10 de fev de 2012

RJ: POLICIAIS E BOMBEIROS DO RIO DECIDEM PARAR À 0H DESTA SEXTA-FEIRA


Na Cinelândia, cerca de três mil policiais e bombeiros reunidos em assembleia: greve decidida por votação simbólica para início à 0h da sexta-feira 10 de fevereiro.

Com a greve no Rio, entra em ação o plano do governo do estado, de garantir a segurança nas ruas com auxílio de 14 homens do Exército e 300 agentes da Força Nacional de Segurança. A ajuda foi decidida pela manhã, em uma reunião com o comandante militar do Leste, general Adriano

Líderes dos policiais e bombeiros reunidos na Cinelândia, no centro do Rio, decidiram entrar em greve a partir da 0h desta sexta-feira. A paralisação foi aprovada em uma consulta simbólica aos cerca de 3.000 manifestantes – estimativa do comandante do 5º BPM (Praça da Harmonia), coronel Amauri, que estava no local a trabalho. Os organizadores estimaram o público em 5.000 pessoas. Os policiais rejeitaram a proposta de antecipação de aumento aprovada na Assembleia Legislativa do Rio pela manhã. Além da reivindicação salarial – a principal delas o piso de 3.500 reais para a categoria –, os manifestantes passaram a exigir a libertação do cabo bombeiro Benevoluto Daciolo, preso na noite de quarta-feira.

A manifestação atraiu menos gente do que esperavam os líderes do movimento. Representantes das três categorias, ao longo da semana, chegaram a dizer que pretendiam reunir 100 mil pessoas na Cinelândia.

O prazo oficial da meia-noite foi anunciado no palanque como uma última chance para que o governador Sérgio Cabral receba os manifestantes. Este é o prazo estabelecido também para a libertação de Daciolo, cuja prisão preventiva foi decretada pela Justiça na noite desta quinta-feira. O compromisso dos líderes do movimento, segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Fernando Bandeira, é de manutenção dos serviços essenciais – o que significa, por exemplo, que nas delegacias apenas o plantão seja mantido, com paralisação dos trabalhos internos e de investigação.

Com a greve no Rio, entra em ação o plano do governo do estado, de garantir a segurança nas ruas com auxílio de 14 homens do Exército e 300 agentes da Força Nacional de Segurança. A ajuda foi decidida pela manhã, em uma reunião com o comandante militar do Leste, general Adriano.

A estratégia usada pelo governo do estado para enfraquecer a aglomeração surtiu resultado. Comandantes de unidades dos bombeiros mantiveram os militares no quartel – entre eles o Quartel Central, que em 2011 foi invadido por manifestantes. No Batalhão de Operações Especiais, o comando determinou que às 20h todas as equipes se apresentassem, para a tropa de elite estar apta a responder em uma situação de descontrole do momento. No entanto, uma das equipes se recusou a patrulhar a região da Cinelândia.

O protesto na Cinelândia teve algumas doses de comoção. O ponto alto nesse sentido foi a declaração da mulher do bombeiro Daciolo, Cristiane, que declarou ter orgulho de ser da família de um bombeiro.

Guerra de informação – O palanque armado na Cinelândia se transformou também em uma espécie de central de boatos. Entre eles, os de exoneração de comandantes e até de demissão do comandante-geral da PM – todos desmentidos. A participação em massa de representantes de outros estados não ocorreu.

fonte: cecília ritto, rafael lemos e leo pinheiro

3 comentários:

  1. se unem aos grevistas milicianos, quero ver se a força nacional aguenta

    ResponderExcluir
  2. No RJ "greve" e a intensão é para ganhar 3.500, no PR tem gente de bico com 4.500!!!

    ResponderExcluir
  3. e na boca bendita de curitba...100 pmas no maximo...

    ResponderExcluir

As regras dos comentários são as seguintes:

- Serão rejeitados textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional;

- O comentário precisa ter relação com a postagem;

- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.


* Os comentários são liberados da moderação, com um prazo de 24 horas, os administradores do blogger exercem outros trabalhos e não possuem tempo integral de dedicação ao blogger, desculpem mas só assim é possível.

Aos chorões que acham que temos algo contra a Policia Civil ou determinada OPM, nós só publicamos o que está na mídia com fonte e tudo, não inventamos matérias e não é nossa intenção colocar uma instituição contra a outra, então antes de mandar comentários denegrindo os administradores do Blog, verefique a fonte no final da matéria.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...