19 de jul de 2012

PR: GOVERNO INSTALA A 1º UPS DE 4 UNIDADES QUE SERÃO INSTALADAS NO CIC, O BAIRRO MAIS VIOLENTO DO PARANÁ


O governador Beto Richa participou nesta quinta-feira (19/07) da instalação oficial da unidade Unidade Paraná Seguro (UPS) na Vila Sabará. A base é a primeira das quatro UPS que serão implantadas nas próximas semanas na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), o maior e mais violento bairro da capital, que apresenta um dos mais elevados índices de criminalidade no Estado.

A CIC ocupa 10% da área territorial do município, abriga 9% da população curitibana e concentra 17% dos homicídios da capital. “Com a ocupação, vamos reduzir os índices de criminalidade e devolver a região para os moradores de bem. Temos uma grande proposta de trabalho para resgatar a confiança da população no Estado”, disse o governador.

Richa informou que as demais UPS ficarão na Vila Verde, Vila Nossa Senhora da Luz e Conjunto Caiuá. Toda a região foi ocupada no início dessa semana por 1.300 agentes estaduais de segurança e guardas municipais.

Segundo o governador, o objetivo do governo com as UPS é reforçar as ações de policiamento comunitário e assegurar aos moradores das regiões atendidas acesso a serviços e equipamentos públicos, em parceria com a prefeitura. “A presença policial mostra nosso compromisso com a ordem, a paz e a tranqüilidade da população”, disse Richa.

Richa ressaltou que a CIC vai contar com um Batalhão de Polícia Militar exclusivo para o bairro, em razão da grande extensão territorial e alta densidade populacional e ser um dos mais violentos do Paraná. “Se fosse um município, a CIC seria a oitava do Paraná em número de moradores”, explicou o governador, lembrando que até o final do ano Curitiba terá 10 UPS.

A ação policial realizada no bairro faz parte do pacote de medidas do Governo do Estado para reforçar a segurança pública em todo o Paraná. O programa Paraná Seguro prevê a contratação de profissionais de segurança pública, compra de equipamentos e viaturas, implantação de 400 módulos móveis e construção de 95 delegacias.

“O governo está empenhado para solucionar os problemas da área da segurança pública com planejamento e investimentos”, disse Richa. Ele citou que neste ano já foram realizadas a contratação de três mil policiais civis e militares e a abertura de licitação para compra de viaturas com tecnologia embarcada.

SEGURANÇA COMUNITÁRIA - De acordo com o secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar, as UPS não são apenas um projeto de policiamento, mas de garantia da melhora de vida da comunidade. Segundo ele, após a ocupação um grupo de soldados especialmente treinados pela Academia Policial Militar fará o policiamento comunitário em cada vila ocupada.

Cerca de 100 policiais vão atuar nas quatro vilas da CIC que terão Unidades Paraná Seguro. “É o reforço do conceito de policiamento permanente. Com resgate da cidadania e promoção social”, disse Almeida Cesar, reforçando que os índices de criminalidade despencaram nas regiões das primeiras UPS (Uberaba e Parolin), com redução de homicídios, crimes contra o patrimônio e tráfico.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberson Luiz Bondaruk, destacou que 92% da comunidade do bairro Uberaba aprovou a instalação da unidade e que o projeto das UPS será levado para outros municípios da Região Metropolitana de Curitiba e para cidades do interior do estado.

A aposentada Sebastiana Pereira, moradora da Vila Sabará há 23 anos, afirma que acompanhou o crescimento da região e os problemas que surgiram com o tempo. “Segurança era o grande problema, não conseguíamos dormir com o barulho de tiro. Hoje, é um dia muito feliz, de esperança e alegria em ver a região voltando a ser da população”, disse ela, que tem 64 anos.

PREPARAÇÃO – Para implantar uma UPS as forças de segurança realizam um trabalho de inteligência policial, para neutralizar as ações de criminosos. “O objetivo é evitar o conflito armado e garantir maior eficiência nas prisões”, explicou o secretário Reinaldo de Almeida Cesar.

Nos últimos quatro meses, na fase de preparação para a instalação das UPS na Cidade Industrial de Curitiba, uma força-tarefa prendeu 37 pessoas acusadas dos crimes de tráfico de drogas e homicídios na região. A ação cumpriu 63 mandados de busca e apreensão e identificou 55 homicidas, que terão seus mandados de prisão solicitados à Justiça. Também foram aprendidos 2,5 quilos de cocaína, 1,5 quilo de maconha, 1,6 quilo de crack e seis armas. Nos primeiros seis meses do ano, foram registrados no bairro 52 homicídios dolosos (17%) e 1697 furtos e roubos (5,28%).

Líder comunitário do bairro, Iranei Fernandes, afirma que a implantação das unidades marca um novo período para a região. Ele destaca que as vilas tiveram um crescimento muito acelerado nos últimos anos. “Com a presença policial e o apoio da comunidade teremos novamente um bairro mais bonito e seguro”, conclui.

CIDADANIA – Para o coronel Bondaruk, o sucesso das UPS deve-se em grande parte ao entrosamento entre o Estado e o município. “Temos em Curitiba uma grande parceria para a promoção das políticas publicas. Várias ações anunciadas como a instalação de creches e escolas municipais, regularização fundiária e iluminação pública são importantes para regiões que recebem as unidades”, explicou o comandante-geral.

A prefeitura de Curitiba realiza até o final do mês uma feira de serviços na região da CIC. Em paralelo, várias ações das polícias serão feitas para promover a cidadania. A comunidade receberá orientações sobre como agir em casos de violência doméstica, violência contra crianças, crianças desaparecidas e outros.

Outros serviços também serão oferecidos para a comunidade do bairro, como atividades de orientação sobre saúde, prevenção contra acidentes de trabalho, recreação para crianças, emissão de carteiras de identidade e registro de Boletins de Ocorrência por meio da Delegacia Eletrônica.

As vilas que estão recebendo as UPS terão atendimento Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima de Crimes (Nucria), o Serviço de Investigações de Crianças Desaparecidas (Sicride), a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), o Núcleo de Repressão aos Crimes contra a Saúde (Nucrisa) e Instituto de Identificação do Paraná.

fonte: aen

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As regras dos comentários são as seguintes:

- Serão rejeitados textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional;

- O comentário precisa ter relação com a postagem;

- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.


* Os comentários são liberados da moderação, com um prazo de 24 horas, os administradores do blogger exercem outros trabalhos e não possuem tempo integral de dedicação ao blogger, desculpem mas só assim é possível.

Aos chorões que acham que temos algo contra a Policia Civil ou determinada OPM, nós só publicamos o que está na mídia com fonte e tudo, não inventamos matérias e não é nossa intenção colocar uma instituição contra a outra, então antes de mandar comentários denegrindo os administradores do Blog, verefique a fonte no final da matéria.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...