19 de jan de 2012

TODO OFICIAL E DELEGADO TER QUE SER POLÍTICO?

fonte: danillo ferreira



Não é raro se ouvir nos corredores de qualquer organização policial do Brasil, civil ou militar, que este ou aquele chefe ou comandante – oficial ou delegado – é “político”, em referência ao relacionamento do superior com seus superiores, e até com personalidades não policiais possuidoras de alguma autoridade. Segundo este entendimento, os ocupantes de cargos do alto escalão, de algum modo, se subordinam a certas contingências políticas, visando ascender na carreira, manter determinado status, em uma palavra, beneficiar-se.

É preciso que todo oficial ou delegado de polícia se posicione deste modo? Quais são os limites do acatamento à política – e o que o “ser político” pode significar, na prática?

Se o policial “político” é aquele que possui capacidade de negociação, visando alcançar os interesses legais e legítimos da instituição a que serve, é ótimo que este adjetivo lhe seja dado. O relacionamento entre as polícias e outras organizações públicas e privadas ocorre constantemente, e é natural que seja necessária alguma habilidade para que soluções adequadas sejam alcançadas.

Por outro lado, este processo de diplomacia política não pode admitir a fuga de alguns preceitos institucionais, como o abandono de elementos técnicos da atividade policial ou a aceitação de indignidades semelhantes. Há quem sacrifique os objetivos sociais das polícias para agradar certos figurões da política, visando promoções, nomeações e benesses particularizadas.

E há também a política da corrupção e locupletação, em que acordos espúrios são firmados entre gestores públicos de outras instancias governamentais ou privadas (como vereadores, empresários ou prefeitos) em favorecimento à ambição e ao enriquecimento ilícito. Uma espécie de troca de favores e protecionismo mútuo, que praticamente torna a organização policial uma ajudante das estruturas criminosas que deveria enfrentar.

Como se vê, a acepção do termo “político” pode tomar várias formas, extremamente positiva ou negativa. Embora existam os dois extremos, eles não são distantes, sendo preciso cautela e postura crítica e ética constante para não cair na politização maldosa e corrupta. Algo cada vez mais difícil no ambiente de interesse capitalista em que vivemos.

2 comentários:

  1. Os cargos de Delegado Chefe e Comandante Geral tem que ser eletivo disputado dentro das corporações, podendo até ter um candidato preferido do governo, mas quem decide quem seria a melhor opção para a corporação e para a segurança publica é que faz segurança publica, ou seja, os policiais.

    ResponderExcluir
  2. Policiais do 13° BPM iniciam Operação Tolerância Zero
    por australopiteco em 19 de janeiro de 2012

    Foi iniciada nesta quarta-feira (18), no 13º BPM, a operação tolerância zero, sendo que cada viatura de área, encaminhou veículos irregulares ao pátio, outras viaturas encaminharam ao CIAC SUL, indivíduos por desobediência e desacato, uma pedra de crack, um mísero cigarro pequeno de maconha e outras coisas mais, chegando no pico, às 21:00 hrs, 20 ocorrências pendentes.

    O rádio operador do Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), até tentou ligar para as equipes, porém as mesmas estavam empenhadas em delegacias. As ocorrências acabaram sendo canceladas por falta de viaturas, gerando um transtorno para a população, espera no atendimento 190 e sobrecarga no 8° Distrito Policial (CIAC SUL).

    Os policiais ainda pediram para que todos os batalhões iniciem essa operação juntamente com o 13º BPM, afim de juntos mostrarem a indignação e conseguir o resultado que é o aumento de salário.

    Agindo dessa forma o Polícia Militar realiza o trabalho e não incorre em nenhum tipo de transgressão. Mais informações em breve.

    ResponderExcluir

As regras dos comentários são as seguintes:

- Serão rejeitados textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional;

- O comentário precisa ter relação com a postagem;

- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.


* Os comentários são liberados da moderação, com um prazo de 24 horas, os administradores do blogger exercem outros trabalhos e não possuem tempo integral de dedicação ao blogger, desculpem mas só assim é possível.

Aos chorões que acham que temos algo contra a Policia Civil ou determinada OPM, nós só publicamos o que está na mídia com fonte e tudo, não inventamos matérias e não é nossa intenção colocar uma instituição contra a outra, então antes de mandar comentários denegrindo os administradores do Blog, verefique a fonte no final da matéria.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...