepeso tendem a ter mais lesões e menos disposição física para os exercícios. Por isso, cuide de sua alimentação.

8. O dia anterior…
Dormir bem, não consumir bebida alcoólica ou realizar qualquer atividade que prejudique seu desempenho durante o TAF é essencial. Se preocupe também com o que irá comer na manhã em que o teste será realizado. Estar bem hidratado e ter comido algo leve – frutas geralmente são indicadas – ajuda muito.

9. Equipamento
Durante o treinamento e quando estiver realizando os exercícios no próprio TAF, é recomendável que o candidato esteja com equipamentos adequados para cada atividade. Se preocupe com o tênis que irá utilizar, sunga e óculos de natação entre outros insumos. Em alguns testes, são exigidos equipamentos específicos, sem os quais até se proibe a participação no TAF.

10. Você não está competindo!
Para efeito do Teste de Aptidão Física, não importa se você chega à frente dos outros candidatos na corrida ou na natação, ou se realiza mais flexões ou abdominais que os demais. O que importa é atingir o índice exigido no edital, que, no momento da execução do TAF, você já deve saber muito bem. Se arvorar em competição entre os candidatos pode lhe cansar e fazer com que você perca o teste.

fonte: abordagem policial

RJ: PISTOLAS TAURUS 24/7 TACTICAL E PRO TACTICAL COM PROBLEMAS


A Polícia Civil do Rio de Janeiro, segundo divulgou o Jornal O DIA, está fazendo um recall de parte do armamento comprado recentemente da Taurus, fabricante brasileira de armas de fogo. Parece que os modelos 24/7 Tactical e PRO Tactical vieram com algum defeito de fabricação:

Compradas há dois anos pela Secretaria de Segurança Pública, mil pistolas modelo PT 24/7 Tactical e PRO Tactical, ambas da Taurus, estão desde o dia 16 passando por um ‘recall’ para corrigir o que seria defeito de fábrica.

O conserto foi pedido pela Divisão de Fiscalização de Armas e Explosivos (Dfae) e está sendo feito por três técnicos da Taurus, embora a empresa negue que as pistolas tenham problemas.

Os defeitos foram identificados ano passado em treinamento de agentes na Academia de Polícia Civil, como O DIA mostrou ano passado. Tiros acidentais, gatilho frouxo e até arma que falhou foram alguns dos problemas relatados por vários policiais.

Para solucionar o problema, duas peças estão sendo trocadas: mola interna e o ‘rebatedor do cão’ (tecla de segurança que evita disparo acidental). O recall só ocorreu agora por causa da agenda de técnicos da Taurus, que são do Sul, e teriam que vir para o Rio.

“Não foram todas as armas que apresentaram problema. Por medida de segurança, resolvemos fazer recall em todas. Por isso também indeferi os pedidos de cautela desses tipos de pistolas que ainda estavam em estoque”, informou a delegada Leila Goulart, à frente da Dfae desde março.

“Assim que soube do problema, logo entrei em contato com a Taurus, que prontamente nos atendeu”, contou ela. A convocação para o recall, que termina dia 27, foi feita pelo Boletim Interno da Polícia Civil número 122, publicado dia 9, e afixado em delegacias.

O documento diz que há necessidade do recall ‘em razão da descoberta de problemas relativos à segurança do produto (defeito de fábrica)’.

“Não existe problema. Apenas estamos atualizando esse modelo, colocando um acessório a mais, que é uma alavanca que trava o cão”, justificou o diretor vice-presidente sênior da Taurus, Jorge Py Velloso.

“O rebatedor da arma é de material frágil, quebra. E, quando isso acontece, a pistola fica inutilizada. Numa situação de confronto, coloca o policial em risco”, critica um agente.

“Minha arma disparou mas a munição não teve força para sair”, contou outra policial, pedindo para não ser identificada.

Leia mais…

Trata-se de um problema sério a ser avaliado por gestores de material bélico nas corporações policiais, bem como pelos próprios policiais, individualmente, que compram armamento particular – principalmente sendo a Taurus a principal fornecedora de armas de fogo para as instituições brasileiras. Defeitos como os sugeridos acima podem custar vidas.

fonte: o dia

30 de jul de 2012

PR: PROTOCOLO QUE TRATA DA REALIZAÇÃO DE CONCURSO PARA PMPR DEVE SER ASSINADO AINDA ESTÁ SEMANA

Protocolos que tratam de concursos públicos estão em fase final.

Os protocolos que tratam da realização de concursos para a contratação de delegados, policiais e bombeiros militares, bem como a contratação de soldados temporários, já estão em fase final de tramitação e devem ser assinados ainda esta semana.

De acordo com o presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, dois importantes concursos públicos, que vão oferecer 400 vagas para delegados da Polícia Civil, 6 mil Policiais Militares e 700 Bombeiros Militares, estão prontos para receber a assinatura do governador Beto Richa.

O parlamentar voltou a pedir ao governo um desfecho para os dois concursos que tratam de carreiras importantes dentro da estrutura do Estado e que complementam etapa importante do programa Paraná Seguro. “A Segurança do Paraná passa, sem dúvida alguma, pela contratação de profissionais”, comenta o parlamentar. Também faz parte do pedido feito ao governador maior agilidade na contratação de policiais civis para reforçar o trabalho das forças de segurança.

fonte: mauro moraes

PR, OPERAÇÃO VERÃO: COMANDO GERAL IRÁ PAGAR A MESMA DIÁRIA PAGA AOS POLICIAIS CIVIS

PMs terão diária reajustada para próxima temporada.

Atendendo a uma solicitação feita pelo presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, o Comando da PM irá pagar aos policiais interessados em trabalhar nas operações de verão a mesma diária paga aos policiais civis.

Segundo o parlamentar, muitos policiais desistem de trabalhar na Operação Verão devido ao baixo valor da diária e as péssimas condições dos alojamentos. Para evitar prejuízos ao trabalho feito anualmente em nosso litoral, o deputado solicitou ao Comando um reajuste no auxilio pago para que o profissional execute funções fora da sua localidade de trabalho e residência.

O Comando já confirmou ao parlamentar que concederá reajuste e que, com a diferença, o policial poderá se organizar para escolher o local para hospedagem, assim como fazem os policiais civis.

Moraes aconselha aos interessados em trabalhar no litoral durante o verão que já se organizem em grupos para facilitar o aluguel de casa ou apartamento. “A hospedagem passa a ser de responsabilidade do policial, que poderá escolher a melhor forma de acomodação”, salienta o deputado.

fonte: mauro moraes

PR: RICHA RECEBE HOMENAGEM DAS POLÍCIAS, DIGO "DOS OFICIAIS"


O governador Beto Richa continua recebendo cumprimentos pelo aniversário de 47 anos, comemorados ontem.

Hoje, o alto comando da segurança pública do Estado foi ao Palácio Iguaçu para presentear Richa com uma espada de oficial militar, usada por quem comanda a tropa.

O encontro foi organizado pelo secretário Reinaldo de Almeida Cesar; o comandante da PM, coronel Roberson Bondaruk; o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Antonio Ferreira; e o delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinicius Michelotto.

Toda a cúpula das policias marcou presença.

fonte: fábio campana

PR: POLICIAIS QUE MATARAM SARGENTO GAÚCHO SÃO DENUNCIADOS

Agentes do grupo Tigre investigavam sequestro em Gravataí (RS) sem avisar a polícia gaúcha. Eles mataram policial e foram denunciados por homicídio qualificado.

Os policiais civis do Paraná que, em dezembro passado, mataram um sargento da PM gaúcha por engano em Gravataí (região metropolitana de Porto Alegre) foram denunciados (acusados formalmente) na última sexta-feira (27) sob acusação de homicídio qualificado.

O grupo investigava o sequestro de um empresário paranaense, que estava num cativeiro em Gravataí, mas não avisou à polícia gaúcha sobre sua presença.

Num carro à paisana, eles foram seguidos por um sargento da PM, Ariel da Silva, que achou a movimentação do veículo estranha. Silva foi confundido com um criminoso e alvejado por quatro tiros de metralhadora. Ele morreu na hora.

Os policiais, que integram o Grupo Tigre, um esquadrão antissequestro dos mais conceituados da polícia paranaense, afirmaram ter agido em legítima defesa. Disseram que os disparos foram praticamente simultâneos, e que o sargento gaúcho havia sacado a arma antes.

Mas, para o Ministério Público do Rio Grande do Sul, que ofereceu a denúncia, os paranaenses atiraram primeiro e não deram oportunidade para que o policial militar se identificasse.

"A denúncia é clara: quem agiu em legítima defesa, quando quase caía ao solo, foi o policial militar, depois de ter sido alvejado. Isso foi inclusive provado pela perícia", afirma o promotor André Luis Dal Molin Flores, para quem os paranaenses agiram "de forma drástica".

Os três policiais foram denunciados sob acusação de homicídio qualificado, por terem agido mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e que resultou em perigo comum - "foi utilizada uma metralhadora em via pública e dois tiros acertaram residências próximas", argumenta a Promotoria.

O Ministério Público também pediu à Justiça que os profissionais sejam afastados do Grupo Tigre, no qual continuam trabalhando normalmente.

A Polícia Civil do Paraná informou que não irá se manifestar sobre o caso. À época, o órgão disse, em nota, que o caso não iria abalar "a sólida imagem de êxito" de sua equipe de investigação.

Delegado

No mesmo dia, à tarde, após a morte do sargento, a Polícia Civil do Rio Grande do Sul descobriu a casa onde os reféns paranaenses estavam e trocou tiros com os sequestradores.

O delegado Leonel Fagundes Carivali, ao chegar ao cativeiro onde estava sendo mantido o agricultor Lírio Darcy Persch, 50, tentou atirar em um dos sequestradores, mas acabou acertando o refém, que morreu.

O caso foi investigado pela Corregedoria da Polícia Civil gaúcha, que indiciou o delegado sob suspeita de homicídio. O inquérito conclui que ele assumiu o risco de matar e que houve "erro de execução".
A defesa de Carivali sustenta que houve legítima defesa: o policial atirou porque já havia ouvido um disparo, viu o sequestrador apontando uma arma contra ele, e não viu o refém, que estava dentro de um carro com vidros escurecidos.

fonte: gazeta do povo

27 de jul de 2012

PR: COMANDANTE GERAL SE COMPROMETE A RETOMAR DISCUSSÕES SOBRE CARREIRA E CARGA HORÁRIA POLICIAL


COMUNICADO DO PRESIDENTE EM EXERCICIO

ASSUNTO: CARREIRA POLICIAL e CARGA HORÁRIA

Senhores Profissionais de Segurança Pública do Estado do Paraná­

                               A Associação de Praças do Estado do Paraná-APRA, vem, Respeitosamente perante seu Presidente em exercício informar ao seu Corpo Associativo e a todos os Profissionais de Segurança Pública do Estado que recebemos a resposta do Ofício nº 20 (em apensa), protocolado dia 21 do mês de junho no Gabinete do Comando Geral, através do Sr. Cap. QOPM Fávero, cumprindo a ordem do Exmo. Sr. Comandante Geral da Polícia Militar do Paraná, Cel. QOPM Roberson Bondaruk, informando a Entidade que irá retomar as reuniões mensais realizadas com as Entidades Representativas, (após as eleições Municipais) as quais eram realizadas também atendendo uma solicitação da Entidade, e que estavam sendo como de costume realizadas na primeira sexta feira de cada mês.

                               2. A pauta da primeira reunião será os dois pontos supracitados, sendo que este retorno é fruto da credibilidade e respeito que o Comandante tem com as Praças, para que possamos juntos (leia-se Entidades que externam a voz da Tropa e os nossos Comandantes) construirmos uma Carreira Policial que respeite a antiguidade sem prejudicar o mérito, pois acreditamos que ambos podem andar juntos sem ferir direitos.

                               3.  Ainda também informou o Sr. Capitão que também será abordada a questão da Carga Horária, sendo que este problema merece uma atenção delicada quanto à questão da sua regulamentação, pois sabemos que equacionar as escalas de serviço dentro dos parâmetros legais e não prejudicar o serviço realmente é complicado, mas os nossos Policiais não podem ser sacrificados frente à falta de efetivo, pois devemos primar pelo binômio “Qualidade de vida e eficiência policial”.

                               4. Gostaríamos que os Senhores também viessem a somar com a APRA nas sugestões de construirmos juntos uma Polícia com uma Carreira Policial e uma Carga Horária justa para todos, sem distinções, pois fazemos parte da mesma Corporação (leia-se FAMÍLIA).

“EXISTIMOS PARA SER A VOZ DA TROPA”

Respeitosamente,

Jayr Ribeiro Junior, Presidente Interino APRA-PR

fonte: apra

PR: RICHA ANUNCIA CONCURSO PARA CONTRATAÇÃO DE 6.000 PMS

De acordo com o governador, o reforço do policiamento na CIC é prioritário porque a região é uma das mais violentas do Estado e tem grande densidade populacional. O bairro conta com 170 mil habitantes e terá quatro UPS e um Batalhão de Polícia Militar. “Cerca de 200 policiais civis e militares trabalharão de forma integrada e permanente na CIC, que é o maior bairro do Paraná”, disse Richa.

Das quatro UPS previstas, a primeira foi instalada na semana passada na Vila Sabará. Nos próximos dias será implantada a base da Vila Verde. Outras duas unidades estão em funcionamento na cidade, nos bairros Uberaba e Parolin. “A instalação das UPS reduziu os índices de criminalidade nos bairros o que comprova a eficiência da ação integrada entre as polícias do Paraná, a comunidade e o município”, afirmou.

Richa destacou que as experiências com as UPS mostram queda acentuada no número de crimes nas regiões que passam a ter policiamento comunitário. O governador reafirmou que outras quatro unidades serão instaladas em Curitiba até o final do ano. “A partir do ano que vem esta ação vai atender aos municípios do interior do Estado”, explicou Richa.

PARANÁ SEGURO – O governador lembrou que já foram adotadas medidas práticas e efetivas para reestruturação do sistema de segurança pública. Ele citou como exemplo mais recente a abertura do Batalhão de Fronteira da Polícia Militar, em Marechal Cândido Rondon, que terá 500 policiais para atender municípios da região Oeste.

O programa Paraná Seguro prevê a contratação de 10,2 mil policiais, compra de 3,2 mil viaturas com tecnologia embarcada, implantação de 400 módulos móveis e construção de 95 delegacias. Além da modernização das estruturas dos demais órgãos vinculados à Secretaria da Segurança Pública.

“São ações concretas baseadas em planejamento e utilização coerente do recurso público. O Governo do Paraná passa a dar exemplo aos outros Estados na área de segurança pública”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César.

POLICIAMENTO - As unidades Paraná Seguro de Curitiba são coordenadas pelo subcomandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel César Alberto Souza. Segundo ele, há um trabalho muito grande da corporação para capacitar os policiais para esta ação e aproximação com as comunidades atendidas.

O delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Marcus Vinícius da Costa Michelotto, disse que na preparação para a ocupação da CIC foram cumpridos 63 mandados de busca e a identificação de 55 pessoas acusadas de homicídio. “A ação resultou na prisão de 37 pessoas acusadas dos crimes de tráfico de drogas e homicídios”, afirmou.

Michelotto também ressaltou a participação de diversas unidades da polícia no projeto das USP, entre eles o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria); o Serviço de Investigações de Crianças Desaparecidas (Sicride); Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA); Núcleo de Repressão aos Crimes contra a Saúde (Nucrisa) e o Instituto de Identificação do Paraná.

Estiveram nas cerimônias de instalação, o secretário de Estado da Cultura, Paulino Viapiana; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberson Luiz Bondaruk; os deputados estaduais Mauro Moraes e Rasca Rodrigues.

Também compareceram ao evento os secretários municipais Hamilton Klein (Anti-drogas), Nazir Abdala Chain (Defesa Social); a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Roberta Storelli; o administrador regional CIC, José Dirceu de Mattos; o presidente da União das Associações de Moradores do CIC, Iranei Fernandes.

fonte: mauro moraes

PR: ELEIÇÕES MUNICIPAIS NÃO ATRAPALHAM CONCURSOS E CONTRATAÇÕES NA ESFERA ESTADUAL


Após inúmeros e-mails enviados ao presidente da Comissão de Segurança Pública, deputado Mauro Moraes, contendo dúvidas sobre possível interferência das eleições municipais na realização de concursos públicos, reajuste para o funcionalismo e contratação de aprovados, o parlamentar esclarece que:

Por se tratar de eleições realizadas em âmbito municipal, não há qualquer impedimento legal na contratação de servidores na esfera estadual e também federal. Por exemplo: os aprovados em concurso realizado pelo Estado, como é o caso das seleções para ingresso nas polícias Civil e Militar, poderão ser nomeados sem qualquer restrição.

As eleições municipais também não impedem a realização de concursos públicos para cargos do quadro pessoal do Estado do Paraná. Ou seja, em hipótese alguma será suspenso o concurso para a Polícia Militar.

Igualmente é permitido o reajuste salarial de servidores do Estado e da União. “Se houvesse qualquer impedimento eleitoral, por exemplo, os policiais não teriam o direito a receber o subsídio este ano”, explica Moraes.

O parlamentar coloca seu e-mail a disposição para que dúvidas similares sejam esclarecidas. As questões podem ser enviadas para mauromoraes@mauromoraes.com.br.

fonte: mauro moraes

24 de jul de 2012

DF: POLICIAL MILITAR MORRE DURANTE TREINAMENTO DO BOPE EM BRASÍLIA


Um policial militar morreu na noite de ontem enquanto ministrava aulas de instrução para o Bope (Batalhão de Operações Especiais), em Santa Maria, próximo a Brasília (DF).

De acordo com a divisão de comunicação da PM-DF (Polícia Militar do Distrito Federal), Francisco César de Carvalho Delgado, 45 anos e 26 na polícia, foi baleado três vezes após cair em uma armadilha montada por ele mesmo.

Um inquérito policial militar, que deve ser concluído em 40 dias, foi instaurado para apurar as circunstâncias da morte do subtenente, ocorrida em um campo de treinamento da Marinha.

Delgado era instrutor do curso de operações especiais há pelo menos dez anos. Ele ministrava uma aula de minas e armadilhas juntamente com três monitores quando morreu. A PM não soube informar o número de alunos presentes no momento do acidente.

De acordo com a PM, Delgado montou uma "pista", área onde são realizados os treinamentos e simulações. O subtenente teria montado armadilhas acionadas por um fio esticado, e testado antes de iniciar o treinamento.

No momento da simulação feita pelos alunos, porém, Delgado teria se aproximado demais e tropeçado no fio, o que acionou um fuzil 556. O subtenente levou três tiros, que atingiram suas pernas e seu estômago, causando uma hemorragia e levando-o à morte.

A comunicação da PM informou que o treinamento dado por Delgado era do nível mais alto de instrução, e que por esse motivo são usados armamentos e munições reais. De acordo com a PM, o trabalho do grupo de operações especiais é de alta periculosidade e por isso a instrução deve ser feita com "situações reais".

fonte: paraná online

19 de jul de 2012

PR: CHOQUE PRENDE JOVENS QUE TERIAM COMETIDO ROUBO E APREENDEM DROGAS NA CAPITAL DO ESTADO

Durante ação na tarde desta quarta-feira (18/07), policiais militares da Companhia de CHOQUE – pertencente ao Batalhão de Operações Especiais (BOPE) –, prenderam dois rapazes que teriam acabado de roubar um veículo no centro de Curitiba, capital do estado. Além de recuperar o carro os policiais apreenderam mais de 5 Kg de maconha, LSD, haxixe, ecstasy, e diversos outros objetos.


“Os dois roubaram um Fiat Punto, na cor preta, e o abandonaram em seguida na rua 24 de Maio com Engenheiro Rebouças. Fomos acionados e localizamos o veículo abandonado”, conta o sargento Claudio Roberto Pereira Ramos que participou da ação. Segundo o que testemunhas informaram à equipe policial, os suspeitos abandonaram o carro e pegaram uma arma de fogo que estava dentro de uma lixeira próxima ao local, entrara em outro veículo, um Celta, na cor preta, e fugiram.


Por volta das 13h30, os policiais de posse das informações iniciaram buscas pelas proximidades, localizando os suspeitos em seguida. A equipe policial iniciou acompanhamento tático, conseguindo abordar o veículo na rua Basílio Itiberê, sendo que um dos ocupantes, ao notar a aproximação policial, jogou a arma de fogo, uma pistola calibre .40 pela janela.


Após a abordagem os policiais localizaram 40 gramas de maconha com os envolvidos, um rapaz de 20 e outro de 22 anos, os quais foram encaminhados, juntamente com os veículos, a droga, a arma e as vítimas, à Delegacia de Furtos e Roubos para as medidas cabíveis.

O condutor do carro informou aos policiais que em sua residência havia mais drogas. No deslocamento foram realizadas novas buscas e localizados 11,5 Kg de maconha, 325 pontos de LSD, 4,3 gramas de haxixe, um comprimido ecstasy, diversos aparelhos celulares e objetos. “Provavelmente os objetos encontrados foram trocados por drogas, devido a grande quantidade encontrada na residência” afirma o sargento.

fonte: pmpr

PR: GOVERNO INSTALA A 1º UPS DE 4 UNIDADES QUE SERÃO INSTALADAS NO CIC, O BAIRRO MAIS VIOLENTO DO PARANÁ


O governador Beto Richa participou nesta quinta-feira (19/07) da instalação oficial da unidade Unidade Paraná Seguro (UPS) na Vila Sabará. A base é a primeira das quatro UPS que serão implantadas nas próximas semanas na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), o maior e mais violento bairro da capital, que apresenta um dos mais elevados índices de criminalidade no Estado.

A CIC ocupa 10% da área territorial do município, abriga 9% da população curitibana e concentra 17% dos homicídios da capital. “Com a ocupação, vamos reduzir os índices de criminalidade e devolver a região para os moradores de bem. Temos uma grande proposta de trabalho para resgatar a confiança da população no Estado”, disse o governador.

Richa informou que as demais UPS ficarão na Vila Verde, Vila Nossa Senhora da Luz e Conjunto Caiuá. Toda a região foi ocupada no início dessa semana por 1.300 agentes estaduais de segurança e guardas municipais.

Segundo o governador, o objetivo do governo com as UPS é reforçar as ações de policiamento comunitário e assegurar aos moradores das regiões atendidas acesso a serviços e equipamentos públicos, em parceria com a prefeitura. “A presença policial mostra nosso compromisso com a ordem, a paz e a tranqüilidade da população”, disse Richa.

Richa ressaltou que a CIC vai contar com um Batalhão de Polícia Militar exclusivo para o bairro, em razão da grande extensão territorial e alta densidade populacional e ser um dos mais violentos do Paraná. “Se fosse um município, a CIC seria a oitava do Paraná em número de moradores”, explicou o governador, lembrando que até o final do ano Curitiba terá 10 UPS.

A ação policial realizada no bairro faz parte do pacote de medidas do Governo do Estado para reforçar a segurança pública em todo o Paraná. O programa Paraná Seguro prevê a contratação de profissionais de segurança pública, compra de equipamentos e viaturas, implantação de 400 módulos móveis e construção de 95 delegacias.

“O governo está empenhado para solucionar os problemas da área da segurança pública com planejamento e investimentos”, disse Richa. Ele citou que neste ano já foram realizadas a contratação de três mil policiais civis e militares e a abertura de licitação para compra de viaturas com tecnologia embarcada.

SEGURANÇA COMUNITÁRIA - De acordo com o secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar, as UPS não são apenas um projeto de policiamento, mas de garantia da melhora de vida da comunidade. Segundo ele, após a ocupação um grupo de soldados especialmente treinados pela Academia Policial Militar fará o policiamento comunitário em cada vila ocupada.

Cerca de 100 policiais vão atuar nas quatro vilas da CIC que terão Unidades Paraná Seguro. “É o reforço do conceito de policiamento permanente. Com resgate da cidadania e promoção social”, disse Almeida Cesar, reforçando que os índices de criminalidade despencaram nas regiões das primeiras UPS (Uberaba e Parolin), com redução de homicídios, crimes contra o patrimônio e tráfico.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberson Luiz Bondaruk, destacou que 92% da comunidade do bairro Uberaba aprovou a instalação da unidade e que o projeto das UPS será levado para outros municípios da Região Metropolitana de Curitiba e para cidades do interior do estado.

A aposentada Sebastiana Pereira, moradora da Vila Sabará há 23 anos, afirma que acompanhou o crescimento da região e os problemas que surgiram com o tempo. “Segurança era o grande problema, não conseguíamos dormir com o barulho de tiro. Hoje, é um dia muito feliz, de esperança e alegria em ver a região voltando a ser da população”, disse ela, que tem 64 anos.

PREPARAÇÃO – Para implantar uma UPS as forças de segurança realizam um trabalho de inteligência policial, para neutralizar as ações de criminosos. “O objetivo é evitar o conflito armado e garantir maior eficiência nas prisões”, explicou o secretário Reinaldo de Almeida Cesar.

Nos últimos quatro meses, na fase de preparação para a instalação das UPS na Cidade Industrial de Curitiba, uma força-tarefa prendeu 37 pessoas acusadas dos crimes de tráfico de drogas e homicídios na região. A ação cumpriu 63 mandados de busca e apreensão e identificou 55 homicidas, que terão seus mandados de prisão solicitados à Justiça. Também foram aprendidos 2,5 quilos de cocaína, 1,5 quilo de maconha, 1,6 quilo de crack e seis armas. Nos primeiros seis meses do ano, foram registrados no bairro 52 homicídios dolosos (17%) e 1697 furtos e roubos (5,28%).

Líder comunitário do bairro, Iranei Fernandes, afirma que a implantação das unidades marca um novo período para a região. Ele destaca que as vilas tiveram um crescimento muito acelerado nos últimos anos. “Com a presença policial e o apoio da comunidade teremos novamente um bairro mais bonito e seguro”, conclui.

CIDADANIA – Para o coronel Bondaruk, o sucesso das UPS deve-se em grande parte ao entrosamento entre o Estado e o município. “Temos em Curitiba uma grande parceria para a promoção das políticas publicas. Várias ações anunciadas como a instalação de creches e escolas municipais, regularização fundiária e iluminação pública são importantes para regiões que recebem as unidades”, explicou o comandante-geral.

A prefeitura de Curitiba realiza até o final do mês uma feira de serviços na região da CIC. Em paralelo, várias ações das polícias serão feitas para promover a cidadania. A comunidade receberá orientações sobre como agir em casos de violência doméstica, violência contra crianças, crianças desaparecidas e outros.

Outros serviços também serão oferecidos para a comunidade do bairro, como atividades de orientação sobre saúde, prevenção contra acidentes de trabalho, recreação para crianças, emissão de carteiras de identidade e registro de Boletins de Ocorrência por meio da Delegacia Eletrônica.

As vilas que estão recebendo as UPS terão atendimento Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima de Crimes (Nucria), o Serviço de Investigações de Crianças Desaparecidas (Sicride), a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), o Núcleo de Repressão aos Crimes contra a Saúde (Nucrisa) e Instituto de Identificação do Paraná.

fonte: aen

16 de jul de 2012

PR: TRIO É PRESO PELA RONE COM ARMAS E DROGAS EM COLOMBO

Três rapazes foram presos, na tarde de ontem (03), em Colombo, por policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Dois deles foram abordados em uma motocicleta, na Rua Abel Scussiato, Alto Maracanã. Com um dos suspeitos a polícia achou maconha e com o outro, um revólver calibre 32.

Na residência de um dos rapazes, no bairro Parque dos Largos, Rua Lago Barigui, a polícia reconheceu o irmão dele, Abel da Silveira, foragido da Colônia Penal Agrícola. Na casa foram apreendidos 200 gramas de maconha e, com Abel, uma pistola calibre 40. “Ele contou que pegou a arma de dentro de uma viatura da polícia”, disse o tenente Nunes. Os três têm passagem pela polícia por roubo à mão armada e foram levados à delegacia do Alto Maracanã.

fonte: paraná online

PR: ATIVIDADES E EQUIPAMENTOS DO BOPE SÃO EXPOSTOS NO SHOPPING ESTAÇÃO

Umas das primeiras atividades em comemoração ao aniversário da Polícia Militar do Paraná, que ocorrerá no próximo dia 10 de agosto, foi iniciada neste domingo, em Curitiba. Trata-se de uma exposição de armamentos, equipamentos e técnicas do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) feita pelas companhias integrantes da unidade especializada da PM. A atividade começou na tarde deste domingo (15) e deve seguir, nos finais de semana, ate o meados de agosto.

As companhias que compõem o batalhão – COE (Comandos e Operações Especiais), a RONE (Rondas Ostensivas de Natureza Especial), o CHOQUE (Controle de Distúrbios Civis) e o CANIL (Companhia de Operações com Cães) – foram apresentadas a quem circulava pelo local. “A ideia é mostrar à população o nível de treinamento e capacidade nossas equipes que no dia a dia enfrentam os criminosos mais perigosos do estado”, afirma o tenente-coronel Nerino Mariano de Brito, Comandante do BOPE.

O canil levou para o shopping um cão para fazer demonstrações de adestramento aos visitantes.





fonte: pmpr

PR: EDITAL DO CONCURSO DA PMPR ESTÁ PREVISTO PARA OS PRÓXIMOS DIAS

O presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, já conseguiu o número do protocolo de decreto de abertura de concurso público para ingresso de Policiais e Bombeiros Militares. Segundo o parlamentar, resta apenas a definição de uma data para a publicação do edital.

O protocolo recebeu o número 11.550.394-4 e está em fase final de tramitação nos departamentos responsáveis do Governo do Estado. De acordo com Moraes, se tudo correr dentro do previsto, dentro de alguns dias o documento deverá receber a assinatura do governador Beto Richa.

O parlamentar aconselha os interessados no ingresso na PM, através de carreira estatutária, a iniciar os estudos e treinamento físico em virtude do volume de candidatos. Serão ofertadas 6 mil vagas para PM e 700 para BM.

fonte: mauro moraes

GO, VÍDEO: POLICIAIS MILITARES FEMININAS GOIANAS SE APOSENTARÃO COM 25 ANOS DE SERVIÇO


Foi aprovada em sgundo turno no estado de Goiás a Proposta de Emenda Constitucional Estadual nº 5.323/2011, garantindo às mulheres policiais militares 5 anos a menos de serviço ativo na Polícia e Bombeiro Militar de Goiás:

O Plenário aprovou, em segundo turno, nesta quarta-feira, 4, a Proposta de Emenda Constitucional nº 5.323/11, que dá nova redação ao inciso I, do § 12, do art. 100 da Constituição Estadual. Trata-se da aposentadoria aos 25 anos de tempo de serviço para as policiais e bombeiros militares femininas. A PEC foi aprovada por unanimidade, com 27 votos favoráveis.

A alteração tem por objetivo deixar expresso na Constituição o tempo de serviço necessário para a promoção a posto ou graduação imediatamente superior das militares estaduais goianas, quando da transferência delas para a reserva remunerada, garantindo-se a diferenciação entre elas e os homens, nos moldes da Constituição Federal.

Pela proposta do deputado Major Araújo (PRB), os homens permanecerão com 30 anos de serviço necessários à promoção, enquanto o tempo de serviço necessário para as militares goianas será de 25 anos.

O Deputado Estadual Major Araújo, autor da proposta, comentou o contexto da aprovação da PEC:


A legitimidade da medida está pautada na jornada dupla exercida pelas policiais militares, que geralmente exercem, além do desgastante trabalho policial militar, o papel de mães e/ou donas de casa. Diferentemente dos homens, as mulheres sofrem efeitos biológicos notáveis em virtude da maternidade, o que garante a redução do tempo de serviço para a aposentadoria, tanto quanto ocorre entre os trabalhadores civis (“Para ter direito à aposentadoria integral, o trabalhador homem deve comprovar pelo menos 35 anos de contribuição e a trabalhadora mulher, 30 anos”, diz o Ministério da Previdência).

Parabéns às militares estaduais goianas, que devem servir de exemplo para outras corporações em todo o Brasil.

fonte: danillo ferreira

GOVERNO FEDERAL QUER FIM DO TERMO “RESISTÊNCIA SEGUIDA DE MORTE”

Segundo a Secretária de Segurança Pública, o motivo para a revisão é que não existe o crime resistência seguida de morte no Código Penal. O crime é o homicídio.

A secretária nacional de Segurança Pública (Senasp), Regina Miki pretende se reunir em breve com os secretários estaduais de segurança brasileiros para acabar com os registros de “resistência seguida de morte” feitos atualmente nos boletins de ocorrência.

O estudo para a definição dos termos do pacto estão sendo feitos pela Secretaria de Assuntos Estratégicos. Segundo Regina, o motivo para a revisão é que não existe o crime resistência seguida de morte no Código Penal. O crime é o homicídio.

“A resistência seguida de morte é uma excludente de licitude, que deve ser discutida no âmbito processual. Não deve ser registrado logo no boletim de ocorrência, porque pode induzir as investigações”, explica.

Nos seis boletins de ocorrência descrevendo as oito mortes entre quinta-feira e sexta-feira, no registro constava normalmente crimes “roubo” e “resistência”. A pessoa morta no suposto confronto com a PM é apontada como “autor” em vez de vítima. Isso ocorre porque, no documento feito na delegacia, a pessoa morta é considerada suspeita de roubo e acusada pelos PMs de ter atirado contra eles.

O objetivo da Senasp é estabelecer com os Estados que boletins de ocorrência passem a registrar o crime “homicídio” em vez de “resistência”. A pessoa morta deveria ser tratada como vítima. Nos casos de confronto entre policiais e vítima, haverá um espaço para os delegados informarem no documento.

fonte: o estado de são paulo

14 de jul de 2012

SP, VÍDEO: DESEMBARGADORA CHAMA PM DE “POLICIALZINHO” E RECLAMA DE HIERARQUIA

Não há santo na Polícia! Não há santo na Justiça!

Mas se não for elitista, esnobe e arrogante o modo como esta desembargadora e sua filha advogada tratam os policiais que atuavam em uma blitz da Lei Seca – se recusando a fazer o teste do bafômetro que consideram “arbitrário” – não sei mais que conceito dar a este tipo de conduta.

Vergonhoso, independentemente do que tenha ocorrido, de fato, no momento da ocorrência – filmada pelos policiais.

Parabéns aos policiais que tiveram uma conduta correta e buscaram os meios de defesa após a ocorrência, deslocando a uma delegacia e registrando boletim de ocorrência contra a Desembargadora e sua filha.


fonte: youtube

CAMPANHA NACIONAL ELEIÇÕES 2012: POLÍCIA VOTA EM POLÍCIA!

fonte: abordagem policial

12 de jul de 2012

PR: GOVERNADOR AUTORIZA REALIZAÇÃO IMEDIATA DO CONCURSO PARA PM

Em reunião com o deputado Mauro Moraes, ontem (9), o governador Beto Richa atendeu a um apelo feito pelo parlamentar e autorizou a realização imediata do concurso para ingresso de 6 mil policiais militares e 700 bombeiros.

Segundo o parlamentar, o governador já determinou a conclusão de todos os trâmites burocráticos para o lançamento do edital de convocação do concurso. Dentro de poucos dias, prevê Moraes, os interessados poderão ter acesso ao conteúdo do edital.

Na avaliação do parlamentar, se tudo transcorrer normalmente, o documento estará disponível nas próximas semanas. “Mais importante que uma data específica para o lançamento do edital é o compromisso do governador com a realização deste importante concurso”, diz Moraes.

O parlamentar dá um conselho aos interessados no processo de seleção: “É importante que os candidatos estudem muito e que intensifiquem os exercícios físicos, pois o concurso será muito concorrido”, destaca.

fonte: mauro moraes

PR: LIDERANÇA DO GOVERNO TRABALHA CONTRA E DEPUTADOS RETIRAM ASSINATURA DA PEC PARA REGULAMENTAÇÃO DA CARGA HORÁRIA DOS PMS

Infelizmente, mais uma vez, a Liderança do Governo agiu contra os policiais e bombeiros militares, quando a Proposta de Emenda Constitucional, para regulamentar a carga horária da categoria, seria protocolada na Assembleia Legislativa do Paraná.

De autoria dos deputados estaduais Professor Lemos, Adelino Ribeiro, Leonardo Paranhos e André Bueno, a PEC tinha a assinatura de 25 parlamentares. Porém, após o pronunciamento do líder da bancada governista, deputado Ademar Traiano (e de um possível trabalho anterior nos bastidores), nove parlamentares retiraram a assinatura (!)

São eles: Hermas Brandão, Rasca Rodrigues, Nelson Luersen, Caíto Quintana, Roberto Aciolli, Luiz Eduardo Cheida, Ademir Bier, Reni Pereira e Marla Turek. Infelizmente, esses parlamentares desistiram de lutar por uma carga horária digna de trabalho para os PMs e BMs, que sem amparo legislativo continuam sendo submetidos a escalas de serviço excessivas, sem qualquer controle da sociedade.

O documento foi devolvido ao deputado Professor Lemos e, após o recesso de julho da ALEP, reiniciará os trabalhos para conseguir as duas assinaturas ainda necessárias para que a PEC seja finalmente protocolada. Para isso, é importante que o apoio de toda a categoria, para lutar pelo direito a melhores condições de trabalho.

Clique aqui e confira o documento da PEC.

fonte: amai

PR: ASSEMBLEIA APROVA PROJETOS QUE BENEFICIAM MP, TJ E POLICIAIS MILITARES

Na última sessão plenária antes do recesso de julho, os deputados aprovaram ontem projetos que beneficiam policiais militares e servidores do Ministério Público (MP) e do Tribunal de Justiça (TJ). Sem maiores discussões, os parlamentares aprovaram a destinação de R$ 47,5 milhões para o Fundo de Atendimento à Saúde dos PMs, auxílio-alimentação para funcionários do MP e a regulamentação das concessões aos servidores do Judicário.

O projeto que institui o auxílio-alimentação no valor de R$ 400 por mês para os servidores do MP não prevê a concessão do auxílio para procuradores e promotores de Justiça. Por enquanto, o benefício será pago apenas aos 1.102 servidores, já na folha deste mês. O impacto calculado é de pouco mais de R$ 440 mil mensais.

R$ 47,5 milhões serão destinados para o Fundo de Atendimento à Saúde dos PMs, de acordo com projeto aprovado ontem pelos deputados estaduais.

R$ 1,5 milhão será o impacto anual da concessão de novas gratificações para servidores do Tribunal de Justiça do Paraná, que também foi aprovada ontem pelos deputados.

Uma reunião do Conselho Nacional do MP, ainda sem data marcada, deve estabelecer se o auxílio será estendido aos procuradores e promotores. Na reunião também será discutida a possibilidade de o benefício ser pago retroativamente ao ano de 2004 – assim como fez recentemente o Tribunal de Contas do Estado (TC) e o Judiciário do Paraná.

Hospital militar

Os R$ 47,5 milhões que serão repassados ao Fundo de Atendimento à Saúde dos PMs terão como destino o Hospital da Polícia Militar (HPM), em Curitiba. O HPM foi alvo de polêmica ano passado quando cerca de 120 mil servidores públicos do estado passaram a ser atendidos no hospital junto com outros 40 mil PMs e bombeiros – o que gerou insatisfação da corporação.

Outro projeto aprovado ontem foi a gratificação aos PMs que cumprem função no gabinete militar na Assembleia. São nove os policiais cedidos pelo governo para o gabinete. A gratificação varia de R$ 1 mil a R$ 3,5 mil – dependendo do posto – e deve gerar um custo de até R$ 14 mil por mês. Também passou, em redação final, o projeto do TJ que regulamenta a concessão de nove gratificações para servidores do tribunal. O impacto anual na folha de pagamento do TJ será de R$ 1,5 milhão.

fonte: apra

PR: CONSUMIDORA ENCONTRA PRESERVATIVO EM LATA DE EXTRATO DE TOMATE


Segundo a consumidora, que afirma ter ficado sem reação após abrir a lata do produto para fazer o almoço, e perceber o problema apenas à noite, quando foi cozinhar novamente, foi o marido que a incentivou a denunciar.O Procon de Ponta Grossa garante que a empresa já foi notificada e aguarda o resultado das investigações. Caso seja confirmado o dano, a empresa será processada e tem até 10 dias para apresentar sua defesa.

A orientação dos especialistas aos consumidores é de que tomem alguns cuidados ao adquirir um produto lacrado, como conferir o estado físico da embalagem, assim como considerar o histórico da empresa.

O advogado especialista em direitos do consumidor, Ricardo Bazzaneze, recomenda que ao ser prejudicado como no caso de Maria, a pessoa deve imediatamente procurar o Procon e a Justiça, para exigir seus direitos. “O consumidor tem que se previnir ao comprar algum produto mas quando, mesmo assim, sofre algum dano, seja ele qual for, deve exigir seus direitos, fazendo a reclamação e comprovando a denúncia.” – recomenda.

fonte: joice hasselmann

SP: CRER OU NÃO CRER: OS R$ 20 MIL ACHADOS DEVOLVIDOS POR MORADORES DE RUA


Crer sempre nos homens é arriscado para qualquer policial, podendo levá-lo à perda da própria vida. Descrer sempre nos homens, por outro lado, deve ser evitado, pois corre-se o risco de cometer sérias injustiças. É neste fio quase intocável que todo policial deve caminhar, e dele deriva boa parte da complexidade da atividade policial: um meio termo que deve ser exercido ininterruptamente, exigindo atenção, disciplina emocional e autocontrole. Casos como o que se mostra a seguir, onde dois moradores de rua encontraram cerca de R$ 20 mil que foram roubados de um restaurante, são exemplares na demonstração de honestidade e boa vontade.

Mas o que ocorreria se policiais, após realizarem buscas, encontrassem o casal com o dinheiro, momentos antes de entregá-los à polícia? E se, por algum sentimento de injustiça, um dos dois se exaltasse contra os policiais, e os desacatasse? Sabemos bem o que a lei prevê para casos do tipo. E sabemos bem que nem sempre é simples e trivial aplicar a lei. De qualquer modo, trata-se de um belo e simbólico caso para se analisar. Felizmente, tudo acabou bem:

Os proprietários do restaurante japonês que foi furtado na madrugada desta segunda-feira (9) ofereceram emprego para o casal de moradores de rua que encontrou, e devolveu, os R$ 20 mil levados pelos ladrões. O crime aconteceu no Tatuapé, na Zona Leste de São Paulo.

O casal estava sob um viaduto da Radial Leste quando ouviu o alarme de uma empresa de ferragens disparar. Em seguida, os dois foram verificar do que se tratava e encontraram um malote e um saco plástico de lixo repletos de dinheiro. Eram cerca de R$ 17 mil em notas e R$ 3 mil em moedas. De posse do dinheiro, os moradores de rua procuraram um segurança da empresa e pediram para ele chamar a Polícia Militar.

Um dos sócios do restaurante invadido, Miguel Kikuchi, de 42 anos, disse não ter acreditado quando a polícia ligou e o informou que o dinheiro havia sido encontrado e devolvido. “Pensei que era trote”, afirmou.”

Comovidos, os proprietários fizeram duas propostas: bancar a viagem dos dois para o Maranhão ou para o Paraná, onde cada um tem família, ou oferecer condições para que ambos saíssem da rua.

O casal, que trabalha catando material reciclável nas ruas da capital e vive há mais de um ano na rua, decidiu na hora pela proposta de emprego. “Vou ganhar treinamento para me capacitar e aprender alguma coisa”, disse Rejaniel de Jesus Silva Santos, de 36 anos. “Da limpeza até a cozinha, posso trabalhar onde quiserem.” O homem contou que era auxiliar de limpeza antes de ir morar na rua. “Eu perdi o emprego e tive que vender minha casa, na Divineia, região de São Mateus [Zona Leste].” É inimaginável que alguém faria uma coisa dessas. Difícil de acreditar.”

Depois de devolver o dinheiro, Santos e a mulher, Sandra Regina Domingues, também com 36 anos, foram levados até o restaurante japonês e fizeram uma refeição bem brasileira: bife, arroz, feijão e batata frita. “Uma vez na vida eu me lembrei que sou gente. Há tanto tempo eu não me sento para ter uma refeição tão boa.”

Rejaniel contou que ganha, em média, R$ 100 por mês. Com esse “salário”, para juntar os R$ 20 mil teria que trabalhar mais de 16 anos e meio, sem gastar nada. “Melhor ter o seu dinheiro suado do que usar um dinheiro roubado”, afirmou.

Apesar de estar feliz com a proposta de emprego, Sandra disse que se sente apreensiva. “Me ameaçaram depois que devolvi o dinheiro.” Por questão de segurança, o casal não voltará para o viaduto que usava como lar nos próximos dias. “Não quero voltar nunca mais para lá”, completou a mulher.

Veja mais no G1

fonte: g1

6 de jul de 2012

PR, VÍDEO: VOCÊ CONHECE O MÁRCIO? NÃO! ENTÃO DESCUBRA

Policial questiona mulher se ela conhece o marcio e ela surpreende com sua resposta sincera.


fonte: youtube

VÍDEO: ORDEM UNIDA COM “EFEITO DOMINÓ”

Nunca vi nada parecido com este “efeito dominó” em uma apresentação de ordem unida. Os militares são da Bielorrússia, e provavelmente treinaram muito para chegar a este grau de perfeição.


fonte: youtube

PB, VÍDEO: MULHERES REAGEM A ASSALTO E DÃO SURRA EM ASSALTANTE DE LOTÉRICA


Um homem que tentou roubar o caixa de uma lotérica em João Pessoa, na Paraíba, foi impedido de levar o dinheiro e de sair do local por um grupo de funcionárias, que reagiram e deram uma surra no assaltante.


fonte: youtube

PR: RONE REALIZA 2ª EDIÇÃO DA CORRIDA DE RUA NESTE DOMINGO



O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar do Paraná realiza a 2ª edição da “Corrida da RONE” neste domingo (08/07), a partir das 7h, no bairro Rebouças, em Curitiba. 200 policiais militares se inscreveram para o evento que celebrará o 20º aniversário da RONE.

No sábado (07/07), durante a manhã, a RONE entregará os kits aos inscritos, além de recolherem uma lata de leite em pó de cada um pela inscrição. O alimento será doado em seguida, por volta das 12h, ao Hospital Pequeno Príncipe.

A corrida terá cerca de 6,5km, com saída e chegada em frente ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Paraná, na Avenida Presidente Getúlio Vargas, esquina com Marechal Floriano Peixoto.

A corrida ocupará as seguintes ruas:
Saída: Avenida Presidente Getúlio Vargas;
Avenida Doutor Dario Lopes dos Santos;
Avenida Prefeito Lothario Meissner;
Avenida Prefeito Omar Sabbag;
Rua Engenheiro Rebouças;
Avenida Marechal Floriano Peixoto;
Chegada: Avenida Presidente Getúlio Vargas.

*Obs. O trânsito será bloqueado nestas ruas das 7h até o término da corrida.

fonte: marcia santos
fotos: cb manoel gomes

SP: POLÍCIA RETIRA FALSA BOMBA PRESA AO CORPO DE VIGILANTE DE CARRO-FORTE


Policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Policia Militar de São Paulo retiraram, por volta das 11h30 desta sexta-feira, o material supostamente explosivo que estava preso ao corpo do vigilante de um carro-forte. O objeto foi amarrado ao corpo do vigia por bandidos que atacaram o veículo. A suposta bomba foi detonada pelo Gate em um terreno descampado. Os destroços foram recolhidos para análise e tratava-se de um tudo de PVC cheio de areia e fios de aço.

Nesta manhã, bandidos atacaram o carro-forte no anel viário Prefeito Magalhães Teixeira, que liga Campinas a Valinhos, próximo ao km 86 da rodovia Anhanguera. O veículo foi interceptado por dois caminhões que cruzaram a via. Houve tiroteio e dois vigilantes foram feridos por estilhaços. Um dos caminhões acabou pegando fogo durante a ação, bloqueando toda a rodovia, na pista sentido São Paulo. Os bandidos fugiram.

O homem que estava com o objeto amarrado em uma das pernas precisou de atendimento do Corpo de Bombeiros. Ele estava muito abatido e foi encaminhado para um hospital.

Segundo o major Marci Elber, da Policia Militar de Campinas, os criminosos mantiveram a esposa e os dois filhos do vigilante sequestrados dentro de um carro desde ontem até o começo desta manhã. Os bandidos chegaram a mostrar para a vitima fotos de seus familiares amarrados e sob a mira de armas para obrigá-lo a facilitar a abordagem do carro-forte, no entanto algo saiu errado e houve tiroteio.

A Policia Militar informou que o dinheiro do carro-forte não foi levado. A alça de acesso à rodovia Anhanguera seguirá fechada até que o caminhão incendiado seja retirado do local. O veículo teria sido roubado esta semana e foi usado pelos bandidos para interromper o trafego.

Segundo caso

No dia 29 de junho, um motorista de um carro-forte também teve um explosivo amarrado ao corpo durante uma tentativa de assalto, na zona oeste de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, um grupo de criminosos ligou para a vítima dizendo que a família dele teria sido sequestrada. Diante da ameaça, o motorista, que não teve o nome divulgado, aproveitou enquanto seus companheiros de trabalho abasteciam um posto de gasolina com malotes para ir de encontro aos supostos sequestradores.

O grupo encontrou a vítima no cemitério da avenida Raimundo Pereira de Magalhães. Lá, os bandidos tentaram arrombar o cofre do carro com maçaricos, sem sucesso. O bando fugiu em dois carros quando perceberam a chegada da PM. Homens do Gate retiraram o artefato da vítima.

fonte: portal terra

2 de jul de 2012

PR: PAI E FILHO TENTAM ASSALTO, MAS VÃO PARA O CAIXÃO


Os funcionários de uma autopeças se preparavam para fechar o estabelecimento, no começo da tarde de sábado, quando três homens armados invadiram a loja e deram voz de assalto. Os bandidos, porém, não imaginavam que um policial militar fazia compras no local. Houve tiroteio e dois assaltantes, que são pai e filho, morreram baleados.

O policial foi ferido e o terceiro ladrão conseguiu fugir, sem levar nada. O confronto aconteceu na marginal da Rodovia do Xisto, no centro de Araucária.

Os marginais estavam armados com revólveres calibre 38 e 32. Um deles pediu a carteira do soldado Elisandro Rodrigues, do 20.º Batalhão da Polícia Militar. Ele entregou a carteira e, em seguida, atirou em dois assaltantes, com uma pistola ponto 40.

Clébio Ferreira da Silva, 38 anos, levou três tiros no peito, dois cabeça e outro no punho, e morreu na hora. O filho dele, Tiago Ferreira da Silva, 21, foi atingido por três disparos e morreu logo depois, no Hospital Municipal de Araucária (HMA).

Cachorro

O terceiro ladrão conseguiu fugir pelos fundos da loja, sem levar nada. Antes de deixar o estabelecimento, ele foi atacado por um cão pitbull e matou o cachorro a tiros. A polícia acredita que o trio era do bairro Campo de Santana, em Curitiba.

Comparsa

“Além dos três assaltantes que entraram na loja, mais um estaria na cobertura, com um veículo Gol preto”, afirmou o tenente Gantzel, do 17.º Batalhão.

As imagens do circuito interno de segurança flagraram a ação dos bandidos. O homem que fugiu é moreno claro, alto e magro.

De acordo com o investigador Célio Pilar, mais de 15 disparos foram efetuados no confronto, e o policial militar foi atingido de raspão na perna. Ele também foi encaminhado ao HMA.

De novo
A mesma loja foi palco de um confronto entre assaltantes e um policial, em agosto de 2008. O sargento Devanil Cardoso estava na frente do estabelecimento quando aconteceu o assalto. Os bandidos tomaram a pistola do policial e atiraram contra ele, que ficou gravemente ferido.

fonte: paraná online

PR, VÍDEO: DIA DOS BOMBEIROS: ROTINA DESAFIADORA

Eles são altamente treinados para salvar vidas. Aprendem sobre combate a incêndios, resgate em áreas difíceis, busca e salvamento. São considerados verdadeiros heróis.

Porém, também levam uma vida difícil, com plantões que duram 24 horas e que exigem bastante auto-controle.


fonte: rictv, youtube

QUAL O SALÁRIO DE UM POLICIAL FEDERAL?

Com a abertura do concurso para a Polícia Federal, muitos querem saber qual o salário recebido na polícia que mais promove grandes operações e prisões no país, chamando a atenção da mídia para grandes corrupções e principalmente crimes de colarinho branco.

Para matar a curiosidade dos nossos leitores, um infográfico simples, com a tabela dos valores percebidos pelos policiais federais brasileiros atualmente:


fonte: abordagem policial

PR: COMISSÃO DE SEGURANÇA PEDE URGÊNCIA NA CONTRATAÇÃO DE MAIS PMS E BMS

Na qualidade de presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Paraná, o deputado Mauro Moraes encaminhou hoje oficio ao governo solicitando urgência no lançamento do edital para concurso da Polícia Militar do Paraná.

De acordo com o parlamentar, a defasagem de policiais e bombeiros militares justifica a realização imediata de um novo concurso público para a contratação de mais 6.500 profissionais.

A abertura do edital estava prevista para o dia 25 de junho. Contudo, o governo recuou do lançamento sem maiores explicações. “Não há gastos no lançamento do edital. O Comando da PM deixou tudo delineado para esta data, mas o governo não autorizou a abertura”, lamenta o parlamentar.

fonte: mauro moraes

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...