31 de jan de 2012

EMENDA 29: AMAI E APRA DIVULGAM MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

As associações que participaram das negociações com a comissão da PMPR divulgaram nesta terça-feira a minuta de vai ser apresentada ao Comandante Geral no dia 03 de Fevereiro.

A falha da minuta na minha opinião, fica por conta do artigo 14 que define o prazo de 180 dias para o Comandante Geral encaminhar a minuta de projeto de lei sobre as alterações do Código de Vencimentos e Vantagens.

Vamos ver no que dá, a PC já entregou seu projeto, inclusive com a presença do Secretário de Segurança.

Clique aqui e veja a minuta na integra.

Fui alertado pelos internautas sobre o anexo que não está na minuta, coloquei abaixo a tabela que encontra-se no site da AMAI, já que no site da APRA os valores são diferentes.


30 de jan de 2012

RECORDE: MAIS DE 1 MILHÃO DE VISUALIZAÇÕES DO BLOGGER

Gostaria de compartilhar e agradecer a todos que a acessam o portal, chegamos a marca de 1 MILHÃO de visualizações de nosso blogger.

Graças a essa credibilidade e confiança depositada em nosso trabalho é que continuamos melhorando cada vez mais e superando as dificuldades, em manter um portal como esse.

Muito obrigado a todos!!!


Equipe BO de Stive

PR: POLICIAIS MILITARES SÃO INVESTIGADOS POR SUSPEITA DE BEBER DURANTE EXPEDIENTE

Eles devem prestar depoimento nesta segunda (30), em Araucária (PR).
Foto motivou investigação; PMs ficam afastados até o fim da investigação.



Um inquérito militar foi instaurado nesta segunda-feira (30) para investigar a ação de dois policiais fardados do Paraná que foram fotografados segurando latas de cerveja em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. Um dos PMs aparece com a lata bem perto da boca, virada, dando a impressão de que está bebendo. A divulgação das imagens em redes sociais fez com que o assunto chegasse ao conhecimento da Polícia Militar.

Eles foram identificados e têm depoimentos marcados para a tarde desta segunda-feira, na 2ª Companhia de Araucária, onde estão lotados. Os policiais foram afastados das atividades de rua até o fim da investigação.
De acordo com o responsável interino do 17º Batalhão, major Eudes Camilo da Cruz, os dois policiais aparentemente estavam em serviço. "É muito provável que haja uma punição, porque nós temos uma foto do que estamos tentando esclarecer”, adiantou o major ao G1.

Os riscos são diferentes para os policiais suspeitos, caso fique comprovado crime militar. Um deles, com mais tempo de casa, pode sofrer punição administrativa. Já o outro é estagiário e pode ser desligado da corporação.

A corporação emitiu uma nota oficial dizendo que “não compactua com a atitude de se beber álcool durante o horário do trabalho, não importa em que situação seja”.

fonte: g1

VÍDEO: CANTORA RITA LEE CHAMA POLICIAIS MILITARES DE “CACHORROS” E “FILHOS DA P…”

Deselegante, mal educada e incompatível com sua representatividade para a Música Popular Brasileira a atitude da cantora Rita Lee em um show em Aracaju (o último de sua carreira), que após ter visto uma ação policial, segundo ela, abusiva, xingou e desqualificou os policiais militares que trabalhavam no evento.

Além disso, fez apologia ao consumo de drogas. O comando do policiamento no show teve a benevolência de conduzir a cantora à delegacia só após o término do espetáculo. Vergonhosa postura.


fonte: youtube, abordagem policial

EMENDA 29: GOVERNO CONSIDERA ESTÁ SEMANA DECISIVA NO ACORDO COM POLICIAIS

O governo considera a semana que entra decisiva para definir o acordo com os policiais civis e com os militares. Segundo as fontes da Secretaria de Segurança e da Secretaria de Administração, faltya pouco para encerrar o entendimento. Essas mesmas fontes vêem iniciativas organizadas pelo SIPOL, sindicato sem carta que não participa das conversações, uma tentativa política para retardar ou conturbar o processo.

Entre os policiais, no entanto, há grande apreensão, pois as tratativas são feitas há meses e não houve qualquer informação concreta sobre a aplicação da PEC 29 para os militares e de um novo plano de cargos e salários para os civis.

fonte: fábio campana

28 de jan de 2012

EMENDA 29: ACOMPANHE "AO VIVO" PELA INTERNET A ASSEMBLÉIA DA APRA SOBRE O ASSUNTO

A entidade APRA que representa os praças está realizando uma assembléia neste momento e de maneira pioneira e exemplar está transmitindo "ao vivo" pela internet, acompanhe no link abaixo:

http://www.aprapr.org.br/2012/01/28/assembleia-online-assista-aqui/

Serão abordados vários assuntos em relação a Emenda 29.

PR: POLICIAIS MILITARES RECLAMAM DE "ABISMO SALARIAL" ENTRE PRAÇAS E OFICIAIS


A principal reivindicação da tropa da Polícia Militar, que vem gerando protestos e ameaça de paralisação, é o abismo entre os salários dos praças -soldados, cabos, sargentos e subtenentes - e dos oficiais do alto escalão. Na tabela atual de soldos da corporação, o soldado recebe, sem considerar a gratificação por tempo de serviço, 19,6% do que ganha o coronel. Porém, com a gratificação, a diferença aumenta ainda mais, e, em média, o salário do soldado equivale a 13,8% do recebido pelo coronel.

A explicação para essa discrepância está no quinquênio recebido pelos policiais. Quem alcança o cargo de coronel tem, pelo menos, 30 anos de carreira e recebe gratificação de 30% sobre o salário-base. Em média, o provento passa para cerca de R$ 18 mil. O máximo alcançado é R$ 19.240, para o coronel com 35 anos ou mais de serviço, que recebe gratificação de 55%. A mesma porcentagem por tempo de serviço é incorporada ao salário dos praças, porém a maioria dos soldados não está há tanto tempo na corporação.

Carreira

Há duas formas para atingir o posto de coronel na PM ou no Corpo de Bombeiros. Uma delas é passando no concurso para oficial, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que exige curso superior. O aprovado fica três anos como cadete na Academia do Guatupê, e se torna aspirante a oficial.

A partir daí, aguarda vaga para segundo-tenente e, então, primeiro-tenente e segue até capitão. As promoções acontecem por merecimento ou antiguidade. Para se tornar major, é preciso realizar o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, que tem nível de especialização. A essa altura, o policial já tem cerca de 18 a 20 anos de carreira. A próxima patente é tenente-coronel. Por último, é preciso fazer o Curso Superior de Polícia, que equivale a mestrado, para se tornar coronel.

Os praças também podem seguir carreira de oficial, com o concurso exclusivo para policiais na Academia do Guatupê, que também exige curso superior.

fonte: marcelo vellinho do paraná on-line

PR: DESSA VEZ FOI A PM, 12º BPM E SERVIÇO RESERVADO FECHAM CASA DE JOGOS NO CENTRO DE CURITIBA

O dia não é de sorte para os espertinhos que tentam tirar dinheiro dos amantes dos jogos de azar. Se na madrugada uma mansão/cassino foi fechada no bairro Parolin, na tarde desta sexta-feira (27), o mundo da jogatina acabou para os frequentadores de um prédio comercial na região central. No estabelecimento, que funcionava no 12° andar de um edifício na rua Marechal Deodoro, foram 20 máquinas de caça-níqueis
apreendidas e um suspeito encaminhado à delegacia.

O trabalho desta tarde foi feito por policiais militares do serviço reservado, com o apoio do 12° Batalhão.

“Pelo número de máquinas era um cassino de grande porte. Também encontramos várias notas de dinheiro. Acreditamos que seja um cassino em atividade, toda estrutura estava lá, com refrigerantes, bebidas alcoólicas, entre outras coisas”, apontou o tenente Cantador, que participou da ação policial.

As máquinas foram encaminhadas ao 1° Distrito Policial. O gerente do cassino irá assinar termo circunstanciado e será liberado.

fonte: luiz henrique de oliveira e tiago silva da banda b

MG, VÍDEO: ADVOGADO É PRESO POR MORDER ORELHA DE POLICIAL MILITAR

SITE POLICIALBR.COM COMETE UM EQUÍVOCO E DIVULGA FALSA NOTÍCIA SOBRE LEGALIDADE DE GREVE DOS MILITARES ESTADUAIS

Tenho ouvido e lido muito sobre greve da PM e alguns internautas tem enviado mensagens informando que um Juiz Federal teria dito que os policiais e bombeiros militares não são proibidos de fazer greve.

Pois bem fui atrás de tal artigo e de mais informações, em uma postagem de 17 de janeiro de 2012, no blog policialbr.com, referenciando o site SINPOLNOTÍCIAS, é reproduzido um texto, atribuído ao Juiz Federal Marcus Orione Gonçalves Correia, em que o magistrado teria dito que as polícias e bombeiros militares não são atingidos pelo proibitivo constitucional à greve.


Reproduzindo uma parte do texto que diz: "Às Forças Armadas, e somente a elas, é vedada expressamente a greve (artigo 142, parágrafo 3º, inciso IV, da Constituição). Ressalte-se que em nenhum instante foi feita igual referência à polícia, como se percebe dos artigos 42 e 144 do texto constitucional. A razão é simples: somente às Forças Armadas não seria dado realizar a greve, um direito fundamental social, uma vez que se encontram na defesa da soberania nacional. É de entender a limitação em um texto que lida diretamente com a soberania, como a Constituição Federal."


Tentei localizar o Juiz citado porém não consegui e na verdade não sei nem se ele existe, mas antes de achar que o magistrado teria se equivocado ou que o blogger policialbr.com teria inventado a notícia.

Espero crer que o texto é anterior a Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998, ou seja, foi escrito antes da nova redação do parágrafo 1º do artigo 42, que diz serem aplicáveis aos militares estaduais as mesmas disposições do parágrafo 3º do artigo 142, onde o seu inciso IV proíbe a sindicalização e a greve.

Portanto: EXISTE UMA PROIBIÇÃO EXPRESSA DE GREVE PARA OS MILITARES ESTADUAIS.


fonte: blog da renata

27 de jan de 2012

EMENDA 29: 6 POR MEIA-DÚZIA

Hoje(27) pesquisando as notícias na net, deparei-me com uma nota da Amai, informando sobre como o grupo de estudos do comando geral e as entidades representativas das associações chegaram ao valor R$ 4.513,00 para o Soldado.

E na nota divulgada pela Amai, você pode conferir a nota na íntegra logo abaixo, está assim "Os valores foram definidos, com base no subsídio do coronel de R$ 22.911,00, aplicando o percentual de 7.3% interclasse e, chegando assim, ao valor de R$ 4513,00 para o soldado de primeira classe."


Aqui existem 3 dados interessantes: Cel R$ 22.911,00, Soldado R$ 4.513,00 e percentual interclasse 7,3%. Como não sou bom em conta, peguei o excel e fui fazer algumas simulações dentro dos valores informados e o percentual para avaliar como ficariam os outros Postos e Graduações.


O interessante não foi os valores que encontrei, mais sim o escalonamento vertical, confira minha tabela abaixo:



Prestaram a atenção no percentual!

Desde o início das discussões em torno da emenda 29, a briga da AMAI e das outras entidades representativas dos policiais era pelo escalonamento vertical baseado na lei nº 11162 de 1995. Aonde o Soldado receberia 35% do subsídio do Coronel, mas pera lá, esse escalonamento de 19,70% já apareceu em algum lugar antes?

Apareceu sim, na lei nº 16469 de 2010, após tanto estudo alguém reprovou em matemática e atropelou o próprio discurso, por que não mudou nada pelo menos para o Soldado, trocaram 6 por meia-dúzia e continua tudo igual. 

O que fizeram foi levantar o salário do Coronel, que já ganha bem a anos, para puxar com a barriga o salário do Soldado. Vale a pena lembra que a própria AMAI fez um estudo sobre o salário do Coronel baseado na lei nº 11162 de 1995, corrigido pelo IPCA e hoje um Coronel deveria receber R$ 21.844,36. Clique aqui e veja o arquivo de atualização monetária. Abaixo do valor proposto de R$ 22.911,00.

A questão é será que o resto da tabela vai ficar assim? Fiquem de olho...

fonte: BO de Stive

PR: OPERAÇÃO PADRÃO DA POLÍCIA CIVIL CAUSA DOR DE BARRIGA NO ALTO ESCALÃO DA PCPR

Policiais Civis iniciaram operação "Padrão" e em duas ações distintas e legais, uma contra a pirataria no Centro de Curitiba e outra em uma casa aonde funcionava como bingo e prostíbulo.

E logo o resultado foi evidente policiais estão sendo transferidos e a dor de barriga chegou até ao Delegado Geral da PC.

Está na hora da PM inciar também sua operação "padrão" depois não adianta reclamar que uns ganham mais que outros.

http://www.parana-online.com.br/editoria/policia/news/589198/?noticia=POLICIAIS+FAZEM+OPERACAO+E+PEDEM+SALARIOS+MELHORES

http://www.fabiocampana.com.br/2012/01/policia-civil-esclarece-operacao-em-casa-de-jogos/

fonte: paraná online, fábio campana

EMENDA 29: GRUPO DE ESTUDOS DA PM DEFINE VALORES E FINALIZA DOCUMENTO ATÉ A PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA (30)

Os Representantes das Associações e o Comando Geral da PMPR já definiram a proposta para a implementação da Emenda 29 (subsídio), que será encaminhada oficialmente ao governador na próxima semana. Os valores foram definidos, com base no subsídio do coronel de R$ 22.911,00, aplicando o percentual de 7.3% interclasse e, chegando assim, ao valor de R$ 4513,00 para o soldado de primeira classe.

Os valores do Aspirante Oficial (cadetes) e do Soldado de 2ª Classe não serão alterados neste momento, sendo congelados, pois estes ainda estão em treinamento, através dos cursos estabelecidos e homologados na legislação antiga e com previsão de recursos. “Este foi o caminho, para que o subsídio possa ser implementado o quanto antes. Caso contrário seria necessário aguardar a finalização dos cursos em andamento”, explica o coordenador do Fórum das Entidades Representativas, soldado Laudenir Dotta.

Na abertura de novos concursos, o subsídio do Aspirante a Oficial continuará com o valor atual, valor este que também corresponderá os subsídio de soldado de segunda classe. “Não houve alteração no valor de aspirante, porque este é apenas um período transitório. O de soldado de segunda classe, embora, também corresponda a um período de curso, precisou sofrer alteração, porque estava muito inferior, principalmente pela exigência de curso superior para ingresso na corporação”, afirma ele.

As tabelas e o conteúdo da proposta ainda não podem ser divulgados, porque não foram finalizados. Assim que isso aconteça, publicaremos aqui no blog o conteúdo na íntegra.


fonte: amai

26 de jan de 2012

PR: ENQUANTO A PM PEDE SALÁRIO INICIAL DE R$ 4.513, PC AVANÇA NA NEGOCIAÇÃO E PEDE R$ 5.700

Em reunião nesta quarta-feira (25) com representantes de associações e sindicatos vinculados a Polícia Civil, os secretários da Segurança Pública e Administração pediram a ampliação do prazo para a entrega da tabela com os vencimentos reajustados da categoria. A proposta deverá ser entregue em no máximo 60 dias ao Poder Legislativo.

Presente na reunião, o deputado Mauro Moraes, que é presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, demonstrou preocupação com a ampliação do prazo, podendo até mesmo resultar na paralisação da policia civil, mas reconheceu os avanços nas negociações.

Segundo o parlamentar, a prorrogação do prazo estipulado inicialmente pelas entidades que representam a categoria, no dia 8 de fevereiro, deverá ocorrer sem prejuízos para a PC, desde que a proposta venha de encontro com os anseios da PC. “O importante é o compromisso do governo com o envio de uma tabela com vencimentos reajustados”, ponderou Moraes.

Após três horas de reunião, governo e representantes da categoria chegaram ao consenso em torno da implantação do subsidio como forma de garantir o reajuste real. Pela proposta dos representantes da policia Civil, o salário inicial da categoria poderá ser de R$5.700. A SESP e SEAD pediram um prazo para fazer as adequações no projeto que será enviado ao Legislativo. A próxima reunião para definir detalhes está marcada para o dia 14 de fevereiro, quando serão avaliados os números apresentados por sindicatos e também pelo governo. “O governo pediu um prazo de 60 dias para entregar o projeto, mas não descartou a possibilidade de enviar antes. Vamos fazer o possível para que a tabela seja concluída rapidamente”, comentou.

Para o parlamentar, o entendimento entre o governo e a categoria é fundamental para garantir a implantação de uma tabela com reajuste real. “Estarei do lado da policia civil, brigando por uma remuneração justa e compatível com o exercício da função”, destaca. Moraes argumenta ainda que a negociação está aberta e que o governo vem demonstrando interesse em atender as reivindicações da policia.

fonte: mauro moraes

EMENDA 29: PM VAI PROPOR AO GOVERNO SALÁRIO INICIAL DE R$ 4.513 PARA A CATEGORIA

As associações que representam a Polícia Militar paranaense e o Subcomandante Geral da PM, Coronel Cesar Souza, definiram, nesta quarta-feira, o valor de R$4.513 como salário inicial da categoria. A proposta será entregue aos secretários de Segurança Pública e Administração no dia 3 de fevereiro.

De acordo com o deputado Mauro Moraes, que estava presente na reunião, o comando dará inicio a uma negociação com o governo. O ponto central da argumentação será a existência de R$150 milhões a mais no orçamento para este ano. Os recursos estão garantidos por uma emenda apresentada pela Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa.

O governo já pediu um prazo de 60 dias para analisar a proposta que será encaminhada pela PM. Em seguida, o projeto será enviado ao Legislativo. Contudo, Moraes acredita que a proposta poderá ser entregue aos deputados ainda no mês de fevereiro. “As negociações estão avançadas, por isso acredito que tudo será acertado em menos de 60 dias”, comenta.

fonte: mauro moraes

EMENDA 29: CUIDADO COM OS BONS SAMARITANOS DA TV E SUAS VERDADES

Nesta quarta-feria(25) na reinauguração do palácio iguaçu o Governador Beto Richa foi indagado pelos jornalistas sobre a Emenda 29 e sua possível implementação. Acredito até que o momento foi inoportuno para tal questionamento, já que o foco ali era outro.

Pois bem, eu assisti e gravei a declaração do Governador, mas a qualidade do áudio ficou muito ruim por isso não postei o vídeo, o que ouvi foi o mesmo discurso já feito em entrevista no programa SBT Paraná, a declaração do Governador no entanto veio no sentido contrário ao do Secretário de Segurança e aí foi um prato cheio para o apresentador do programa aonde a matéria foi exibida.

O apresentador foi taxativo e afirmou que o Governador disse "que não vai pagar o subsídio". Companheiros, não vamos se apegar a apresentadores de tv e acreditar que são verdadeiros messias e donos da verdade, ou que estão do lado dos policiais.

Não foi isso que eu ouvi na declaração do Governador, como todo administrador ele manteve o discurso de cautela, até para não gerar qualquer especulação de outras categorias do funcionalismo.

Durante todo esse processo que vem ocorrendo o Governo só vai se pronunciar sobre valores e prazos, após receber o ante projeto da comissão instaurada pelo Comando da PM.

Devemos sim manter os pés no chão e não baixar a guarda, mais cuidado com a imprensa e sua demagogia, hoje os oportunistas de plantão querem mostrar todo sua preocupação, mas esses bons samaritanos são os mesmos que criticam o policial, quando ele age com um pouco mais de energia em uma abordagem legitima.

Devemos esperar os prazos solicitados pelo Governo e aí sim, caso não uma resposta positiva e coerente, infelizmente não resta nada além do radicalismo. Enquanto isso cautela!

fonte: BO de Stive

25 de jan de 2012

EMENDA 29: PORQUINHO "EC29", JÁ DÁ SINAIS DE ENGORDA E MUDA DE CARA

Seguimos a dica do internauta PM_PR e o porquinho "EC29" deu uma engordadinha, mudou de aparência. E mostrou-se animado com o anúncio de 60 dias para a implementação do subsídio.

fonte: BO de Stive

24 de jan de 2012

EMENDA 29, ÁUDIO: "GOVERNO VAI PAGA O SUBSÍDIO... NUM PRAZO MÁXIMO DE 60 DIAS..." AFIRMA SECRETÁRIO DE SEGURANÇA

Confira na íntegra a entrevista com o secretário de segurança pública do Paraná, Reinaldo de Almeida César, concedida no BandNews Curititba Edição da Manhã.

Entre os assuntos abordados,o secretário conversou sobre a Emenda 29, anunciou a criação de dois novos batalhões da PM e falou pela primeira vez sobre o caso dos policiais paranaenses envolvidos na morte de um sargento gaúcho em Gravataí.

Clique no link e ouça o áudio da entrevista.

Não podemos de deixar aqui de agradecer a Joice que espremeu ao último o Secretário sobre o assunto Emenda 29.

Parabéns a jornalista que na presença do Governador Bagre Richa ficou um pouco encantada com os galanteios do rapaz e esqueceu das perguntas. Kkkk, brincadeirinha!

fonte: joice hasselmann

EMOCIONANTE: CARTA DE UM POLICIAL MORTO EM SERVIÇO


Alex Oliveira Suzarte era um policial militar do estado do Mato Grosso, casado, com três filhos. Após um assalto a uma lanchonete no município de Poconé-MT, em que dois suspeitos fugiram em uma moto, Alex e sua guarnição realizou uma perseguição aos criminosos, que acabaram caindo da motocicleta, e atiraram contra os policiais, acertando Alex no olho. Alex não resistiu, morreu no local.

Por si só, a história é trágica, lamentável, injustificável – como a morte de qualquer agente público que defende direitos expondo sua vida. Mas algo fez a morte de Alex se tornar ainda mais dolorosa e até épica: o soldado deixou uma carta-poema nas mãos de sua esposa dias antes de morrer em serviço. No final do texto, ele diz: “Esse texto eu dedico a todos os policiais que, como eu, só desejam voltar para casa vivos”. Leiam a íntegra…

Enquanto todos dormem, eu estou em lugares inimagináveis, matagais intransponíveis, bueiros fétidos, casas abandonadas, entre outros lugares a que alguém normal se recusaria ir;

Enquanto todos dormem, eu estou em alerta máximo, tentando não apenas defender pessoas que nunca vi, nem mesmo conheço, mas também tentando sobreviver;

Enquanto todos dormem no aconchego de suas casas debaixo dos cobertores, eu estou nas ruas debaixo da forte chuva, com frio e cansado madrugada adentro;

Enquanto todos dormem, eu estou travestido de herói e mesmo não tendo superpoderes estou pronto para enfrentar o perigo, para desafiar a morte e, ‘quiçá, sobreviver’;

Enquanto todos dormem, eu estou dividido entre o medo da morte e a árdua missão de fazer segurança pública;

Enquanto todos dormem, eu sonho acordado com um futuro melhor, com o devido respeito, com um justo salário, com dias de paz, mas principalmente com o momento de voltar para casa e de olhar minha esposa e meus filhos e dizer-lhes que foi difícil sobreviver a noite anterior, que foi cansativo e até frustrante, mas que estou de volta e que tenho por eles o maior amor do mundo.

Esse texto eu dedico a todos os policiais que, como eu, só desejam voltar para casa vivos.

Alex Oliveira Suzarte
O pai de Alex, embora sofra com a perda, deu a seguinte declaração sobre o homem que matou seu filho: “Esse desalmado ainda não está preso. Eu não quero saber quem é, mas já o perdoei. Até porque a raiva não vai trazer meu filho de volta”.

Triste fim.

fonte: danillo ferreira, g1

EMENDA 29: AVANÇA O ENTENDIMENTO PARA UMA PROPOSTA DE REGULAMENTAÇÃO DA EMENDA 29 NA PM

Mais uma reunião foi realizada nesta segunda-feira (23) entre o Comando da Polícia Militar e as Associações Representativas de Classe para discutir questões referentes à implantação do subsídio (Emenda 29) para a Polícia Militar. “As reuniões serão uma constante até o dia 03 de fevereiro quando deveremos apresentar uma proposta final ao Governo do Estado”, afirmou o Subcomandante-Geral da PM, Coronel Cesar Alberto Souza.

O Coronel informa que os debates já possibilitaram alguns avanços, ou seja, todas as associações compreendem o processo de negociação, houve um entendimento entre todos de que o processo deve partir efetivamente daquilo que cada integrante da corporação está recebendo, de acordo com ele, deixando-se de lado questões do passado ou do futuro.

“Discutimos as tabelas – as quais já foram todas apresentadas pelas associações –, as leis vigentes, os limites, e cada entidade saiu daqui com o compromisso de debater os avanços com suas bases, seus integrantes”, conta Cesar. “Todas também concordaram que a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros são carreiras, e o mais importante neste momento é a carreira”, complementou o Coronel.

A questão do subsídio está sendo discutida desde que uma tabela foi apresentada pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SEAP), em dezembro. “O Governo está aberto a negociações, o comando também, e aguardamos os policiais militares para debatermos a questão do subsídio”, informa o Coronel.

As reuniões, de acordo com o Coronel, serão diárias a partir de agora, e por quanto tempo for necessário, até o dia 03 de fevereiro. “Todos os participantes das discussões definiram que a carreira é o mais importante, mesmo que isso signifique não chegar agora no maior vencimento, mas a gente sabe que se esforçando, passando de uma graduação para outra, vamos alcançar um vencimento melhor”, destacou o Coronel.

Segundo o Subcomandante-Geral alguns pontos já estão definidos como o valor do vencimento para os alunos na Polícia Militar, o qual deve ser mantido como esta, isto é, nos valores atuais. “Queremos valorizar o profissional, aquele integrante que já está nas ruas oferecendo segurança à população”, ressaltou.

O impacto na folha de pagamento do estado também foi lembrado pelo Subcomandante. “Já estamos perto de um valor possível para um soldado de 1ª classe, agora estamos fazendo simulação de folha porque a cada R$ 2,50 aumentados no nosso vencimento o impacto é de um milhão, claro considerando ativos, inativos, pensionistas, além dos cerca de 2 mil policiais que estão em formação”, explicou.

fonte: pmpr

SURPRESA: MURAL DE QTC FOI DESATIVADO PELO PROVEDOR

Pois é, estávamos com 4 pessoas da equipe travando uma verdadeira batalha para atualizar o visual do blogger, aparentemente tudo funcionava em off-line, quando realizamos o upload do template no blogspot, virou uma verdadeira bagunça.

Como se não bastasse toda a bagunça em que se encontrávamos, recebemos vários e-mails falando que o Mural de QTC estava fora do ar.

Quando tentamos acesso ao mural, deparamos com uma mensagem informando que estava desativado o mural por não obedecer as regras, tentamos contato várias vezes com o provedor que hospede o mural mais sem sucesso, até o momento não obtivemos alguma resposta de qual foi a regra que violamos.

Vamos de novo e de pronto modo disponibilizamos outro Mural de QTC e até quando não sabemos, o triste fica por conta das várias mensagens postadas que foram perdidas.

Agradecemos a todos pela paciência e pedimos desculpas pelos transtornos ocorridos.

Esperamos que o novo visual agrade e que fique ainda mais fácil a visualização e leitura das matérias.

fonte: Equipe BO de Stive.

21 de jan de 2012

PR: POLICIAIS CIVIS E MILITARES FAZEM MANIFESTAÇÃO NO CENTRO DE CURITIBA

fonte: g1


Manifestantes reivindicam reposição salarial, entre outros. 
Objetivo é informar a população sobre negociação com o Governo.




Uma manifestação pacífica reuniu policiais civis e militares na manhã deste sábado (21) na Boca Maldita, Centro de Curitiba. De acordo com o sargento Fontana, presidente da Associação de Praças do Estado do Paraná (APRA), o protesto tem como objetivo informar a população sobre as negociações com o Governo para reposição salarial dos policiais.

“O pedido é trazer a população do nosso lado e informar a população que nós precisamos se ter um bom salário pra que nós sejamos valorizados no nosso trabalho”, disse o sargento.

Os manifestantes distribuíram cartilhas à população e explicaram sobre a rotina dos trabalhadores de segurança pública. Crianças participaram de atividades lúdicas, como pintura e desenho. Cartezes com pedidos de melhores salários foram instalados e panfletos de alerta de uma possível paralisação geral também foram distribuídos.


Os policiais militares e bombeiros pedem o cumprimento da Emenda 29 que, entre outros, prevê a reposição de perdas salariais acumuladas há 13 anos. Segundo representantes das associações, se a emenda fosse cumprida pelo governo estadual, o salário-base de um soldado passaria de cerca de R$ 2 mil para mais de R$ 4 mil por mês.

Já os policiais civis, querem salários equivalentes a formação de nível superior, além de promoções e melhora das condições das cadeias superlotadas.

Na segunda-feira (23), representantes da PM e da Polícia Civil vão se reunir para uma reunião com o Governo às 9h no quartel do Comando Geral, em Curitiba. A reunião será aberta para participação de policiais e da população.

PEC 64: DEPOIS DE 6 HORAS DE REUNIÃO, AVANÇA ACORDO DE RICHA COM A PM

fonte: fábio campana

Ontem, Beto Richa e o staff das finanças, administração e segurança do governo fizeram seis horas de reunião. Sem direito ao menos a um lanche. Permissões apenas para ir ao banheiro.

Mas adiantou muito o entendimento sobre a PEC 29 e as reivindicações dos policiais militares do Paraná.

Sem exclusão, de soldado a coronel, todos terão que ser atendidos, disse Beto Richa. “E nessa ordem”, afirmou.

PR: POLICIAIS DO 13º BPM INICIAM OPERAÇÃO "TOLERÂNCIA ZERO"

fonte: plantão 190

Foi iniciada nesta quarta-feira (18), no 13º BPM, a operação tolerância zero, sendo que cada viatura de área, encaminhou veículos irregulares ao pátio, outras viaturas encaminharam ao CIAC SUL, indivíduos por desobediência e desacato, uma pedra de crack, um mísero cigarro pequeno de maconha e outras coisas mais, chegando no pico, às 21:00 hrs, 20 ocorrências pendentes.

O rádio operador do Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), até tentou ligar para as equipes, porém as mesmas estavam empenhadas em delegacias. As ocorrências acabaram sendo canceladas por falta de viaturas, gerando um transtorno para a população, espera no atendimento 190 e sobrecarga no 8° Distrito Policial (CIAC SUL).

Os policiais ainda pediram para que todos os batalhões iniciem essa operação juntamente com o 13º BPM, afim de juntos mostrarem a indignação e conseguir o resultado que é o aumento de salário.

Agindo dessa forma o Polícia Militar realiza o trabalho e não incorre em nenhum tipo de transgressão.

19 de jan de 2012

PEC 64, VÍDEO: ENTREVISTA DO GOVERNADO BETO RICHA A RIC

fonte: ric 

O Governador novamente fala sobre o subsídio dos policiais, em um pequeno momento da entrevista logo no início.

PEC 64: PROTESTO SIM, MAS SEM ARRISCAR A VIDA DE COMPANHEIROS

postagem original: wellington willian

Gostaria de aproveitar as duas matérias abaixo postados para ressaltar alguns pontos nos protestos que vem ocorrendo.

Até o momento eu não quis tomar partido sobre parar ou não, greve ou operação padrão? Acredito que neste momento, é o governo que encontra-se pressionado não só pelos policiais, como pela sociedade e pela mídia.

Para os mais radicais devemos lembrar que sem o apoio popular, qualquer movimento já começa derrotado. Devemos aguardar o final do mês corrente e ver o resultado das reuniões da comissão que foi instalar para chegar a uma proposta aceitável por ambos os lados.

Este momento não é de paralisação ou radicalismo. Devemos lembrar que na história dos governos, nunca ouve uma janela para negociação, mesmo que tardia, como agora. Sempre fomos tratados pela ditadura militar pelos governadores.

E não estou defendendo aqui o Beto Richa, pelo contrário eu não votei nele e nem pretendo votar, essa corja do PSDB e DEM, dependendo de mim, nunca se elegeriam.

Protesto na frequência da polícia

ssa noite acompanhei o momento em que a CPU do 12º BPM, trombou com assaltantes de caixa eletrônico em plena execução do ilícito.

Momento tenso, aonde ouve acompanhamento e disparos de arma de fogo. A CPU solicitou "Prioridade" no rádio e aqui vem minha indagação. Será que esse era o momento de boicotar a transmissão da viatura?

Companheiros começaram a cortar a transmissão e em alguns momentos a CPU não conseguia transmitir nada, as outras equipes do plantão queriam saber informações sobre o local e situação. Mas devido as interferências se tornava impossível qualquer tipo de comunicação.

Devemos nos lembrar que apesar dos protestos no rádio serem da responsabilidade de quem o faz. Temos companheiros trabalhando nas ruas e os malas não querem nem saber se estamos ou não, fazendo algum tipo de manifestação, se é Oficial ou Praça, nas ruas somos todos Policiais Militares.

Para quem recorre ao protesto pelo rádio, não esqueça! Protestar sim, mas de modo que não coloque a vida de companheiros em risco, todos os milicianos estão unidos nesse objetivo.

PR: BANDIDOS SE DÃO MAL AO TENTAR ARROMBAR CAIXA ELETRÔNICO

fonte: paraná online

Uma tentativa frustrada de arrombar um caixa eletrônico do banco Santander na Avenida Vicente Machado, em Curitiba, resultou na prisão de dois bandidos na manhã desta quinta-feira (19). Outros dois meliantes do grupo conseguiram fugir. Eles estavam munidos de um maçarico para praticar o roubo e não levaram o dinheiro.

A polícia recebeu a denúncia por meio do 190 e quando chegou no local surpreendeu os bandidos. Dois deles fugiram a pé e outros dois empreenderam fuga em um automóvel Palio. Os policiais seguiram o carro e houve troca de tiros. Na Alameda Princesa Izabel, eles abandonaram o veículo e tentaram escapar a pé. Um deles foi preso rapidamente, enquanto o outro foi detido na Alameda Presidente Taunay.

Os bandidos e o material utilizado na tentativa de roubo foram levados para o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). A polícia está fazendo a identificação dos presos, uma vez que eles deram nomes que não batem e possivelmente estão utilizando documentos falsos.

PR: PRESSÃO DOS POLICIAIS MILITARES COMPROMETE SERVIÇO

fonte: paraná online

Uma das frequências de rádio da Polícia Militar continuou sem transmitir ocorrências, ontem, sinalizando a vontade de grupos de entrar em greve. Além de músicas e “avacalhações”, a frequência do 12.º BPM também transmitiu uma suposta assembléia, durante a tarde, em que uma pessoa incitava à paralisação. Nas transmissões, um homem convocava para uma manifestação na Boca Maldita, às 9h, que pode ocorrer hoje ou no sábado e também pode ter participação de deputados.

Os policiais pressionam o governo para o cumprimento da Emenda 29, que entre outros benefícios, garante melhorias salariais à corporação e exige ensino superior a quem ingressa na corporação. Um bombeiro militar, que não quer ser identificado, explicou que o salário de um soldado, independente de ter cinco ou 25 anos de corporação, não passa de R$ 2.400,00.

TODO OFICIAL E DELEGADO TER QUE SER POLÍTICO?

fonte: danillo ferreira



Não é raro se ouvir nos corredores de qualquer organização policial do Brasil, civil ou militar, que este ou aquele chefe ou comandante – oficial ou delegado – é “político”, em referência ao relacionamento do superior com seus superiores, e até com personalidades não policiais possuidoras de alguma autoridade. Segundo este entendimento, os ocupantes de cargos do alto escalão, de algum modo, se subordinam a certas contingências políticas, visando ascender na carreira, manter determinado status, em uma palavra, beneficiar-se.

É preciso que todo oficial ou delegado de polícia se posicione deste modo? Quais são os limites do acatamento à política – e o que o “ser político” pode significar, na prática?

Se o policial “político” é aquele que possui capacidade de negociação, visando alcançar os interesses legais e legítimos da instituição a que serve, é ótimo que este adjetivo lhe seja dado. O relacionamento entre as polícias e outras organizações públicas e privadas ocorre constantemente, e é natural que seja necessária alguma habilidade para que soluções adequadas sejam alcançadas.

Por outro lado, este processo de diplomacia política não pode admitir a fuga de alguns preceitos institucionais, como o abandono de elementos técnicos da atividade policial ou a aceitação de indignidades semelhantes. Há quem sacrifique os objetivos sociais das polícias para agradar certos figurões da política, visando promoções, nomeações e benesses particularizadas.

E há também a política da corrupção e locupletação, em que acordos espúrios são firmados entre gestores públicos de outras instancias governamentais ou privadas (como vereadores, empresários ou prefeitos) em favorecimento à ambição e ao enriquecimento ilícito. Uma espécie de troca de favores e protecionismo mútuo, que praticamente torna a organização policial uma ajudante das estruturas criminosas que deveria enfrentar.

Como se vê, a acepção do termo “político” pode tomar várias formas, extremamente positiva ou negativa. Embora existam os dois extremos, eles não são distantes, sendo preciso cautela e postura crítica e ética constante para não cair na politização maldosa e corrupta. Algo cada vez mais difícil no ambiente de interesse capitalista em que vivemos.

PEC 64: DEPUTADO FRANCISCHINI É VAIADO EM REUNIÃO, APÓS DIZER: QUE UM SOLDADO QUERER GANHAR R$ 7.600,00 ERA BRINCADEIRA

fonte: profissão pm

Francischini diz que tabela apresentada
pelas Associações da PMPR
parece brincadeira
O Deputado Federal Francischini iniciou dizendo que havia assumido compromisso com o Governador Beto Richa de esperar por um ano, para ele colocar a casa em ordem para daí começar a cobrar melhores condições salariais para as Polícias do Paraná.


Falou sobre a proposta apresentada pelo Governo, rechaçada pelos policiais militares que em alguns casos teriam correção de R$ 100,00 (cem reais), o que considerou uma proposta infeliz. Entretanto, disse que a tabela apresentada pelo Fórum de Associações era “brincadeira”, citando como referência a proposta do soldado perceber próximo dos R$ 7600,00 (sete mil e seiscentos reais).

A reação foi imediata e inesperada para o parlamentar que já foi Policial Militar e talvez não achasse que os policiais militares pudessem agir com tanta indignação. O Deputado foi literalmente “vaiado”.

Logo em seguida tivemos a participação do Deputado Estadual Mauro Moraes, Presidente da Comissão de Segurança Pública na Assembléia Legislativa do Paraná que falou da emendas que apresentou para resolver os problemas salariais das Polícias da ordem de R$ 300.000.000 (trezentos milhões), 150 para cada uma e também tentou justificar o injustificável: “O não cumprimento da Constituição Estadual pelo Governo do Estado, cujo prazo venceu-se em 28 de Abril de 2011“.

DF: A POLÍCIA MAIS CARA DO PAÍS

fonte: isto é

Em contraste com a realidade brasileira, os 120 policiais legislativos ganham mais de R$ 15 mil por mês, portam armas letais, pistolas de choque e possuem equipamentos capazes de detectar grampos e até de rastrear e-mails



Fardados e com a mão pousada no cabo dos revólveres, cinco policiais do Senado se enfileiraram na entrada do Congresso na terça-feira 6. Lá dentro, votava-se o Código Florestal. Do lado de fora, os homens de preto vigiavam as manifestações de estudantes e ambientalistas contra o projeto. Eles formam a Polícia Legislativa e poderiam facilmente ser confundidos com agentes federais, tal a semelhança do uniforme. O contingente foi oficializado em 2004 e custa caro para o erário. Cada um dos 120 policiais do Senado ganha, em média, R$ 15 mil por mês, além de auxílios, comissões e adicionais noturnos. Ao fim, a despesa mensal alcança mais de R$ 2 milhões e soma-se ao custo que o Congresso tem com seguranças terceirizados, responsáveis pela guarda em portarias e corredores. No caso destes seguranças, porém, os salários são bem mais modestos. Não passam de R$ 3 mil.

Os agentes da Polícia Legislativa do Senado têm conquistado cada vez mais força e prestígio interno. Nos últimos anos, ganharam o direito de portar armas letais e pistolas de choque, de fazer revistas e deter em uma sala do subsolo quem ameaça a ordem no Senado. Além disso, conseguiram apoio dos senadores para a aquisição de três camionetes transformadas em viaturas, com direito a sirene e espaço para acomodar prisioneiros. A estrutura contrasta com a realidade do País, onde faltam melhores salários, carros e armas para as polícias militares. Em alguns Estados, a diferença entre o salário dos policiais e o dos agentes do Senado chega a dez vezes. No Rio de Janeiro, por exemplo, enquanto um coronel – o mais alto posto – ganha cerca de R$ 8 mil, um policial com a missão de enfrentar traficantes recebe pouco mais de R$ 2 mil por mês.

Além dos salários, a Polícia Legislativa dispõe de equipamentos de fazer inveja. Para facilitar a abertura de “inquéritos”, os senadores deram aos seus agentes equipamentos capazes de detectar grampos telefônicos e ainda autonomia para rastrear e-mails. Uma prática que conflita com as liberdades democráticas, pelas quais o Senado deveria zelar. “Se o Estado passar a atuar como detetive particular, vamos deixar de viver em um Estado democrático de direito”, adverte o presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante.

PR: PMS SE ARTICULAM E PRESSIONAM POR GREVE

fonte: gazeta do povo

Policiais de baixa patente teriam "invadido" a frequência de comunicação da corporação para veicular mensagens incitando operação-padrão


A articulação de policiais militares de baixa patente na região da Grande Curitiba começou, nesta quarta-feira (18), a ganhar proporções maiores e dar mostras de estar desagradando ao comando da corporação. Desde o início da semana, a frequência do sistema de comunicação da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros tem sido “invadida”, substituindo as informações sobre as ocorrências por músicas das paradas de sucesso. O canal também tem sido usado pelos “praças” – como são conhecidos soldados, cabos e sargentos – para articular uma eventual paralisação, como forma de pressionar a regulamentação da Emenda 29 à Constituição do Paraná. Entre outras coisas, este dispositivo estabelece a incorporação das gratificações no soldo dos policiais.

A movimentação começou a partir de viaturas da PM. Ao longo da terça-feira (17), os comunicadores da corporação tiveram a frequência invadida e passaram a reproduzir canções como “Ai, se eu te pego”. Na quarta-feira, a manobra se alastrou para unidades do Corpo de Bombeiros. Paralelamente, o sistema era usado para fazer apologia à Emenda 29. “O descontentamento entre os soldados, cabos e sargentos é geral, porque os oficiais na última hora são seduzidos pelo governo e o problema não é resolvido. Desde 1998 que o sistema dos subsídios não é implantado. Se perdermos essa oportunidade, vai ser difícil ter outra”, disse um cabo, que pediu para não ser identificado.

Além das trocas de mensagens por meio do sistema de comunicação interno da PM, os praças esboçam uma “operação-padrão”, em que só ocorrências urgentes seriam atendidas. Nos bastidores, os policiais se mostram propensos a antecipar uma eventual paralisação. Ao longo desta quarta-feira, os radiocomunicadores da PM veicularam inúmeras mensagens incentivando a redução no ritmo de trabalho.

Ainda que aparentemente desordenada, a movimentação dos policiais de baixa patente parece ter desagradado a chefia da PM. Dois praças ouvidos pela Gazeta do Povo contaram que os HTs (comunicadores portáteis) de todos os policiais da 1ª Companhia do 17º Batalhão (que compreende a região de São José dos Pinhais) haviam sido recolhidos pelo comando. A medida foi mal recebida pelos policiais, que viram na iniciativa mais um motivo para a operação-padrão. “Eu não vou entrar em um beco sem meu HT. Se eu precisar me comunicar para pedir reforço, como vou fazer? A ordem é [fazer] operação tartaruga”, disse o soldado que solicitou anonimato.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a PM confirmou que “alguns” comunicadores de “diversas áreas” foram recolhidos pelo comando. De acordo com o órgão, há suspeitas de que a frequência da corporação não tenha sido invadida por policiais, mas por terceiros. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) foi acionada, segundo a PM, para alterar a frequência utilizada pela corporação. Os radiocomunicadores devem ser devolvidos aos policiais em, no máximo, dois dias. A assessoria da PM não informa quantos aparelhos foram retirados momentaneamente de circulação.

Associação diz que momento é inapropriado para “bravatas”, mas prevê “apagão”

A Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares (Amai), que representa também o Corpo de Bombeiros, informou que teve conhecimento da invasão da frequência da corporação e da troca de mensagens estimulando a paralisação. Para o presidente da entidade, o coronel Elizeo Furquim, no entanto, a categoria deveria primar pelo diálogo. “Há um fórum formado por sete entidades negociando com o governo. O momento é inapropriado para bravatas”, avaliou.

O coronel atribui a invasão do sistema de comunicação ao ato isolado de alguns praças, mas reconhece que o clima é de ebulição entre os policiais de baixa patente. Para Furquim, no entanto, a categoria deveria optar pela negociação até meados de fevereiro, prazo dado pelos policiais ao governo para que um acordo seja firmado. “Gostaríamos que isso [essas manifestações] cessasse. Porque, se não houver acordo em fevereiro, aí sim haverá um grande movimento de paralisação, que trará, inclusive, outros segmentos do serviço público. Será um grande apagão”, prevê o presidente da Amai.

PR: MANIFESTAÇÕES COMEÇAM DIA 21 PELA IMPLEMENTAÇÃO JUSTA DA EMENDA 29

fonte: blog da joice



As entidades de classe ligadas às Polícias Militar e Civil devem promover manifestações nas ruas de Curitiba a partir do dia 21. O objetivo é pressionar o governo para a implantação de subsídios e gratificações em um único salário para os oficiais – medidas previstas na emenda 29. Essa emenda deveria ter sido implantada a partir de abril do ano passado, mas ainda não há previsão de quando os policiais terão o benefício.

Ontem entidades ligadas às policias se reuniram em assembleia e definiram um cronograma de ações. De acordo com o secretário geral do sindicato dos investigadores do Paraná, Eirimar Fabiano Bortót, a categoria exige que o governo apresente documentos com os valores dos benefícios.

No cálculo dos índices, o sindicato deve contar com profissionais do Dieese – para que apresentem ao governo as planilhas atualizadas. O secretário geral afirma que a greve dos Investigadores, papiloscopistas e escrivães do Paraná ainda não está na pauta de discussões. Mas ele não descarta uma possível paralisação a partir do próximo mês.

No dia 21 de janeiro, as entidades de classe vão até a rua XV de novembro para protestar pela implantação dos benefícios. Outro ato deve acontecer no dia 28, e o local ainda não foi definido.

18 de jan de 2012

PR: RONE PRENDE HOMEM COM 14KG DE MACONHA NA GELADEIRA

fonte: pmpr



Policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) apreenderam 14 kg de maconha, no final da noite desta terça-feira (17), na Rua Maria Procópio Pereira, no Bairro Caiuá, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). A PM também apreendeu no local, R$ 1.603,40, duas correntes e uma pulseira prateadas, um relógio, quatro cartões de crédito, uma balança de precisão, um aparelho celular, além de outros objetos.

“A droga estava dividida em 17 tabletes inteiros e mais três metades de tabletes, acondicionados em uma sacola e guardados na guardada geladeira da casa”, disse o Aspirante Mario Picetskei Filho, Comandante da equipe que atendeu a ocorrência. A ação foi iniciada durante um patrulhamento de rotina feito pelas equipes na Rua Raul Pompéia, também na CIC.

“A equipe avistou uma motocicleta, com placas de Curitiba, cujo que ao verificar a presença da polícia ultrapassou o sinal vermelho, com o objetivo de fugir da equipe. Diante disso, foi iniciado um acompanhamento tático e poucas quadras à frente o piloto da moto foi abordado”, descreve o aspirante. Com ele, a PM encontrou um pouco de maconha, e após questionamentos o rapaz informou que havia mais drogas em sua casa.

A partir destas informações a equipe policial seguiu até a Rua Maria Procópio Pereira onde encontrou mais maconha (quase 14 kg), o dinheiro (em cédulas e moedas), a balança de precisão e os outros objetos. “Diante disso, ele foi detido e encaminhado ao CIAC/SUL, juntamente com a droga e a moto apreendidas, para que as providências pertinentes fossem tomadas”, finaliza.

PEC 64, VÍDEO: ENTREVISTA DO GOVERNADOR NO SBT PARANÁ SOBRE O SUBSÍDIO

fonte: rede massa

Novamente gostaria de PARABENIZAR a Joice Hasselmann que perguntou, perguntou e reforçou. Mas, o Bagre Richa é liso, enrolou e ficou para quarta uma reunião com os Secretários.

Até agora não existe nenhuma nota, sobre a tal reunião.

17 de jan de 2012

PEC 64: NOTA SOBRE A ENTREVISTA DO GOVERNADOR NO SBT PARANÁ

fonte: postagem original

O Governador Beto Richa afirmou em entrevista ao programa SBT Paraná que amanhã(18/01) estará se reunindo com os Secretários da Fazenda e Segurança Pública para elaborar uma resposta sobre a implantaçã do subsídio aos policiais.

Aproveitando a nota gostaria de parabenizar a jornalista Joice Hasselmann que desta vez, fez a pergunta direta e sem maquiagem ao Governador.

Mais em breve...

PR: GOVERNADOR BETO RICHA PARTICIPA DO JORNAL SBT PARANÁ, PARTICIPE ENVIANDO SUA PERGUNTA

fonte: rede massa

Hoje apartir da 19h o Governador Beto Richa participa ao vivo do jornal SBT Paraná "respondendo" as perguntas dos telespectadores, isso mesmo respondendo entre aspas, pois na última entrevista feita pela Joice Hasselmann, ela mais fez propaganda politica em prol do Governador do que perguntas ao mesmo.

Vamos encher a caixa de e-mails da rede massa com perguntas sobre a Emenda 29 e a posição do Governador, que até agora não se manifestou, preferiu esconder-se atrás dos cupixas. Vamos fazer ele sair da moita.

Esperamos que dessa vez a jornalista Joice Hasselmann seja um pouco mais profissional e realmente faça as perguntas pertinentes e de interesse da população ao Governador.

Clique aqui para enviar sua mensagem.

VÍDEO: DESABAFO DE BOMBEIRO EM MACEIÓ, MOSTRAR A REALIDADE DA PM E BM DO BRASIL

fonte: youtube

PR: POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES TOCAM MÚSICAS NO RÁDIO EM PROTESTO

fonte: parana on-line

Duas frequências do sistema de rádio da Polícia Militar do Paraná estão tocando música desde a manhã desta terça-feira (17). As músicas substituem a comunicação de ocorrências e procedimentos da PM, conforme acontece normalmente.

Este poder ser um protesto quanto ao não cumprimento da Emenda 29 da Constituição Estadual, que prevê a reposição de perdas salariais. A assessoria de imprensa da PM foi procurada para comentar o caso e informou que a corporação não confirma estes ruídos na transmissão.

Conforme revelou a Tribuna e o Paraná-Online nesta terça-feira (17), os policiais militares podem entrar em greve caso não haja acordo para o cumprimento da Emenda 29. As associações que representam a categoria apresentaram uma contraproposta para a sinalização feita inicialmente pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência para o pagamento dos subsídios previstos na emenda.


Informações apuradas pela Tribuna e Paraná-Online indicam que já existiria movimentações nos quartéis que poderiam resultar em manifestações.

SE: GOVERNO NÃO CUMPRE ACORDO E POLICIAIS CUMPREM PROMESSA E PARAM TODAS AS VIATURAS IRREGULARES

fonte: infonet

A decisão dos militares, tomada na assembleia da categoria realizada no último sábado, 14, de que não vão mais dirigir viaturas que estejam irregulares, está sendo cumprida. Para se ter uma idéia, algumas viaturas estão paradas no pátio da Radiopatrulha, a avenida Melício Machado e no pátio do Quartel Central da Polícia Militar de Sergipe, à rua Itabaiana.

Desde o domingo, 15, que ao darem entrada de serviço, os militares estão informando ao CIOSP (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública) que se as viaturas não estiverem em consonância com o que preceitua o Código de Trânsito Brasileiro, não serão utilizadas até que estejam devidamente regularizadas.

De acordo com o sargento Edgard Menezes, os policiais que participam da Operação Visibilidade aderiram nesta segunda-feira, 16. “A partir de hoje, a Operação Visibilidade da qual faço parte, parou 112 viaturas totalmente irregulares. Elas estão no pátio do QCG e os serviços estão sendo prestados a pé, pois a população não pode ficar desassistida”, entende.

Na assessoria de Comunicação Social da Polícia Militar de Sergipe, a informação é de que a situação está sendo regularizada. “Apesar de o Comando da Polícia Militar não ter recebido nenhum documento oficial do que ficou decidido na assembleia, a polícia convocou a empresa responsável pelas placas e as viaturas já estão sendo levadas até a garagem ao lado do Centro de Formação de Praças, o Cefap, para que as placas sejam trocadas ainda na manhã desta segunda-feira e a documentação será regularizada, sendo que o documento ficará com os condutores das viaturas”, esclarece o assessor de Comunicação, capitão Charles Victor.

16 de jan de 2012

PR: REUNIÃO DA CLASSE POLICIAL, DIA 17 AS 18H , COMPAREÇAM

fonte: apra, sipol

As entidades sociais APRA e SIPOL convidam os Servidores Estaduais Militares Praças para participarem da REUNIÃO e demonstrar seu compromisso e união.

AJUDEM A DIVULGAR E CHAME OS COMPANHEIROS MILICIANOS PARA PARTICIPAREM!!!

Não adianta ficar aqui no mural reclamando e xingando, vamos mostrar nossa força e lotar o local, a reunião contará com a presença dos deputados Federal Fernando Francisquini e Estadual Mauro Moraes.

O encontro é em conjunto com os companheiros Investigadores da Polícia Civil, aonde será definida uma linha de ação para pressionar o Governo sobre a implantação do subsídio.


Data e hora: às 18:00 hs do dia 17/01/2012

Local: Sede Esportiva do Sindicato dos Bancários sito à Rua Piquiri, 380

Assuntos: SUBSÍDIO

14 de jan de 2012

PEC 64: RELAÇÃO DOS INTEGRANTES E PROPOSTA DE ANTEPROJETO SÃO ENTREGUES AO CG

fonte: amai


Representantes das Associações estiveram no Quartel do Comando Geral, na manhã desta sexta-feira (13), para entregar ao comandante-geral da PMPR, coronel Roberson Luiz Bondaruck, o ofício com a relação dos militares nomeados pelo Fórum para integrar a comissão especial, bem como a proposta de anteprojeto de lei das associações, com as devidas tabelas, para a implementação da Emenda 29 (subsídio).

O comandante-geral reafirmou o apoio e se comprometeu a analisar o anteprojeto recebido. A comissão se reúne no próximo dia 16, para instalação e primeira reunião executiva, onde serão apresentadas as demais propostas. No dia 23 acontece o segundo encontro e no dia 30 de janeiro a última reunião, com a defnição da proposta final para ser encaminhada ao Governo.

Além da relação dos integrantes da comissão, o ofício informa ao comandante sobre a reunião do Fórum realizada no dia 11/01, e algumas condições para a referida participação, tais como deliberações conjuntas, ausência de “voto minerva”, reuniões públicas e dispensa dos integrantes que estão na ativa. Com relação aos valores do subsídio, como afirmado anteriormente, deve ser obedecido o escalonamento vertical de 1996, correção dos valores pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor) e obedecidos os princípios constitucionais de parcela única e de irredutibilidade salarial, por posto e graduação.

Clique aqui e confira na íntegra todo o material entregue ao Comandante-Geral.

12 de jan de 2012

RJ: GOVERNO DO RIO SE SENTE AMEAÇADO POR GREVE DA PM E ANTECIPA 20%DE REAJUSTE E REDUZ CRITÉRIOS DE PROMOÇÃO

fonte: terra


Na  quarta-feira, os líderes do movimento grevista da Polícia Militar do Rio de Janeiro se reuniram  para traçar suas reivindicações e estratégias. O descontentamento da tropa ganhou força das redes sociais e a maioria dos agentes é favorável à greve, que tenta melhorar as condições de trabalho da categoria. Os responsáveis pelo movimento defendem que a greve deve acontecer pouco antes do começo do Carnaval carioca, em fevereiro. Para eles, a necessidade de proteção durante a festa será fundamental para pressionar o governo.

O único temor dos policiais é não conseguir mobilizar toda a tropa a tempo, já que falta pouco mais de um mês para o Carnaval. Porém, antes mesmo da greve começar, o governo se sentiu ameaçado pelo movimento e antecipou um reajusta de 20% para os policiais, além de reduzir os critérios de tempo para promoções. Atualmente, os PMs do Rio têm o pior salário do Brasil.

A tentativa do governo em acalmar os ânimos dos PMs acabou dando mais força aos grevistas, que tiveram a inspiração para promover a greve vinda dos policiais civis e militares do Ceará, que tiveram seus pedidos atendidos após entrarem em greve simultaneamente.

PEC 64: ASSOCIAÇÕES DEFINEM REPRESENTANTES PARA COMISSÃO ESPECIAL E TABELAS A SEREM DEFENDIDAS

fonte: amai

O Fórum das Entidades Representativas dos Policiais e Bombeiros Militares esteve reunido na tarde desta quarta-feira (11), para discutir o anteprojeto de lei elaborado pelo governo e as medidas a serem estabelecidas. Participaram da reunião, representantes da AMAI, AVM, ABCS, SBSS, 2ºGB e 1ºBPM de Ponta Grossa, APRA, AMEP, ASCEPOL, Clube dos Oficiais, Fênix de Guarapuava e APCS.

Diante da notícia de que o comando geral compôs uma comissão especial, para analisar o anteprojeto de lei para a implementação do subsídio, e que as associações poderão indicar representantes para também participar, ficou definido sete companheiros (todos eles praças) para integrarem a comissão.

Esses representantes irão apresentar uma única proposta, defendo a tabela com o escalonamento vertical de 1996, com os valores devidamente reajustados de acordo com os índices do IPCA. Os nomes indicados foram: soldado Laudenir Dotta (APCS Cascavel), cabo Luiz Carlos de Lima (ASCEPOL), sargento Orélio Fontana Neto (APRA), subtenente Davi Rodrigues D’Almeida (SBSS), soldado Eder de Souza (AMEP), soldado Murilo Moreira Oliveira (Fênix Guarapuava) e Sgt Elpídio Alves Maciel (ABCS). Posteriormente será definido entre eles quais serão os titulares e os suplentes.

Ficou definido também, que o anteprojeto apresentado pelas associações não poderá sofrer nenhuma alteração sem a autorização do Fórum. Outra solicitação dos participantes é que o prazo estipulado pelo governo seja antecipado, pois com esta definição não é necessário aguardar até o dia 23 de janeiro para a indicação, o que possibilita adiantar o início dos trabalhos, com o prazo de até o dia 03 de fevereiro (data que está agendada a próxima reunião das associações com o comandante geral) para o término do estudo.

A AMAI abdicou de participar do grupo, para possibilitar a participação de mais um praça. “É importante que todos entendam que dentro do Fórum e das associações não importa o posto ou a graduação. Não deve haver distinção entre praças e oficiais. Somo todos iguais em busca dos mesmos objetivos: os direitos dos policiais e bombeiros militares”, afirma o presidente da AMAI, coronel Elizeo Ferraz Furquim.

O coronel afirma ainda, que será solicitada a autorização para a participação dos demais integrantes do Fórum e a comunidade militar, sem direito a voto, apenas para acompanhar os estudos. Caso o resultado final dos trabalhos da Comissão Especial não seja satisfatório para a tropa, terá início um novo de trabalho de mobilização.

PEC 64: ESTAMOS INDO PARA O TERCEIRO GRUPO DE ESTUDOS E NADA DE SUBSÍDIO

fonte: pmpr, apra

Quanto homologado a Emenda 29 pelo ainda Governador Orlando Pessuti, o governo teria 180 dias para criar um grupo de estudos visando elaborar um ante projeto com os valores e a tabela do subsídio.

Pois bem passou quase 200 dias do governo Beto Richa, mais os 180 dias de prazo da emenda, aí que o Governador foi pensar em montar mais um grupo de estudos para apresentar uma proposta, ele próprio definiu o prazo de 60 dias.

Passados mais de 60 dias, estourado o prazo que o próprio Governador definiu, somando aos 180 dias da emenda, somado aos 200 dias que já havia estourado o prazo, o segundo grupo de estudos apresenta uma proposta ridícula, tão ridícula que o Comandante Geral ficou com vergonha de apresentar e jogou a bomba para o Sub-Comandante.

Por fim e para não perder o costume, o CG montou mais um e pela terceira vez o grupo de estudos para avaliar a proposta do governo com relação ao subsídio e apresentar uma contra-proposta.

Já é de se espantar que seja necessário montar um terceiro grupo de estudos, esperamos que não tenhamos o quarto, mais o que chama a atenção foi o site da PMPR divulgar que estaria sendo nomeado pelo o CG a comissão para estudar a proposta somente com Oficiais e a revolta dos Praças foi imediata.

Eu não sei se Oficiais tem 2 cérebros e os Praças semi-analfabetos e por isso não podem raciocinar com um assunto tão complexo aonde envolve cálculos básicos de matemática, para que essa postura seja adotada em todas as repartições da PMPR.

Mais depois das várias mensagens de repúdio ao grupo de estudos nomeado pelo CG, a matéria com a nomeação foi retirada do ar e foi colocada outra em seu lugar, aonde a PM convida associações e representantes para participarem do grupo de estudos.

Isso demonstra a força das Praça e a preocupação do comando com uma possível paralisação da PM.

Estamos com 259 dias de um fio de esperança e aqueles que acreditam e exercem suas funções por amor a profissão esperam que o bom senso do Governador, que não fez nada pela PMPR em um anos, prevaleça!!!

PR: RICHA AUTORIZA NOMEAÇÃO DE 137 PROFISSIONAIS PARA O HOSPITAL DA PM

fonte: fábio campana

O governador Beto Richa assinou nesta quarta-feira (11/01) a autorização para a nomeação de 137 profissionais para o Hospital da Polícia Militar (HPM) de Curitiba. O reforço do quadro de pessoal é uma das ações prioritárias da administração da unidade e do governo, que pretende realizar um novo concurso público em 2012. Entre os nomeados estão 103 técnicos em enfermagem e 34 enfermeiros.

De acordo com o governador, com as nomeações será possível ampliar a capacidade de atendimento do Hospital da PM, atendendo as reivindicações dos usuários. O diretor da unidade, coronel Rogério Daud Kfouri, afirmou que chamamento de novos servidores integra o projeto de reestruturação do hospital, que está sendo viabilizado com apoio do Governo do Estado.

Ele afirmou que o HPM assumiu a responsabilidade de atender os usuários do Sistema de Atendimento à Saúde (SAS), que serve ao quadro de funcionários públicos estaduais em Curitiba e Litoral. “A medida ajuda a melhorar as condições de atendimento do hospital”, disse Kfouri.

Segundo o coronel, o quadro de pessoal ficou defasado. “Vivemos momentos difíceis nos últimos oito anos. Estamos resgatando a capacidade de atendimento graças às condições que o governo está oferecendo”, afirmou Kfouri.

A unidade da PM atende uma média de sete mil consultas por mês e terá o quadro ampliado. Kfouri destacou que o hospital chegou a operar com 15% da sua capacidade de atendimento. “Queremos trabalhar com 100% da capacidade. Por conta disto será necessária a contratação de mais profissionais, através de um novo concurso público”, disse.

PR, VÍDEO: RONE PRENDE ASSALTANTES DE POSTOS DE GASOLINA

fonte: programa 190

Dois rapazes e um adolescentes assaltaram um posto de gasolina e foram detidos. A polícia apurou que eles seriam integrantes da gangue do Morro do Sabão, no Parolin, e estariam envolvidos em tiroteios a vila.

Parabéns a equipe RONE e ao comandante da guarnição Sargento Ferraz.

10 de jan de 2012

PEC 64: PMS E BOMBEIROS SE REÚNEM NA QUARTA PARA EXIGIR OUTRA PROPOSTA SOBRE A EMENDA 29

fonte: fábio campana


As associações dos policiais e bombeiros militares divulgaram manifesto contra o anteprojeto de lei apresentado pelo Comando Geral da PMPR para a implementação da Emenda 29 (subsídio). O anteprojeto foi produzido por uma comissão especial do Governo do Estado, mas os policias militares e bombeiros acreditam que ele não corresponde às expectativas mínimas da corporação. E continuam a exigir valorização profissional e salários dignos.

Na quarta-feira (11), o Fórum das Entidades Representativas dos Policiais e Bombeiros Militares se reúne para definir como irá agir, em busca dos direitos da coletividade. A categoria está decepcionada com o anteprojeto, “principalmente porque o assunto segurança pública é de interesse de toda a população paranaense.”

PEC 64: APRA É CONVIDADA PARA REUNIÃO COM O CEL CESAR PARA POSICIONAMENTO DO CG SOBRE A TABELA

fonte: apra

A APRA foi gentilmente convidada a participar de uma reunião com o Cel. Cesar (Subcomandante da PMPR), neste ato representando o Comandante Geral, com o objetivo de informar toda a tropa sobre o posicionamento do Comando frente o Anteprojeto de Lei que foi apresentado as Entidades Representativas no dia 06 de janeiro de 2011, às 08 hs., frisando que não corrobora com o Anteprojeto apresentado, principalmente por não apresentar os anseios da tropa, principalmente a base que esta na ponta da nossa atividade fim;

Nesta conversa estiveram presentes o Dr. Marcelo Veneri (Advogado da Entidade), Dr. Mário Monteiro, sindicalista e (Membro da Direção Estadual do FES-Fórum das Entidades dos Servidores Públicos do Paraná), Sgt. Junior (Vice-Presidente da APRA) e o Sgt. Fontana (Presidente da APRA); sendo que na conversa em questão o Subcomandante manifestou sua preocupação com alguns pontos controversos e omissos do Anteprojeto em questão, assim como entendeu que os valores fixados na tabela não tem o aval do Comando da PMPR, pois é preciso dialogar no intuito de buscarmos um Subsídio (leia-se vencimento) justo para todos, principalmente a base da PMPR (leia-se praças);

A APRA se sente honrada com o apoio que recebemos da tropa no que diz respeito a nossa manifestação após a Reunião realizada dia 06 de janeiro, sendo que reafirmamos que estamos firme no propósito de conquistar a nossa ideologia de resgatar a “independência financeira e o resgate da dignidade policial”;

A APRA demonstra a força das PRAÇAS, pois sabemos que o processo democrático é fruto da conquista com muita luta de uma classe organizada e unida; o COMANDO atendendo a manifestação de nossos PRAÇAS, DESCARTOU A ATUAL PROPOSTA APRESENTADA DO DIA 06 e á partir do dia 15 de Janeiro as Entidades Representativas em conjunto com a PM1(Setor de Legislação da PMPR) elaborarão uma proposta em conjunto que vá de encontro aos anseios dos Praças da PMPR trazendo o resgate da dignidade do servidor público PRAÇA, sendo que até o dia 03 de Fevereiro será apresentado ao Secretário de Segurança Pública Sr. Reinaldo de Almeida César a proposta da Base da PM, também o Cel Cesar nos garantiu que será aprovada até o dia limite de 01 de Abril pelo motivo de Legislação Eleitoral.

O Subcomandante também enfatizou que esta trabalhando para que todos tenham um salário justo e a altura da função que desempenhamos;

Gostaríamos de reiterar o apoio e a força demonstrada pela tropa frente o Anteprojeto desleal e injusto apresentado, e que estamos juntos com nossos irmãos de farda, pois temos exemplos de sucessos recentes que conseguiram aumento salarial com a união de todos os integrantes de uma mesma Corporação, sem distinções ou privilégios individuais; e

Gostaríamos também de agradecer o apoio da mídia e dos companheiros militares de outros Estados, os quais demonstraram estar a disposição caso precise de apoio no propósito firmado, ou seja, “PRAÇAS, NÓS SOMOS FORTES”.

“COMANDO DA PMPR se sensibiliza e reconhece a força das Praças, evidenciando e compartilhando com a nossa categoria um novo momento”.

Ganhamos a primeira vitória, mas não a batalha, vamos continuar trabalhando duro companheiros por melhores condições de vida dos nossos bravos praças da Polícia Militar do Paraná.

PEC 64: PARA QUEM AINDA NÃO VIU A TABELA DO "SUBSÍDIO"

fonte: amai


A tabela do subsídio proposto pela SESP é tão ridícula que eu não perdi meu tempo postando tal absurdo.

Porém alguns fazem questão de vê-lá. Para os desconfiados de plantão, clique no link abaixo e veja na íntegra a minuta disponibilizada pela amai.

Dispensa comentários, mas na dúvida veja as opiniões do Mural de QTC.

Clique aqui

PR, VÍDEO: CACHORRINHO É TORTURADO POR ADOLESCENTES EM ARAUCÁRIA

fonte: tribuna da massa

A que ponto chega a maldade humana? 

Pergunta difícil de responder, quando vemos algo como o vídeo abaixo, aonde mostra adolescentes, leia-se marginais, assassinos frios com requintes crueldade, fazer com um animal totalmente indefeso e doente uma tortura de dor e angustia.

Tortura que era assistida seguida de risadas e narrativa, ensinando como deve-se fazer.

Quando nossos políticos vão acordar e acabar com essa farra de ECA que foi criado para proteger marginais e oprimir a sociedade.

FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS PODEM ESCOLHER EM QUAL BANCO QUEREM RECEBER O SALÁRIO

fonte: mauricio gustavo garcia

Portabilidade

A partir de janeiro de 2012, os funcionários públicos poderão escolher em qual banco vão receber o salário. A chamada portabilidade de conta chega três anos depois da liberação para os funcionários de empresas privadas. Para especialistas, a medida é uma tentativa saudável do Banco Central (BC) de incentivar a concorrência entre os bancos, mas há vários obstáculos pelo caminho. Falta de informação e de interesse dos bancos, comodismo dos clientes e burocracia estão entre os entraves.

Com a portabilidade, as contas podem ser mudadas sem cobrança de tarifas ou custos adicionais. A mobilidade faz parte de um amplo pacote elaborado em 2006 pelo Banco Central (BC) para estimular a concorrência entre bancos. Além da conta-salário, as medidas incluem a portabilidade do cadastro dos clientes e mesmo de operações de crédito. Neste caso, a pessoa pode transferir um empréstimo de um banco para outro que oferecer melhores condições de pagamento.

Quem quiser receber seus vencimentos em outro banco terá de fazer um único comunicado à instituição financeira a que está vinculado hoje. A partir daí, o banco terá de transferir, sem custo e no mesmo dia, o salário do cliente para a conta informada previamente.

Em sua primeira entrevista coletiva após assumir a presidência do BC, no começo deste ano, Alexandre Tombini ressaltou os esforços da autoridade monetária para reduzir as margens de lucro dos bancos. “O BC tem um grupo que estuda medidas para atuar nesse tema. Reforçamos a portabilidade do crédito, do cadastro, da conta-salário, por exemplo. São várias medidas tomadas para facilitar o trânsito de clientes bancários entre instituições”, afirmou. “O spread caiu ao longo do tempo, mas ele continua alto. Essa é uma agenda que continua.”

CE: FIM DA GREVE DA PMCE: REAJUSTE SALARIAL, ANISTIA, CARGA HORÁRIA E CÓDIGO DE ÉTICA

fonte: diário do nordeste


A Greve na Polícia Militar do Ceará, o primeiro movimento reivindicatório policial militar de 2012, acabou: após o governo ter encarado as reivindicações de modo desdenhoso, negando-se qualquer tipo de negociação e diálogo, a categoria conseguiu avanços que podem ser considerados positivos, embora não os desejáveis – algo natural no processo de luta por melhorias.

Para além da meia noite desta quarta feira representantes dos policiais, membros do Ministério Público, da OAB e da Defensoria Pública anunciaram o resultado da reunião com o Governo:

Um documento de quatro páginas foi redigido e assinado pelas partes, garantindo uma anistia a todos os policiais e bombeiros militares que participaram do movimento, livrando-os de qualquer processo disciplinar e administrativo, bem como da instauração de inquéritos por violação ao Código Penal Militar e ao Estatuto dos Militares do Ceará.
Outro ponto acertado foi a incorporação definitiva nos salários de toda a tropa da PM e dos Bombeiros da gratificação no valor atual de R$ 920,18, que vinha sendo paga somente aos PMs que trabalham no turno C (das 6 às 22 horas). Desse modo, o salário de um soldado (posto mais baixo da corporação) será de R$ 2.634,00, retroativo ao dia 1º de janeiro de 2012.

O governo do Estado também aceitou um reajuste no valor do vale-refeição para policiais e bombeiros, que será de R$ 224,00 por mês. Os ganhos vencimentais estabelecidos no acordo serão estendidos aos inativos e pensionistas das duas corporações militares.

O documento também estabelece que a jornada de trabalho será de 40 horas semanais, podendo, de acordo com a necessidade da Corporação, serem fixadas horas-extras.

Outro item estabelecido foi a criação, no prazo de 30 dias, de uma comissão com formação paritária entre os representantes do governo e das quatro associações que congregam os militares, para formular, em 90 dias, novas regras sobre a tabela salarial, discussão de horas-extras, implantação de novo modelo para promoções e reforma no Código de Ética e Disciplina da PM, para evitar casos de assédio moral, já que os praças reclamam de constantes abusos por parte de seus superiores.

Leia mais…

O resultado do movimento foi comemorado pelos policiais, que durante todos os momentos das reivindicações se mantiveram unidos, orientados por suas lideranças, resistindo às negativas do governo. Similarmente ao que ocorreu recentemente no Maranhão, após a postura de endurecimento e repressão ao movimento, outras organizações e lideranças se colocaram dispostas a intermediar o conflito de interesses, principalmente para que a sociedade não sofresse mais transtornos.

Fica a dica para outras experiências Brasil a fora: negociar e se antecipar à insatisfação é menos oneroso política e socialmente.

NOVA ENQUETE NO AR, "VOCÊ É A FAVOR DE PARAR DIA 17?"

Acesse o site e participe da enquete, está no canto direito do blogger.

CHEGA DE FÉRIAS, VAMOS TRABALHAR UM POUCO

Após um pequeno recesso voltamos a ativa, afinal ninguém é de ferro! E depois de ver a tal tabela do subsídio pelo amor de deus, fiquei com vontade de ficar de férias até o final de ano.

E o mais engraçado foi que o CG deu as associações até o dia 03 de fevereiro para pensar, "Pensar", mas em quê? Ele podiam ter respondido ali mesmo, era só um ir ao banheiro e usar aquele papel para a única finalidade dele.

Bom estamos de volta e vamos tentar colocar em dia esses 5 dias de apagão!

Abraços a todos os companheiros

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...